Instagram e Snapchat: criadas com propostas diferentes, redes estão cada vez mais parecidas

Ao longo dos últimos anos plataformas incorporaram novos recursos que as deixam semelhantes uma com a outra.

Por | @oficinadanet Redes sociais

Vivemos na era das redes sociais. Um nicho que ganhou a grande massa com o Orkut há mais de 12 anos, está cada vez mais povoado, ao mesmo tempo em que as plataformas sociais começam uma corrida frenética para prender o público. Neste sentido, na tentativa de conseguir conquistar e segurar os usuários, as redes sociais apostam na adição de novas funcionalidades, mesmo que isto implique fugir de sua proposta inicial e incorporar características dos concorrentes.

É o vem acontecendo com o Instagram e o Snapchat, principalmente após as últimas atualizações pelas quais os aplicativos passaram. Enquanto as novidades do Snap deixam de lado a proposta inicial de efemeridade do app, o Instagram investe com mais força no instantâneo, principal característica do rival.

Instagram e Snapchat: criadas com propostas diferentes, redes estão cada vez mais parecidas

Duvida? Aqui vão alguns fatos que comprovam esta aproximação de características entre as redes sociais. A começar pelos snaps, que inicialmente eram “crus” (sem a possibilidade de edição) e agora estão cada vez mais parecidos com as imagens compartilhadas no Instagram e Facebook. Com as mudanças anunciadas no dia 12 de janeiro, agora é possível editar e armazenar os vídeos e fotos compartilhados a partir da plataforma. Por enquanto, apenas usuários testes podem conferir as novidades, mas, em breve, elas devem chegar aos demais.

As principais mudanças pelas quais o Snapchat passou foram:

Edição: A ideia inicial da plataforma era mostrar o momento como é: sem filtros ou cortes. Fotos trabalhadas era coisa do Instagram. Contudo, isto vem mudando. Agora é possível aplicar efeitos artísticos, cortar e até mesmo adicionar músicas aos snaps.

Ferramenta de busca: Uma nova barra foi posicionada na parte superior da interface. Desta forma, não é mais preciso rolar a tela do aplicativo para encontrar o perfil de um amigo. Com a novidade ficou mais fácil buscar por contatos e grupos, contudo, o app também ficou mais parecido com o seu concorrente.

Instagram e Snapchat: criadas com propostas diferentes, redes estão cada vez mais parecidas

Grupos de conversa: Assim como no recurso “mensagens diretas” do Instagram, agora também é possível se comunicar com vários amigos ao mesmo tempo, por meio de snaps. O conteúdo enviado desta maneira some em 24 horas e só pode ser visualizado duas vezes (neste caso, mantém-se a principal característica da rede).

Veja também:

Já as modificações no Instragam foram:

Stories: Recentemente o Instagram lançou o Instagram Stories, ferramenta pela qual os usuários compilam vídeos e fotos e compartilham o resultado com seus seguidores. O conteúdo desaparecerá após 24 horas e com isso não aparecerá mais na grade de perfil do usuário, bem como no feed. Esta funcionalidade é justamente a marca do rival, Snapchat.

Instagram e Snapchat: criadas com propostas diferentes, redes estão cada vez mais parecidas

Lives: Outra novidade lançada pelo Instagram são as lives. O engraçado é que de início a rede social foi criada para a divulgação de fotos e os fundadores eram completamente avessos a incluir vídeos, posts ao vivo e outros elementos que existem hoje no app. As coisas mudaram e agora é possível realizar a transmissão de vídeos ao vivo pela plataforma, algo que também é possível no Facebook e YouTube.

Um dos pontos fortes do Instagram sempre foram os filtros, que “embelezam” a imagem. Além disso, o conteúdo compartilhado pelo aplicativo, com exceção do Stories, fica armazenado e pode ser encontrado sem dificuldades. Porém, com os vídeos ao vivo, a plataforma incorpora a noção de efemeridade à sua utilização. Diferente do que ocorre no Facebook, as lives não ficam armazenadas após o término. É necessário assistir no momento. O que lembra um certo outro aplicativo de fantasminha...

Não é nenhum crime incorporar novas funcionalidades, até porque as empresas buscam se atualizar e oferecer um serviço que os usuários estão procurando. É uma estratégia de mercado. Porém, com isso, se antes tinhamos redes sociais com propostas diferenciadas, hoje, ao que parece, temos mais do mesmo.

DEIXE SEU COMENTÁRIOComente aqui
RecomendadoEnquete
Você assina Netflix?
Sim, sou titular(48,92%)
Sim, sou reserva =) (12,69%)
Não, mas pretendo(19,81%)
Não, nem quero(18,58%)
Assine a nossa newsletter

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Comentários
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar