O que são os fones True (Truly) Wireless (TWS)?

Com a expansão cada vez maior dos fones True (Truly) Wireless (TWS) no mercado, é necessário saber como estes dispositivos funcionam, para que o usuário faça a melhor escolha possível de acordo com a sua atividade. Confira!

Por Headphones Pular para comentários
Fonte: Angela Lang/CNET
Fonte: Angela Lang/CNET

Nos últimos anos, estamos vendo o surgimento de um novo tipo de fones de ouvido, os fones True (ou Truly) Wireless, comumente chamados de fones TWS (true wireless stereo). Estes dispositivos de áudio vieram para ficar, principalmente por conta de que cada vez mais estão sendo lançados smartphones sem a entrada para fones de ouvido cabeados com conector P2 (3,5mm) e devido a praticidade que eles oferecem para o usuário no seu dia a dia. Além disso, estão surgindo novas funcionalidades como aferição do batimento cardíaco através de sensores, detecção de movimentos como: queda (útil para pessoas idosas), análise da qualidade do sono e até alarme para despertar do sono.

Como funcionam os fones True (Truly) Wireless (TWS)?

Estes tipos de fones, em sua maioria, possuem somente um dos lados com a função de receptor Bluetooth, que recebe as ondas de rádio Bluetooth (sinal digital) emitidas por um smartphone, notebook ou tablet, após receber o sinal, realiza a retransmissão para o outro lado do in-ear ou earbud. Isso ocorre devido a uma limitação do Bluetooth 5.0 que não consegue realizar a transmissão simultânea de sinais para ambos os lados de forma nativa, porém quando a versão 5.2 for lançada, isso não será mais um problema.

Funcionamento do novo chip Bluetooth que transmite o sinal ao mesmo tempo para o lado direito e esquerdo
Funcionamento do novo chip Bluetooth que transmite o sinal ao mesmo tempo para o lado direito e esquerdo. Fonte: Sony

Após o fone TWS receber o sinal digital, ele fará a conversão do mesmo para o sinal analógico através de um DAC (Digital to Analog Converter) e em seguida amplificar, utilizando um pequeno sistema de amplificação interno, para que o driver se movimente e produza ondas de som. Ou seja, independente da fonte utilizada (diferentes modelos de smartphones, notebooks ou tablets) o som será o mesmo, pois o som só será processado quando o sinal digital chegar ao fone de ouvido.

Como são processados os sinais de áudio Bluetooth?

Para processar os sinais de áudio Bluetooth com eficiência, são utilizados codecs de áudio Bluetooth, que realizam a compressão do áudio antes de enviá-lo aos fones de ouvido TWS e o descomprime ao chegar no chip do fone. Entretanto, por mais que a tecnologia permita que o áudio seja transmitido com pouquíssimas perdas na qualidade de som com a utilização de codecs como, por exemplo, o LDAC e o aptX HD, ainda há uma certa interferência na qualidade final se comparado a fones com fio.

É interessante salientar que para que seja possível utilizar um codec em específico, tanto a fonte (smartphones, notebooks ou tablets) quando o fone de ouvido devem possuir suporte ao codec Bluetooth desejado.

Do que os fones True (Truly) Wireless (TWS) são capazes?

Os fones Truly Wireless permitem que os usuários não precisem se preocupar ao realizar movimentos bruscos ou praticar esportes ou mesmo usá-los para dormir como no caso do Amazfit Zenbuds. Pelo fato de não possuírem fios, a pessoa não precisa se preocupar com mal contato ou com fios prendendo nos lugares por onde se anda. Dessa forma, eles servem para a maioria das ocasiões, oferecendo uma solução discreta e eficiente.

Há modelos de fones True Wireless que possuem tecnologias como, por exemplo, o cancelamento de ruído ativo (ANC ou Active Noise Cancelling). Exemplos de fones que possuem tal capacidade são os Sony WF-1000XM3 e o Apple Airpods Pro.

Apple Airpods Pro a esquerda e Sony WF-1000XM3 a direita. Fonte: allesbeste
Apple Airpods Pro a esquerda e Sony WF-1000XM3 a direita. Fonte: allesbeste

Existem também fones capazes de medir o batimento cardíaco, a qualidade do sono e detectar quedas, que é o caso de dispositivos voltados para o sono como, por exemplo, o Amazfit Zenbuds. Estas utilidades voltadas para a saúde e muitas outras estarão cada vez mais disponíveis no mercado graças à parceria da Sonion e Valencell. A Valencell é conhecida por desenvolver sensores biométricos avançados para aparelhos auditivos e wearables. Para auxiliar na otimização destes sensores nos dispositivos, será utilizada a tecnologia da Sonion que produz drivers de fones de ouvido com alta eficiência energética e sensores, que ocupam uma área muito pequena.

Imagem ilustrativa do fone in-ear Bluetooth True Wireless Amazfit Zenbuds. Fonte: Amazfit
Imagem ilustrativa do fone in-ear Bluetooth True Wireless Amazfit Zenbuds. Fonte: Amazfit

Conclusão

Com a popularização dos fones True (Truly) Wireless (TWS), a tendência é que estes dispositivos fiquem cada vez mais acessíveis e aumente cada vez mais o número de usuários devido à sua praticidade de diversas funções que são possíveis de serem implementadas devido ao trabalho conjunto com os smartphones através de apps.

Esse artigo é feito em parceria com o Grupo Fones de Ouvido High-End:

Comentários:
Carregar comentários