WhatsApp ou Allo: qual é o melhor mensageiro?

Aplicativo de mensagens do Google chegou ao público no final de setembro. Será que ele possui os recursos necessários para cativar o público, acostumado com outros mensageiros?

Por | @oficinadanet Aplicativos

O Google liberou no final de setembro seu novo mensageiro, o Allo. O aplicativo de mensagens vem para competir com uma infinidade de serviços de mensagens instantâneas já existentes no mercado, como Telegram, Facebook Messenger, Hangouts (do próprio Google) e o mais popular de todos, WhatsApp.

WhatsApp ou Allo: qual é o melhor mensageiro?

Com um público já adaptado a certos aplicativos, ganhar espaço no mercado mobile não é tarefa fácil. É preciso oferecer mais do que já é ofertado pelos outros mensageiros. Fora que os veteranos saem na frente por possuírem uma quantidade expressiva de pessoas utilizando, enquanto o novato precisa cativar público.

Mas, será que o Allo apresenta as inovações necessárias para poder competir de frente e até mesmo desbancar os mensageiros mais populares? Confira o comparativo com o aplicativo mais utilizado na atualidade, WhatsApp. Em todo o mundo são mais de 1 bilhão de pessoas ativas no mensageiro. Será que o Allo se sairá melhor que o verdinho?

Veja também:

Privacidade e Segurança

O primeiro quesito avaliativo é alvo de muita polêmica. Questões de privacidade e segurança são motivos constantes de discussão em meio a tanta tecnologia. Afinal, é possível manter a privacidade utilizando estes tipos de serviços?

O WhatsApp mantém o sistema de criptografia de ponta-a-ponta em todas as suas mensagens, o que significa dizer que apenas os envolvidos nas conversas têm acesso as mesmas. O sistema é também uma forma de controlar o compartilhamento de dados realizado entre o mensageiro e o Facebook, já que a rede social não pode acessar as conversas. No entanto, ela tem acesso aos chamados metadados, ou seja, sabe com quem conversamos e o horário em que as mensagens foram trocadas.

Se o compartilhamento de dados do WhatsApp com o Facebook já incomoda, o que dizer do Allo, que tem acesso a todo o conteúdo exposto nas mensagens? A qualquer momento no meio da conversa é possível acionar o assistente virtual do Google e solicitar auxílio em algumas questões, como a busca de imagens, vídeos, realizar reservas em restaurantes...Um dos diferenciais do Allo é justamente o que deixa seus usuários mais expostos.

Contudo, isto não quer dizer que tudo o que você conversar pelo Allo será lido pela equipe do Google. É possível selecionar a opção de bate-papo modo anônimo. Neste caso, assim como no WhatsApp, suas conversas serão criptografadas. Porém, o assistente do Google não poderá participar da interação.

Levando em consideração o sistema de compartilhamento de dados entre o WhatsApp e o Facebook, a criptografia presente nos dois casos e a presença do Google nas conversas trocadas pelo Allo, eu diria que está muito difícil dizer quem oferece mais privacidade aos usuários. Tudo bem que todas as mensagens do WhatsApp são criptografadas, mas, no Allo, você também pode optar pelo recurso em suas conversas. É só abrir mão do assistente virtual.

Neste quesito eu diria, com certa dúvida, que ambos estão empatados, embora muita gente dirá que o WhatsApp saí na frente.

Chamadas de voz

O WhatsApp permite há algum tempo que, além da troca de mensagens, seus usuários façam chamadas de voz. Esta possibilidade não existe no Allo que, neste quesito, trabalha de forma integrada com outro aplicativo do Google, o Duo. Desta forma, o WhatsApp ganha um ponto, já que o usuário pode não querer ter dois aplicativos instalados para poder realizar ligações, sendo que em um único app isto é possível.

Grupos

Ambos apps permitem que os usuários formem grupos para trocar mensagens com seus amigos. Então, neste caso, estão empatados.

Inteligência Artificial

O WhatsApp é conhecido por ser um aplicativo cru. Ou seja, ele não se preocupa muito em oferecer diversos recursos para enfeitar as mensagens, focando-se mais em recursos de comunicação. Neste sentido, o Allo se destaca, trazendo diversas funcionalidades interessantes. Entre eles o Assitente Virtual já citado neste texto. Fora o problema com a privacidade, a funcionalidade é sim muito interessante e divertida, além de facilitar em diversos sentidos.

Por exemplo: se você deseja marcar um jantar com alguém, ao acionar o assistente é possível encontrar restaurantes e até mesmo efetuar as reservas, sem precisar sair do app para isso. Ou ainda, reservar ingressos para uma seção de cinema e pagar via Android Pay. Além disso ele oferece a opção de respostas inteligentes.

WhatsApp ou Allo: qual é o melhor mensageiro?

O recurso funciona da seguinte forma. A Inteligência Artificial utilizada pelo mensageiro aprende com as conversas e no meio de um bate-papo ela pode te sugerir uma resposta a determinada pergunta. Você ainda tem a possibilidade de criar “assinaturas” para que o Google envie todas as manhãs a previsão do tempo para o dia. Por enquanto o chatbot está disponível apenas em inglês, o que pode dificultar a quem não é familiarizado com a língua.

Outro diferencial do Allo é o recurso “whispershout”, que ajusta o tamanho do texto. Você pode deixá-lo maior de forma a dar entonação à sua fala, ou menor, para parecer mais suave. A funcionalidade é uma boa aliada para que o receptor entenda o que você está querendo dizer e a forma que está falando, já que por texto, é difícil demonstrar sentimentos. O WhatsApp, por sua vez, implementou a possibilidade de enviar textos em negrito e itálico.

O Allo ainda permite que seus usuários utilizem stickers em suas fotografias, os rabiscos colocados sobre as imagens. Embora eles não contribuam em funcionalidade, ajudam a tornar a fotografia mais divertida e personalizada. Mais um ponto para o Allo.

WhatsApp ou Allo: qual é o melhor mensageiro?

Possibilidade de conversar com quem não está no App

O Allo do Google vem com outro recurso bem interessante: conversar pelo aplicativo com pessoas que não tenham o app instalado, algo que ainda é inviável em outros mensageiros.

WhatsApp ou Allo: qual é o melhor mensageiro?

A mensagem é enviada de forma gratuita e chega ao receptor, que ainda não tem o Allo instalado, em forma de SMS, mas nenhuma cobrança é feita. Se o destinatário responder, o usuário do Allo visualizará a resposta normalmente na janela de conversas do app.

Para possibilitar o envio de mensagens gratuitas, o Allo retransmite a mensagem SMS por meio dos servidores do Google que encaminha ao destinatário, utilizando um número de cinco dígitos. Mais um ponto para o Allo.

Versão Desktop

Enquanto o Allo só está disponível para dispositivos móveis, o WhatsApp permite que seus usuários utilizem o aplicativo também pelo computador, o que dá a eles uma opção diferente de uso. Ponto para o WhatsApp.

WhatsApp ou Allo: qual é o melhor mensageiro?

Envio de mídias

Ambos apps permitem que seus usuários incluam em suas conversas, imagens, vídeos da galeria ou gravados no momento do envio, emojis, localização, áudios, contudo, o WhatsApp permite ainda que seus usuários compartilhem documentos em PDF e contatos salvos no smartphone, algo que não é possível pelo app do Google. No app do Facebook é possível saber quando o destinatário recebeu e leu a mensagem. No Allo também sabe-se quando a mensagem foi entregue, mas não o momento exato que ela foi lida. Mais um ponto para o WhatsApp. 

Interface

A Interface no  Allo segue um estilo mais “clean” e minimalista. Ao entrar no app pela primeira vez, a visão é uma tela branca com o Google Assistent. Conforme você vai iniciando as conversas, a tela vai sendo preenchida com as mesmas. Para acessar os recursos de configuração por exemplo, o app do Google é mais intuitivo que o aplicativo do Facebook.

WhatsApp ou Allo: qual é o melhor mensageiro?

Memória e Armazenamento

Em relação ao espaço ocupado pela instalação dos apps, há uma leve diferença entre ambos, mas o WhatsApp ainda ocupa menos. Enquanto o Allo precisa de 45,52 MB, o mensageiro verdinho ocupa 41,81 MB da memória do smartphone. Um recurso que nehum dos aplicativos possui, mas que está presente no Telegram, por exemplo, é o armazenamento em nuvem, que alivia o espaço interno do aparelho, ao possibilitar que todos os arquivos recebidos pelo mensageiro sejam salvos na nunvem, ao invés da galeria do aparelho.

WhatsApp ou Allo: qual é o melhor mensageiro?

Conclusão

Embora o Allo venha com recursos inovadores e uma boa proposta, o WhatsApp ainda é um aplicativo mais completo, mesmo que a diferença seja mínima. Como um serviço novo, o Allo traz muitas promessas, mas enfrenta o problema de que, justamente, por ser novo, ainda tem poucos usuários, o que torna o cenário favorável ao mensageiro do Facebook, afinal, do que vale um serviço de mensagens, se não tem com quem conversar? Para conseguir uma debandada de usuários, o app do Google precisa oferecer um algo a mais, que atraia, de fato, a atenção do público e o faça sentir necessidade de migrar para ele. Tarefa extremamente complicada, mas, ao levar em conta que o Google faz parte do seleto grupo de gigantes da tecnologia, quem sabe ele não chega lá e surpreende? Ao meu ver, o assistente virtual é um grande avanço em níveis de tecnologia. O problema é em relação a privacidade e o quanto ficamos expostos ao utilizar o recurso.

Mais sobre: Google, Allo, WhatsApp
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários