O que é o Upscaling?

Afinal, o que é a tecnologia upscaling, que muitas vezes confundem o consumidor que está em busca de uma nova TV? Saiba tudo sobre esta tecnologia e como utilizá-la corretamente.

Por TV Digital Pular para comentários
O que é o Upscaling?

Quem está pesquisando por TV's em lojas virtuais pode se deparar com um termo pouco conhecido do público, mas que tem sua importância. Afinal, o que é Upscaling? 

Então, o Upscaling é uma tecnologia que permite assistir em uma resolução inferior a UHD (3840 x 2160), mas com a qualidade de imagem aprimorada para o 4K, através da tecnologia de processamento de imagem Upscaling. Na verdade, isso vai além da conversão de Full HD para 4K, pois o Upscaling melhora qualquer conteúdo para uma qualidade de resolução próxima ao 4K.

O que é o Upscaling?

Upscaling

O Upscaling funciona de duas formas: Com interpolação, Onde um algoritmo instrui os pixels que não estão em uso a se espelharem naqueles que estão ativos, ficando duplicados com a imagem ampliada, e com aplicação de efeitos, que suavizam os problemas causados pela interpolação. 

O aumento de escala converte um conteúdo de baixa resolução (geralmente vídeo ou imagens) em uma definição mais alta. Certamente não é novidade: O upscaling ocorre quando você produz uma gravação de DVD na sua televisão Full HD.

Existem quatro resoluções principais que você precisa conhecer antes de comprar sua próxima TV:

  • HD: 1280 × 720
  • Full HD: 1920 × 1080
  • Ultra HD / 4K: 3840 × 2160
  • Ultra HD / 8K: 7620 × 4380
Resoluções x Upscaling
Resoluções x Upscaling

No entanto, apenas os três primeiros são amplamente utilizados. Os televisores 8K são enormes e tem um custo muito alto. A maioria os especialistas considera o 4K a melhor qualidade disponível para os usuários.

Nota: Há uma diferença entre Ultra HD (UHD) e 4K - mas, para todos os efeitos, essas diferenças não afetam os consumidores domésticos comuns. Suas disparidades são tipicamente notáveis ​​apenas para produção de vídeo.

O aumento de escala produz vídeo que utiliza a proporção máxima do seu monitor, mesmo ao reproduzir um vídeo com resolução mais baixa.

A maioria das TVs de tela plana tem uma resolução de 1920x1080p, resultando em 2.073.600 pixels no total - que é 1.920, multiplicado por 1.080 linhas de pixels. Um filme HD de 1280 × 720 não usa todos os pixels disponíveis; ele usa apenas 921.600 deles. Isso é um enorme déficit. Um dispositivo que suporta upscaling, então, "preenche os espaços em branco" efetivamente, conseguindo utilizar toda a tela.

Ele faz isso usando um algoritmo de interpolação. Isso infere novos dados, extraindo de elementos conhecidos; ele diz aos pixels "em branco" o que fazer, com base nos que envolvem, e depois em duplicar esse conteúdo.

Isso não parece uma interpretação justa de um filme. Para contrariar isto, muitos fabricantes aplicam software de afinação para comercializar os seus produtos, reduzindo assim a pixelização ou suavização. Os contrastes são frequentemente adulterados para tornar a imagem mais viva.

Você deve comprar um Blu-ray Upscaling ou uma TV 4K?

O upscaling pode ser usado em sua TV ou em um dispositivo compatível, ou seja, um reprodutor de Blu-ray. Naturalmente, os players de Blu-ray são a opção mais barata. Eles normalmente custam bem menos que uma TV 4K.

Qualquer dispositivo conectado poderá melhorar a resolução máxima da sua tela. Não adianta comprar um player de Blu-ray que possua recursos de 4K se você tiver apenas um monitor Full HD.

De fato, a tecnologia upscaling depende da sua televisão. Não se deixe enganar por um player que possui upscaling superior: no final, sua televisão é o fator limitante.

Sua TV será responsável por dar esse salto, para uma definição mais alta. Ela faz isso com todos os sinais, seja assistindo a um DVD, Blu-ray, canais de TV normais ou por meio de um serviço de streaming. Mesmo que um leitor de Blu-ray seja capaz de aumentar a capacidade para um impressionante 4K, se o seu televisor não suportar isto, irá simplesmente obter a resolução mais elevada a que o seu televisor se limita (como o HD de 1080p).

Qual é melhor: Upscaling ou "True 4K"?

Existe uma diferença entre o conteúdo filmado em 4K e o conteúdo upscaled para 4K? Absolutamente. Este último será sempre inferior.

O upscaling implica precisão. Mas não pode adicionar mais detalhes do que já está presente nos seus dispositivos. É por isso que os Blu-rays não são inúteis nos dias de hoje. Eles dão a definição mais próxima do cinema sem uma televisão 4K Ultra HD (que tem 3840x2160p); então sim, a qualidade também depende naturalmente do equipamento utilizado.

A maioria dos novos filmes são concebidos em 4K. Mas isso não significa que você poderá desfrutar de clássicos em UHD. Ex-presidente do Grupo de Trabalho sobre Monitores Profissionais e Estúdios do SMPTE, Joe Kane, diz que esta tem sido uma prática comum há pelo menos duas décadas:

"Por mais que produzamos no formato 4K, não o armazenamos, porque ninguém pensou que íriamos usá-lo! Nós filmamos em legítimo 4096 × 2160, produzimos em 4K mas depois arquivamos em 2K."

Para assistir a filmes em 4K Real, você precisará de uma TV 4K, um Blu-ray player UHD e um cabo HDMI (idealmente, HDMI 2.0). Os DVD's 4K são mais caros do que o habitual Blu-rays, mas freqüentemente vêm com uma versão HD também. 

Quais são as desvantagens do 4K Upscaling?

Com o upscaling, parece que você está assistindo um vídeo 4K em 1080p. Mas não é isso. Ele está longe de ser perfeito, e é lógico que haveria problemas com a tecnologia que forçam uma imagem a duplicar seus pixels para criar uma estimativa justa de uma resolução mais alta.

O principal problema com o upscaling é a possibilidade de artefatos visuais de vídeos, como a suavização de movimento. Enquanto alguns pixels podem parecer esticados, um problema notável é a idiossincrasia do toque, que aparece como um "fantasma" ou um contorno adicional em torno dos objetos. O borrão e a distorção de qualquer tipo serão mais perceptíveis quanto mais próximo você estiver de sua televisão ou monitor. 

Com este efeito, o upscaling pode funcionar contra si mesmo. Em um esforço para obter uma resolução mais alta, um programa mais antigo pode parecer menos nítido, à medida que se estende além dos limites em que originalmente deveriam ser visualizados.

Melhores resoluções sempre serão desejáveis ​​em computadores desktop. É por isso que monitores de computador 4K também aumentam a entrada para a resolução total de 3840x2160p. No entanto, nem todo mundo usa um PC ou notebook para reproduzir filmes, e o efeito colateral de uma tela 4K é um desempenho muito variado. Os ícones, por exemplo, parecem ridiculamente pequenos.

Em suma, monitores de computador 4K não valem a pena . Se você quer jogar um jogo com riqueza de detalhes, você precisaria de uma unidade de processamento gráfico (GPU) muito boa, e consequentemente muito carra!

O Upscaling vale a pena?

Nem sempre. Às vezes, o conteúdo mais antigo fica mais desfocado do que o pretendido. No entanto, muitos filmes foram filmados em maior resolução, e apenas armazenados em 1080p. Isso significa que a informação originalmente capturada no filme foi perdida. O upscaling não o restaura. O escalonamento meramente infere dados baseados em pixels adjacentes.

Se você estiver sentado a uma distância razoável da televisão, os filmes aprimorados aparecerão mais claros.

O escalonamento de um player de Blu-ray é uma ótima opção se você ainda ama sua extensa coleção de DVDs; no entanto, sua televisão é o fator limitante. Se não for uma TV UHD, você não receberá conteúdo em UHD. Portanto, não se deixe enganar por truques de exibição que fazem as telas parecerem melhores do que são.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários