Na batalha do melhor celular intermediário abaixo dos 2 mil reais, a POCO envia o X6. Ele tem a tela mais incrível que já vimos num celular dessa categoria e também vem com 256GB de armazenamento no modelo mais barato. O processador promete muito também, é um novo Snapdragon 7S Gen 2 da Qualcomm. Será que vale a pena comprar esse celular em 2024?

Vídeo Review POCO X6

Assista a versão dessa review em vídeo:

ÍNDICE

Construção Externa e Design

O X6 segue a identidade visual dos outros celulares da POCO - com as três câmeras e o flash construídos dentro de um módulo de plástico que ocupa boa parte da traseira do celular. Ele tem um design quadrado, tanto as laterais quanto a traseira são planas. Eu particularmente acho esse estilo bonito e confortável de segurar.

.

Se você escolher comprar esse aparelho na versão preta, fique sabendo que o acabamento da traseira é em "black piano", que apesar de ser bem estiloso, suja muito fácil. Basta usar por alguns minutos que o celular fica inteiramente coberto por marcas de dedo.

.

Na lateral esquerda temos os botões de volume e também o botão liga/desliga. A lateral direita é plana, sem nada, já que nessa geração a POCO optou por mover a gavetinha do chip para a parte inferior do celular. Aqui ela fica acompanhada da entrada USB-C, um microfone e também um alto-falante.

É importante você saber que o POCO X6 tem suporte a dois chips, mas assim como o POCO X6 Pro e também vários outros celulares desse ano, não podemos mais instalar cartões de memória. É uma das funções que rapidamente está sumindo dos celulares novos.

.

Na parte de cima temos uma entrada P2 para fones de ouvido, uma entrada que eu senti falta lá na análise do POCO X6 Pro. Temos também mais um alto-falante e microfone e um emissor infravermelho.

Outra mudança desse ano é o leitor de impressão digital, que foi movido da lateral do celular para a tela. Basta colocar o polegar que o celular desbloqueia.

Proteções

Nas proteções, o POCO leva consigo aquele kit padrão dos celulares da Xiaomi:

  • Uma película pré-aplicada de fábrica, que protege, mas arranha e suja muito fácil;
  • Uma capinha de silicone, que recebeu um upgrade em todos os celulares e deixou de ser transparente, agora é cinza fosco, melhor que a anterior;
  • Proteção Gorilla Glass Victus no vidro da tela e também certificação IP-54 contra respingos de chuva e poeira.
.

Esse kit de proteções é bom, o POCO X6 com certeza vai durar bastante, mas eu sinto falta da certificação IP-67, que oferece resistência a mergulhos prolongados na água. A Samsung oferece essa proteção em seus intermediários há vários anos, e tá na hora da Xiaomi fazer o mesmo.

Tela

A Xiaomi costuma caprichar muito na tela dos celulares, e felizmente o POCO X6 continua a tradição. Trata-se da mesma tela que eu analisei no POCO X6 Pro, um display AMOLED de 6.67 polegadas, 1800 nits de brilho máximo e taxa de atualização variável até 120Hz. A nitidez é excelente, já que a tela tem resolução de 1220 x 2712 pixels, um meio termo entre "FULL HD" e "QUAD HD".

.
iPhone 11 (tela LCD) em cima e POCO X6 (tela OLED) embaixo

Olha só, se você está saindo de um celular com tela LCD, como um iPhone 11, por exemplo, vai se surpreender muito com a evolução recente das telas de celulares. Não é preciso mais gastar um dinheirão para ter em mãos uma tela AMOLED - o único tipo de tela que consegue contrastes infinitos e tons escuros perfeitos.

iPhone 11 (tela LCD) em cima e POCO X6 (tela OLED) embaixo
iPhone 11 (tela LCD) em cima e POCO X6 (tela OLED) embaixo

Outra coisa que eu já falei na review do POCO X6 Pro mas vou repetir aqui, é um elogio ao esforço da Xiaomi em eliminar as bordas pretas no canto dos aparelhos. A Samsung coloca de propósito bordas enormes nos celulares, só para diferenciar os modelos mais baratos dos mais caros. Aqui na POCO a gente não tem esse problema - a frente do celular é praticamente 100% espaço útil de tela.

.

Câmera

Se você curte tirar fotos com o celular, fique sabendo que o POCO X6 tem um conjunto triplo de câmeras, uma principal de 64 megapixels, uma ultra-wide de 8 megapixels e uma macro de 2 megapixels. Na parte da frente, temos a câmera de selfie de 16 megapixels.

.

Fotos com câmera principal

Eu tirei várias fotos lado-a-lado com o POCO X6 e também com o celular concorrente, o Galaxy A55. Assim a gente tem como comparar os dois e descobrir se as fotos da linha X da POCO melhoraram.

.
.

Nas fotos tiradas com o sensor principal, eu fiquei bem surpreso com os resultados: Apesar do celular da POCO ainda adicionar saturação artificial e exagerar no contraste, as fotos saem com uma ótima nitidez.

De forma geral, temos aqui dois perfis de fotos diferentes - a POCO manda a ver no pós-processamento, dando vários retoques onde o celular julga que a imagem precisa de mais sombra ou cor. O Galaxy A55 pega mais leve, deixando a imagem mais parecida com o que estamos enxergando na vida real.

.

Aí vai depender do seu gosto. Teve várias ocasiões onde, pessoalmente, eu gostei mais do resultado das fotos que o POCO X6 tirou, principalmente em cenários com boa luz ambiente.

Apesar das cores diferentes, a nitidez é quase idêntica. O upscaling da Xiaomi é mais suave e arredondado, enquanto o da Samsung é mais texturizado, mas os detalhes são bem parecidos.

.

Fotos com a câmera ultra-wide

Nas fotos ultrawide, o celular da Samsung devia se sair melhor, já que é um sensor de 12 megapixels contra um de 8 megapixels do POCO. Na prática, os dois tiram fotos razoáveis com esse sensor. Num teste cego, eu não saberia dizer qual celular tirou qual foto, algo que nunca aconteceu antes comparando um Xiaomi com um Samsung.

.
.

Selfies

Mas e nas selfies? Aqui o POCO não se sai tão bem quanto nas fotos com o sensor principal e ultra-wide. A saturação deixa a pele num tom mais avermelhado que o normal. Eu prefiro as selfies no Galaxy, mas é totalmente compreensível se você gostou mais do POCO. Já é uma foto mais pronta para ser postada na rede social - vem cheia de filtros por padrão. A diferença é que, no Samsung, eu posso colocar os filtros e deixar a foto igual a do POCO. Mas o POCO não consegue ficar natural igual o Samsung.

Galeria completa de fotos - POCO X6 vs GALAXY A55

Vídeo

Outro ponto onde o X6 melhorou em relação ao X5 é também na gravação de vídeos. Além da estabilização ter melhorado muito, podemos gravar em FULL HD 60 frames ou 4K 30 frames, coisa que o celular antigo não conseguia fazer.

Hardware e Desempenho

O celular intermediário é aquele que precisa performar com agilidade no dia-a-dia, sem ficar "pensando" ao executar tarefas básicas, como navegação na internet, postar stories em redes sociais e multitarefa. Felizmente, a POCO colocou um processador bem competente aqui dentro do X6, trata-se do Snapdragon 7S Gen 2 fabricado pela Qualcomm.

Teste no AnTuTu Benchmark

Um dos testes que eu fiz para validar a performance foi o AnTuTu Benchmark. Aqui o celular é estressado ao extremo durante 20 minutos. Com base na performance do celular, o aplicativo dá uma pontuação, e a do POCO X6 foi de 576 mil pontos, o que coloca ele em 33º em nossa lista, próximo a aparelhos como o Galaxy A34, Motorola Edge 30 e o POCO X3 GT. Mas ele ficou bem abaixo do concorrente Galaxy A55, que pontuou 727 mil nesse mesmo teste.

#CelularesPontuaçãoVar. Temp.Preço
Samsung Galaxy S24 Ultra1.903.2326ºCR$ 6.675,00
Samsung Galaxy S24 Plus1.744.54010ºCR$ 5.299,99
Samsung Galaxy S231.483.90012°CR$ 2.799,00
Xiaomi POCO X6 Pro1.367.33216ºCR$ 1.998,00
Samsung Galaxy Z Flip 51.301.23217ºCR$ 3.499,00
23°Samsung Galaxy A55 5G727.5426ºCR$ 1.853,10
29°Xiaomi POCO F3669.63318ºCR$ 2.067,00
31°Motorola Edge 30606.99814ºCR$ 3.599,10
33°Xiaomi POCO X6576.67612ºCR$ 1.699,99
38°Samsung Galaxy A54 5G503.58815ºCR$ 1.748,94
41°Samsung Galaxy S21 FE 5G482.83016°CR$ 3.419,90

Teste no 3DMark - Wild Life Stress Test

Outro teste importante para validar a performance é o Wild Life do 3DMARK. Aqui o POCO X6 pontuou 3.035, o que deixa ele abaixo de celulares famosos como o POCO F3 e o S21 FE, mas acima do Edge 30 e Galaxy A54. Ou seja, no quesito performance, o POCO X6 desempenha igual os celulares intermediários dos anos passados, mas abaixo do principal concorrente, Galaxy A55.

#CelularesMelhorPiorEstab.Var. TempPreço
OnePlus 1112.9414.41334%6ºCR$ 4.042,60
Samsung Galaxy S2312.5767.54759%14°CR$ 2.799,00
Samsung Galaxy S23 Ultra11.5247.45665,8%15ºCR$ 4.679,00
Samsung Galaxy Z Flip 511.1706.13856.6%17ºCR$ 3.499,00
Samsung Galaxy S229.8994.06540.8%17ºCR$ 2.969,10
23°Xiaomi POCO F34.2993.51681.8%16ºCR$ 2.067,00
24°Samsung Galaxy A55 5G3.9373.73595%14ºCR$ 1.853,10
25°Samsung Galaxy S21 FE 5G3.6222.65973.4%17°CR$ 3.419,90
26°Xiaomi POCO X63.0353.02199.5%12ºCR$ 1.699,99
27°Motorola Edge 302.8422.81699.1%17ºCR$ 3.599,10
28°Samsung Galaxy A54 5G2.8302.79598.7%15ºCR$ 1.748,94

Jogos

Sobre os jogos, a POCO é uma das marcas que mais se destaca nesse nicho, lançando os melhores aparelhos gamers custo benefício dos anos anteriores. Infelizmente, essa reputação não precede mais: eu comparei o X6 contra o Galaxy A55 da Samsung em 14 jogos da Playstore, como Genshin Impact, Fortnite, COD Warzone, Wild Rift, dentre outros. Ele performou igual ou pior ao Galaxy em praticamente todos eles, com exceção do Fornite, que é um dos títulos que roda muito mal no celular da Samsung.

.
.

No geral, o POCO até consegue rodar a maioria dos títulos com gráficos no médio sem travar, mas a performance dele não impressiona. Se você quiser um celular gamer, vale a pena considerar a versão PRO do X6.

Vídeo incorporado do YouTube

Bateria

Se na tela a POCO mandou bem, na bateria eles vacilaram. O X6 tem 5.100 mAh de capacidade, o que é um pouquinho a mais do que estamos acostumados a ver na maioria dos aparelhos. Mesmo assim, no nosso teste de bateria, ele foi muito mal, terminando as 8 horas de uso intenso com apenas 1% de bateria restante.

  • 🔋Teste de bateria: POCO X6 Pro🔋
  • Resultado final: Passou no teste
  • Consumo total: 89% da bateria

Esse é um resultado bem diferente da maioria dos intermediários que eu testei. Para se ter uma ideia, o POCO X5 terminou o mesmo teste ano passado com 27% de bateria sobrando. O Moto G84 também foi bem, terminou com 28% de bateria. Já o Galaxy A55 foi mal, terminou o teste com 11% de bateria, mas ainda assim, é um resultado bem melhor que o 1% do nosso POCO X6.

#CelularesCapac.Cons. (%)StandByCargaTela Ligada
20°Xiaomi POCO F55.0008215:00h00:50h+7h45min
28°Xiaomi POCO X4 GT5.0808615:00h00:51h+7h45min
37°Xiaomi POCO X5 Pro 5G5.0008815:00h00:45h+7h45min
40°Xiaomi POCO X6 Pro5.0008915:00h00:51h+7h45min
48°Xiaomi POCO F44.5009315:00h00:42h+7h45min
89°Xiaomi POCO F4 GT4.700100000:20h7h30min

Carregamento

Felizmente, temos uma salvação para essa autonomia péssima - o carregador de 67W que a Xiaomi envia junto na caixa. É mais que o suficiente para carregar o POCO dos zero aos 100% em 46 minutos.

.

Software e Atualizações

Esse celular vem de fábrica com Android 14 e com a antiga interface da Xiaomi, a MIU. A boa notícia é que ele já pode ser atualizado para a nova HyperOS. Essa interface nova ainda não trouxe nenhuma novidade significativa, mas é a partir dela que a Xiaomi vai continuar desenvolvendo a interface Android para todos os seus celulares.

Quantos anos de atualização o POCO X6 recebe?

O POCO X6 vai receber três anos de atualizações principais e 4 anos de atualizações de segurança.

Preço e Concorrentes

O POCO X6 leva consigo muitas melhorias em relação ao antecessor, mas, infelizmente, é seguido também por aumento de preço. De 1500 para 1700 reais. Considerando que todas as coisas do mundo parecem estar aumentando de preço, eu acho esse um valor "ok" para pagar no POCO X6.

  • R$ 1.699,99 Amazon*** Xiaomi Poco X6 5G 256GB/8GB Ram (Preto) Ver oferta
  • R$ 1.756,00 Mercado Livre *** Xiaomi Pocophone Poco X6 5g 256gb 8gb Oficial Ver oferta
  • R$ 2.098,00 Shopee *** Xiaomi Poco X6 5G 6GB/128GB Ver oferta

Mas custando esse preço, ele compete contra dois celulares muito competentes, o Galaxy A55 que eu já falei sobre e também o Edge 40 Neo da Motorola. Todos essas são muito parecidos de forma geral, mas vou listar brevemente as diferenças entre eles:

Construção Externa - POCO X6 / Galaxy A55 / Moto Edge 40 Neo

O Galaxy A55 tem uma construção encontrada geralmente nos celulares mais caros, com as bordas em alumínio e traseira em vidro. O Edge 40 Neo vai depender da versão, uns tem traseira em couro vegano e outras em plástico. No POCO X6, eles tentaram imitar um celular com traseira em vidro, e o resultado é esse plástico que sempre está sujo de dedos.

Galaxy A55 e POCO X6
Galaxy A55 e POCO X6

Resistência a água - POCO X6 / Galaxy A55 / Moto Edge 40 Neo

O POCO é o único desses três celulares que não atinge a certificação IP-67 de resistência contra água. Ele resiste a respingos, mas não aguenta ser submerso igual ao celular da Samsung e Motorola.

Perofrmance e jogos - POCO X6 / Galaxy A55 / Moto Edge 40 Neo

Na performance geral, os três celulares empatam. Apesar do Samsung A55 pontuar mais nos testes, esse desempenho não é refletido no uso comum, já que a interface da Samsung é mais pesada que as outras. Mas nos jogos, o Samsung dispara na frente, rodando todos os títulos com muito desempenho.

Tela - POCO X6 / Galaxy A55 / Moto Edge 40 Neo

Na tela, eu coloco o POCO X6 em primeiro lugar, o Edge 40 Neo em segundo e o Galaxy A55 em terceiro. São três telas AMOLED excelentes, a da Motorola é curva e tem 144Hz, mas a do POCO vence nos dois quesitos principais, resolução e brilho. São 1800 nits de brilho máximo contra 1000 nits da Samsung e 1300 nits da Motorola. Ela também é a única das três certificada com Dolby Vision, para você que curte assistir filmes no aplicativo Netflix, esse é o formato de HDR mais utilizado por lá.

Bateria - POCO X6 / Galaxy A55 / Moto Edge 40 Neo

Em autonomia, os três celulares gastam mais do que o esperado, mas tanto o POCO quanto o Edge 40 Neo chegam com carregadores rápidos na caixa. São celulares que você deixa 15 minutos carregando e eles enchem quase até a metade. Já o Galaxy A55, temos um carregadorzinho de 15W na caixa, demora quase duas horas para encher dos zero aos 100%. Esse é o maior ponto fraco dos celulares da Samsung.

Quais as diferenças entre o POCO X5 e o POCO X6?

O POCO X6 oferece muitas melhorias em relação ao antecessor: nas câmeras, as fotos estão saindo mais nítidas e com cores melhores, principalmente as selfies. Podemos também filmar em FULL HD 60 frames e até mesmo em 40K 30 frames.

No quesito performance, o celular tem um processador mais potente e consegue rodar com facilidade jogos que o POCO X5 sofria muito para rodar, como Genshin Impact e Fortnite.

A tela, que já era boa no X5, ficou ainda melhor, com mais resolução, taxa de atualização variável e brilho máximo de 1200 nits para 1800 nits.

O X6 também tem um alto falante extra na parte de cima do aparelho, um carregador de 67W ao invés de 33W e leitor de digital na tela. Também vem com o dobro de armazenamento.

Conclusão

Diferente do POCO X5, o X6 foi um celular que não me decepcionou. O único defeito dele é a baixa autonomia da bateria, mas eu acredito que isso será resolvido com alguma atualização, já que eu testei outro celular com esse mesmo processador Snapdragon, o realme 12 Pro Plus, e aquele celular foi muito bem no teste.

Xiaomi POCO X6
8.6
Prós
  • Câmeras melhoraram muito
  • Tela excelente (mesma do X6 Pro)
  • Carregamento rápido
Contras
  • Autonomia de bateria péssima
  • Concorrentes são a prova d'água, o X6 só é resistente

Sem dúvidas, esse aqui é um excelente intermediário, mas eu realmente gostaria que ele estivesse mais barato que o Galaxy A55 e o Edge 40 Neo, assim, ia ser fácil de recomendar o POCO. Custando o mesmo preço e até mais caro que esses dois, é você quem precisa decidir qual aparelho se encaixa melhor no seu uso.