MIUI 13: quais celulares vão receber a nova interface da Xiaomi

Seu celular já recebeu a MIUI 13? Para saber se eles será um dos contemplados, confira alista de dispositivos elegíveis, além de modelos que perderam o suporte da fabricante.

O que sabemos sobre a MIUI 13? (Imagem: Oficina da Net)
O que sabemos sobre a MIUI 13? (Imagem: Oficina da Net)

A MIUI 13 é a interface propietária da Xiaomi mais recente da atualidade. e conta com recursos inovadores, que complementam a experiência do usuário. Diante dessas novidades, a pergunta que fica é quais celulares serão contemplados com a atualização. Se você tem um celular Xiaomi, é hora então de tirar essa dúvida. Confira a lista oficial de aparelhos da Xiaomi que receberão a atualização, se é que já não receberam.

Tudo sobre a MIUI 13

Smartphones elegíveis

Depois de tantos rumores, a Xiaomi finalmente liberou a lista de smartphones elegíveis para receber o update. Sem nenhuma surpresa, são eles;

Linha Mi

Linha Redmi

Modelos que supostamente devem receber a MIUI 13

Embora não estejam na nova lista oficial da Xiaomi, os modelos abaixo também devem estar estre os contemplados com a MIUI 13:

Linha POCO

  • POCO F4 GT;
  • POCO X4 PRO;
  • POCO M4 Pro;
  • POCO X3, POCO X3 NFC;
  • POCO M2, POCO M2 Pro;
  • POCO F2 Pro;
  • POCO X2, POCO X2 Pro;
  • POCO C3.

Linha Black Shark

  • Black Shark 2, Black Shark 2 Pro;
  • Black Shark 3, Black Shark 3 Pro, Black Shark 3S;
  • Black Shark 45, Black Shark 4 Pro;
  • Black Shark 5, Black Shark 5 Pro, Black Shark 5 RS.

Smartphones fora da lista

Causando muitas controvérsias e reclamações por parte dos fãs da empresa na internet, alguns modelos já aparecem na lista de dispositivos que não serão contemplados com a MIUI 13. São eles;

  • Xiaomi Mi 9;
  • Xiaomi Mi 9 Lite;
  • Xiaomi Mi 9 SE;
  • Xiaomi Mi 9T;
  • Xiaomi Mi 9T Pro;
  • Xiaomi Mi A3;
  • Xiaomi Mi Mix 3 5G;
  • Redmi K20;
  • Redmi 8;
  • Redmi Note 8;
  • Redmi Note 8 Pro;
  • Redmi Note 8T.

Modelos que não receberão mais updates

Aproveitando, a Xiaomi também revelou recentemente uma lista de smartphones que não receberão mais atualizações e que obviamente descarta a chegada da MIUI 13. São eles:

Linha Mi

  • Mi 1
  • Mi 2
  • Mi 2A
  • Mi 3
  • Mi 4
  • Mi 4s
  • Mi 4c
  • Mi 5
  • Mi 5s
  • Mi 5s Plus
  • Mi 5c
  • Mi 5X
  • Mi 6
  • Mi 6X
  • Mi 8 SE
  • Mi Note
  • Mi Note 2
  • Mi Note 3
  • Mi Note Pro
  • Mi Mix
  • Mi Mix 2
  • Mi Max
  • Mi Max 2
  • Mi A1
  • Mi A2
  • Mi A2 Lite
  • Mi Pad
  • Mi Pad 2
  • Mi Pad 3
  • Mi Pad 4
  • Mi Pad 4 Plus
  • Mi Max 3
  • Mi 8 Lite
  • Mi Mix 2S
  • Mi 8 Explorer Edition
  • Mi Mix 3
  • Mi 8 UD
  • Mi 9 SE
  • Mi Play

Linha Redmi

  • Redmi 1
  • Redmi 1S
  • Redmi 2
  • Redmi 2A
  • Redmi 3
  • Redmi 3S
  • Redmi 3X
  • Redmi 4
  • Redmi 4X
  • Redmi 4A
  • Redmi 5
  • Redmi 5 Plus
  • Redmi 5A
  • Redmi Note 1
  • Redmi Note 1S
  • Redmi Note 2
  • Redmi Note 2 Pro
  • Redmi Note 3
  • Redmi Note 4
  • Redmi Note 4X
  • Redmi Note 5
  • Redmi Note 5A
  • Redmi Pro
  • Redmi 6
  • Redmi 6 Pro
  • Redmi 6A
  • Redmi S2
  • Redmi Y2
  • Redmi Note 6 Pro

Quais as novidades da MIUI 13?

A parte interessante de uma atualização é justamente a chegada de novos recursos, funções e opções que promovem mais segurança, um sistema estável e otimizado, além de serviços inovadores. No caso da MIUI 13, fontes chinesas têm sugerido a chegada de funções excepcionais, mas algumas que também já estão presentes em modelos concorrentes.

Memória RAM virtual

Uma das novidades mais aguardadas é a função de utilizar memória RAM virtual. Esse rumor veio à tona depois que um desenvolvedor analisou o código fonte da MIUI 12.5 e identificou a presença de uma linha que, quando traduzida, diz algo sobre "memória RAM estendida".

Memória RAM Virtual aparece no código da MIUI 12.5. (Imagem: Reprodução Skrzypek)
Memória RAM Virtual aparece no código da MIUI 12.5. (Imagem: Reprodução / Skrzypek)

Comparando o nome com a tecnologia de outras fabricantes, pelo menos dois modelos chineses já contam com esse recurso de estender a memória RAM do celular. O vivo X60 foi o primeiro, e atualmente até o OnePlus 9 Pro suporta esse recurso. O seu funcionamento se resume em dar um gás a mais quando aplicativos exigentes forem abertos. Para isso, quando a RAM estiver esgotada e o sistema sentir a necessidade de mais memória, ele automaticamente "converte" parte do espaço disponível do armazenamento para dar um fôlego extra ao hardware do aparelho.

Na teoria, isso seria de bom proveito nos modelos básicos e intermediários da Xiaomi. Em um dispositivo com 4GB de RAM por exemplo, o sistema poderia conceder 1 ou até 2GB extras. Já em modelos mais robustos com 8GB de RAM, a capacidade seria de 11GB de RAM. E aqueles que já possuem 12GB nativo, poderão ser ainda mais beneficiados como se tivessem 15 GB de RAM.

De praxe, mesmo após o flagrante no código fonte da interface, a Xiaomi não confirmou nada sobre a chegada do recurso e nem mesmo falou sobre o seu desenvolvimento.

Nova Mi Control Center

A MIUI 12 já trouxe uma nova central de controle para os dispositivos Xiaomi. Ali, você pode controlar praticamente tudo, como ligar e desligar a lanterna, ativar o Modo Avião, ativar o Modo Economia de Bateria, espelhamento de tela, gravação da tela, compartilhamento e digitalização de arquivos e assim por diante.

MIUI 13 terá controle de dados direto na Mi Center. (Imagem: Reprodução)
MIUI 13 terá controle de dados direto na Mi Center. (Imagem: Reprodução)

Agora, algumas fontes já falam sobre uma nova função para controle de dados diretamente da central de controle. Até então, você consegue controlar o consumo de dados dentro das Configurações do Sistema, mas com o recurso integrado na interface inicial aumenta ainda mais a praticidade para quem fica conectado por muito tempo em redes 3G e 4G.

Novo layout de câmeras

Os recursos das câmeras continuarão sendo os mesmos já integrados nos respectivos smartphones. Se o modelo possui panorama, lente ultra grande angular, suporte para HDR e assim por diante, eles continuarão em pleno funcionamento. A mudança esperada na MIUI 13 está relacionada apenas ao layout, que em vez de exibir informações pequenas na tela, haverá ícones próprios para cada função.

Vídeo incorporado do YouTube

Esse recurso já está em fase experimental entre alguns usuários na China e Índia desde as versões betas da MIUI 12, e pode ser oficializado na MIUI 13. Se você não gostar da nova forma de exibição das funções, vale lembrar que será possível reverter para o modo padrão que conhecemos hoje em dia.

Janelas flutuantes

Com a chegada do Android 11, as janelas flutuantes melhoraram e muito a versatilidade para os diversos conteúdos que podem ser abertos simultaneamente. Enquanto você lê um artigo na internet ou navega nas redes sociais, por exemplo, você pode conversar com algum contato do WhatsApp de forma prática, sem precisar ficar abrindo e fechando o aplicativo.

Em vez de se limitar a conversas, apps de entrega de comida e táxi poderão ser exibidos nas janelas flutuantes. (Imagem: Reprodução)
Em vez de se limitar a conversas, apps de entrega de comida e táxi poderão ser exibidos nas janelas flutuantes. (Imagem: Reprodução)

Na MIUI 13, a função fica ainda melhor, não se limitando a apenas conversas em aplicativos de mensagens instantâneas. Agora ele exibe parte do conteúdo de outro app, como do Uber ou iFood, por exemplo. Enquanto você navega na internet ou assiste um vídeo no YouTube, uma janela flutuante poderá ser exibida para mostrar que o seu motorista ou a sua pizza está chegando.

Novos controles

Nas versões atuais da interface de usuário da Xiaomi, quando você aciona o botão Power (liga/desliga) do seu aparelho, uma central é exibida com praticamente quatro funções, sendo elas: Modo Avião, Modo Silencioso, Desligar e Reiniciar o aparelho. De acordo com imagens e até vídeos divulgados na rede, essas funções serão resumidas em um único controle, semelhante ao que temos para controlar o brilho da tela.

Se o usuário deslizar para cima, o aparelho desliga, e se deslizar o dedo para baixo, o sistema vai reiniciar. Esse novo modo de ligar e desligar o aparelho da Xiaomi é inspirado no que já temos na mais recente versão da realme UI, interface de usuário da realme.

O vídeo abaixo mostra esse novo controle em ação;

Vídeo incorporado do YouTube

Outras fontes chinesas ainda falam que o controle de volume também será exibido de forma diferente. Atualmente, quando o botão de volume é acionado e o usuário quer detalhes sobre essa função, um grande bloco é exibido na tela com os controles sendo exibidos individualmente.

Na MIUI 13 eles continuarão sendo exibidos de forma separada, cada controle para um volume em específico - notificações, mídias, alarmes - mas de uma forma muito mais moderna, com ícones de maior opacidade, o que torna mais agradável aos olhos.

Outros recursos

Todas as novidades citadas acima são encaradas como quase confirmadas, já que estão em fase de testes e devem aguardar a confirmação da Xiaomi. Mas além desses, existem alguns rumores que não conseguem provar o que sugerem, e por enquanto não passam de mera especulação.

Dentre eles há uma nova forma de exibir os aplicativos abertos recentemente. Um desenvolvedor afirmou que a MIUI 13 oferecerá modelos pré definidos de exibição, como rotação em cubo e até um que imita o que temos no iOS, posicionando os aplicativos em fila na tela.

Também especula-se uma nova organização de notificações no painel inicial, com lugares específicos e reservados para Conversas, Reprodutor de Mídia e outros mais. Ele seria uma adaptação proprietária da Xiaomi de um recurso nativo do Android 11.

Data de lançamento da MIUI 13

Sempre que muitos vazamentos começam a ser ventilados na rede, naturalmente que rumores começam a sugerir a data de lançamento desta novidade. Seguindo essa lógica, alguns boatos circularam com a informação de que a MIUI 13 seria apresentada no dia 25 de junho do ano passado.

No entanto, naquela época, a Xiaomi veio a público para desmentir esta informação, alegando que a empresa sequer havia começado o planejamento para anunciar a nova interface de usuário. Agora, parece que a data de lançamento da MIUI 13 finalmente foi anunciada. Pelo Twitter, a empresa confirmou que a atualização do seu novo sistema será liberado no dia 26 de janeiro, mesmo dia em que acontecerá o lançamento da linha Redmi Note 11.

Confira o tweet que confirma a data de lançamento da MIUI 13:

Vale lembrar que, até o momento, apenas a data de lançamento dever ser encarada como uma informação oficial. A empresa ainda não revelou a lista de quais smartphones realmente receberão a MIUI 13 e quais serão esquecidos pela gigante chinesa. Por isso, novamente salientamos que as listas encontradas no começo deste artigo, não podem ser encaradas como oficiais, nem mesmo como confiáveis.

Redmi Note 8 Pro, flagship de 2019, está fora da lista da MIUI 13, indica rumores. (Imagem: Reprodução / Xiaomi)
Redmi Note 8 Pro, flagship de 2019, está fora da lista da MIUI 13, indica rumores. (Imagem: Reprodução / Xiaomi)

Uma das grandes insatisfações do público é sobre o querido Redmi Note 8, por exemplo, que segundo a lista, não receberá a nova interface de usuário. Se você ficou decepcionado com essa informação, acalme os ânimos e aguarde novas informações.

Perguntas frequentes

Quais celulares vão receber a MIUI 13?

Xiaomi Mi Note 10 Xiaomi Mi Note 10 Pro Xiaomi Mi Note 10 Lite Xiaomi Mi 10 Xiaomi Mi 10 Pro Xiaomi Mi 10 Lite 5G Xiaomi Mi 10T Pro Xiaomi Mi 10T Lite Redmi 9T Redmi 9A Redmi 9C Redmi 9C NFC Redmi Note 9 Redmi Note 9S Redmi Note 9T Redmi Note 10 5G Redmi Note 10S

S22 Ultra vs S22 Plus, qual comprar?

Comentários
Minha foto
Insira um comentário