Atualmente muitas regiões do Brasil possuem regiões com planos de internet fixa acima dos 100MB. Entretanto, na grande maioria das vezes as operadoras não oferecem modems/roteadores que conseguem fornecer velocidades de download acima de 100MB, necessitando assim que o usuário compre um aparelho a parte ou tente solicitar a troca do dispositivo fornecido pelo provedor de internet através do suporte da empresa. Pensando nisso, será esclarecido aqui quais os motivos que impedem que você consiga atingir a velocidade contratada do plano de internet fixa que você escolheu.

Portas gigabit

A internet foi apresentada ao público pela primeira vez no ano de 1980 e possuía uma taxa de transferência máxima de 10 megabits por segundo. Quinze anos depois, em 1995, houve uma atualização do padrão, sendo chamado de "Fast Ethernet" (conhecido também como 10/100) e possuía uma taxa de transferência máxima de 100 megabits por segundo. Nos anos seguintes a tecnologia começou a evoluir mais rapidamente e após 3 anos do lançamento da "Fast Ethernet", foi lançado um novo padrão, o "Gigabit Ethernet" (conhecido também como 10/100/1000, tecnologia que é utilizada até hoje.

Portas gigabit do roteador/switch Ubiquiti Edge Router X. Fonte: Vitor Valeri
Portas gigabit do roteador/switch Ubiquiti Edge Router X. Fonte: Vitor Valeri

Mesmo o padrão Gigabit Ethernet (10/100/1000) tendo sido lançado em 1998, infelizmente ainda encontramos roteadores ou switches com portas "Fast Ethernet" (conhecido também como 10/100). As portas "Fast Ethernet" limitam a velocidade a 100 megabits por segundo, como foi falado acima e consequentemente não permitem uma taxa de transmissão maior. Por este motivo, é recomendado que você verifique o modelo do modem/roteador/switch/AP que você está utilizando para ter certeza de que sua capacidade seja Gigabit (10/100/1000) como na imagem de exemplo abaixo.

Especificações do roteador Wi-fi Dual Band Asus RT-AC59U. Fonte: Asus
Especificações do roteador Wi-fi Dual Band Asus RT-AC59U. Fonte: Asus

É importante lembrar que as portas Gigabit não resolvem a limitação da velocidade da internet via Wi-fi e sim via cabo ethernet (conhecido também como cabo de rede). Para saber mais sobre os tipos de cabos ethernet (CAT5E, CAT6, CAT7 e CAT8) e definir qual é o ideal para a sua atividade, acesse este artigo.

Roteador dual band - Uma maneira fácil de ultrapassar os 100MB

Hoje em dia a grande maioria das pessoas não utilizam mais computadores ligados a um cabo ethernet (cabo de rede), a não ser que necessitem de uma transmissão de dados estável e com ping baixo para jogar games, assistir vídeos via streaming e realizar videoconferências (videochamadas). Para atingir velocidades acima de 100MB via Wi-fi é necessário utilizar no mínimo o padrão de rede IEEE 802.11ac [1], também chamado de Wi-fi 5, que esta presente nos roteadores dual band (aqueles que se utilizam das bandas de frequência de 2,4Ghz e de 5Ghz).

[1] Artigo Qual a diferença entre redes Wifi A B G N AC AX?

Roteador Wi-fi dual band Xiaomi. Fonte: Vitor Valeri
Roteador Wi-fi dual band Xiaomi. Fonte: Vitor Valeri

Artigo recomendado para leitura: É gamer e tem problemas de ping? Veja algumas dicas de como resolver!

O Wi-fi 5 é o padrão mais utilizado atualmente, embora estejam começando a ocorrer a transição para o Wi-fi 6 (802.11ax) [2]. Suas principais características são, comparado a geração anterior (802.11n ou Wi-fi 4), o aumento da amplitude de canais (80Mhz ou 160Mhz contra 40Mhz) na banda de 5GHz, maior numero de fluxos (até 8 antenas contra quatro) e a adição da tecnologia MIMO multiusuário (MU-MIMO), que permite uma alta taxa de transferência de dados mesmo em ambientes com grande número de dispositivos cliente.

[2] Artigo "Qual a diferença entre roteadores Wi-fi 6 e Wi-Fi 6E? Você precisa deles?"

Como identificar roteadores dual band

Para identificar roteadores dual band, basta observar se há a menção do padrão 802.11ac, da frequência de 5Ghz ou a identificação "Wi-fi 5" (novo nome para o padrão que foi determinado pela Wi-Fi Alliance).

Banda de 5Ghz

Para obter velocidades acima de 100MB via Wi-fi é necessário utilizar a faixa de frequência de 5Ghz, pois ela consegue atingir um nível de transferência de dados acima deste patamar de velocidade. Há também a faixa de frequência de 6Ghz que consegue o mesmo feito, porém, o padrão necessário para isso, o Wi-fi 6E (802.11ax). Em 2022 estamos começando a notar o surgimento de alguns aparelhos, entretanto ainda não há muitos dispositivos que suportam a tecnologia [3].

[3] Artigo "Os principais roteadores Wi-fi 6 e Wi-fi 6E (6Ghz) AX do mercado"

Faixa de frequência de 5GHz e seus canais. Fonte: ekahau
Faixa de frequência de 5GHz e seus canais. Fonte: ekahau

Artigo recomendado para leitura: O que são os canais das faixas de frequência de 2,4GHz e de 5GHz? Qual o melhor?

É importante lembrar que dispositivos móveis (smartphones, tablets, notebooks), roteadores e APs que se utilizam somente da faixa de frequência de 2,4Ghz, não irão conseguir atingir velocidades acima de 100MB. Há casos em que devido a distância, o dispositivo cliente (aparelho que a pessoa esta utilizando para acessar a internet) pode optar por utilizar a rede de 2,4Ghz pelo fato de que esta frequência consegue transpassar melhor barreiras e mantem o sinal mais forte comparado a banda de 5Ghz.

Área de cobertura

De nada adianta utilizar roteadores dual band ou acess points (APs) se não souber posicionar corretamente os dispositivos no local [4] ou identificar quando há a necessidade de se utilizar mais de um transmissor de sinal (roteadores Wi-fi ou APs). Infelizmente, a banda de 5Ghz não possui uma boa capacidade de transpassar barreiras, ocasionando desta forma a rápida queda no sinal. Para solucionar este problema e ao mesmo tempo manter a qualidade, o ideal é primeiramente realizar uma medição da força de sinal em vários pontos da casa e depois instalar um roteador dual band ou AP ligado via cabo ao modem da operadora para que assim haja a transmissão do sinal de forma integral (com velocidade máxima e estável) até o ponto de distribuição do sinal Wi-fi. Um aplicativo de fácil utilização que indicamos para medir o nível de transmissão do sinal é o WiFiman (desenvolvido pela Ubiquiti Inc.), disponível tanto para Android quanto para iOS.

[4] Artigo "6 erros de posicionamento de roteadores Wi-fi e Acess Points com Mesh"

Cobertura do sinal Wi-fi. Fonte: egyptinnovate
Cobertura do sinal Wi-fi. Fonte: egyptinnovate

Ao ligar roteadores e APs via cabo, pode haver locais onde não é possível passar a fiação para a transmissão da internet, então a alternativa é utilizarmos a rede MESH. A rede MESH irá transmitir de um dispositivo transmissor de sinal (roteador Wi-fi ou AP) para outro o sinal da internet via Wi-fi, mantendo-o forte o bastante para não deixar a performance cair. Para entender melhor o que são redes MESH e como funcionam, acesse este artigo.