O Instagram é um dos aplicativos mais utilizados, por todas as gerações, atualmente - competindo usuários com outros gigantes, como o TikTok, que se popularizou mais recentemente, e alguns apps mais antigos, como o próprio Facebook e Twitter. Mas, você sabia que tem um dedinho brasileiro na criação do Instagram? O app foi criado em 2010 pelo americano Kevin Systrom e pelo brasileiro Mike Krieger. De lá para cá, se desenvolveu, foi adquirido pelo Facebook e continua multiplicando números de seguidores e likes mundo afora.

Muito além do compartilhamento de simples imagens, sua premissa inicial, o Instagram hoje é um verdadeiro universo de ferramentas - das mais variadas. Um dos mais recentes recursos tem ligação, inclusive, com um dos maiores rivais. O Reels foi lançado no começo de agosto de 2020, convidando os usuários a criar vídeos divertidos, com ferramentas de gravação e edição das imagens, com áudio e efeitos. Se te lembrou o TikTok, provavelmente é porque a empresa se sentiu ameaçada pelo outro app, incorporando partes do rival para garantir que os usuários não migrem para outros aplicativos.

Essa ferramenta se soma com diversos outros recursos para criar um negócio: afinal, hoje, dois dos grandes atrativos da rede social são as empresas que usam o app como vitrine, e até como loja virtual, e as postagens patrocinadas. Os dois aspectos garantem o acesso rápido e até mais simples a diversos produtos e serviços, facilitando a vida de quem é antenado com as redes sociais.

A empresa lançou em julho deste ano, inclusive, o Instagram Shop: um novo destino no Explorar que se propõe a permitir comprar produtos de marcas e criadores de conteúdo com mais facilidade. A ferramenta promete ajudar os perfis a descobrir as últimas tendências e receber recomendações personalizadas, tudo em um só lugar.

Grande parte deste negócio são as publicações patrocinadas, já amplamente difundidas na plataforma e marcas registradas da profissão criada exclusivamente para este fim: os famosos digital influencers (ou influenciadores digitais, no bom português). Profissionais que foram "criados" com o objetivo de apresentar produtos e serviços nas redes - e especialmente no Instagram. Uma das maiores personalidades na rede social, Kylie Jenner, por exemplo, lucra mais de US$ 1 milhão mensal com postagens no Instagram - tudo isso se utilizando das ferramentas e dos seguidores que acumula na rede.

E como o brasileiro está sempre por dentro das novidades, do que é sucesso e principalmente do que pode render dinheiro, há grandes nomes de influenciadores digitais no País. Alguns, principalmente artistas, estão entre os mais seguidos da rede social em território brasileiro. Neymar, que é jogador de futebol e esbanja patrocínios, lidera o ranking do Brasil. Confira abaixo os demais brasileiros que têm os maiores números de seguidores da rede social! Os dados foram obtidos no dia 31 de maio de 2021.

Dez perfis mais seguidos do Instagram no Brasil

10 - Marina Ruy Barbosa - 37,8 milhões de seguidores

9 - Larissa Manoela - 38,2 milhões de seguidores

8 - Gusttavo Lima - 39,5 milhões de seguidores

7 - Bruna Marquezine - 40,6 milhões de seguidores

6 - Tata Werneck - 47,2 milhões de seguidores

5 - Marcelo Vieira Jr. - 47,2 milhões de seguidores

4 - Whinderson Nunes - 52 milhões de seguidores

3 - Anitta - 53,8 milhões de seguidores

2 - Ronaldinho Gaúcho - 55,2 milhões de seguidores

1 - Neymar - 141.6 milhões de seguidores

Dica: Separamos também uma lista com os maiores cantores no Instagram e os 10 perfis mais seguidos do Twitter no mundo, confira aqui.

E aí, quais deles você está seguindo e contribuindo para as estatísticas?

Viu esses números e cansou do Instagram, veja aqui como excluir sua conta no Instagram.