Não poderia ser diferente. Eles são muito mais do que apenas um aparelho de comunicação. Hoje em dia eles servem para jogarmos, integrar com outros dispositivos e ter uma central de entretenimento na palma da mão, usar para ver tv ou ouvir música, ler e-mails, trabalhar, falar através das redes sociais, criar uma lan, fazer qualquer tipo de coisa com algum app específico, navegar via GPS, e, acreditem, até ligar e mandar sms.

Durante o ano inteirinho de 2015 vimos as principais empresas do ramo lutando a cada dia para trazer um novo aparelho, uma nova atualização, função, uma melhor câmera, mais memória e velocidade de processamento, mais espaço para armazenamento para suas coisas, aparelhos mais finos, maiores e definidas telas, enfim, melhor hardware, alinhado a preço em conta (nem sempre).

O bom disso tudo é que quem sai ganhando com essa briga somos nós, consumidores, que temos a oportunidade de ter o melhor aparelho em mãos. O único probleminha é que essa exclusividade tem um preço - altíssima na maioria das vezes.

Bom, mas digamos que preço não seja problema para nós =D Vamos ver então quais os 11 aparelhos mais cobiçados do ano (por ordem alfabética, pra não dar briga ^^). O mais bacana é que vários deles já foram resenhados aqui pela equipe do Oficina da Net. Neste caso haverá um link no nome do apare. Só clicar e ler o texto na íntegra.

Apple iPhone 6S Plus

No final de 2014 a Apple anunciou seu último lançamento até então, o iPhone 6, que quebrava um tabu ao ser o primeiro smartphone da empresa com uma tela maior do que 4 polegadas. Por si só o iPhone 6 já estaria apto a entrar na lista caso tivesse sido lançado em 2015, porém, o iPhone 6 S vai ainda mais longe e consegue ser superior ao seu anterior.

Com diversas melhoria em hardware e pouquíssimas em estética, o iPhone 6S trouxe, por exemplo, a possibilidade de você usar seu smartphone como uma balança. Sim, pois ele, agora, reconhece a pressão do toque na tela e consegue mensurar o peso do objeto através da força aplicada, seja por seu dedo ou por uma maçã, por exemplo. Outras melhorias incluem o aprimoramento na câmera traseira do aparelho (que agora tem 12 MP) e pode gravar vídeos em resolução 4K. O processador também recebeu um upgrade, e agora, utilizando o A9, consegue entregar uma experiência 70% mais veloz que o seu anterior ao usuário.

A única coisa que incomoda - e muito - nesse aparelho é o preço, claro. Custando a partir de 4 mil reais até R$ 4.600 em sua versão top no site da Apple, este ainda é o maior empecilho para quem sonha com esse aparelho. Ah, e ainda há a versão +, em que a tela é a tela é ainda maior, assim como o preço, é claro.

Caríssimo é verdade, tanto que algumas pessoas dizem que não vale a pena, que há concorrentes que entregam mais, cobrando menos.  Bom, seja você um fanboy ou um hater da Apple, há uma coisa em que todos concordamos: O aparelho é top!

Com tela de 5.5 polegadas (versão +) com proteção anti-risco da Apple, o iPhone 6 Plus conta com uma resolução Full HD de 1920 x 1080 (o que dá uma densidade de 401 pixels por polegada), chipset Apple A9 dual-core 2 GHz Twister, memória de até 128 GB, 2 GB de RAM, 2750 mAh de bateria, câmera traseira de 12 MP e frontal de 5 MP. O processamento gráfico fica por conta de uma GPU quad-core Power VR GT7600.

Pontos positivos

  • Sistema operacional confiável
  • Até 128 gb de armazenamento
  • Lindo

Pontos negativos

  • Apenas 1 chip
  • Sem espaço para cartão de memória
  • Câmeras fracas em relação aos concorrentes da mesma faixa de preço
  • Apenas 2GB de memória RAM - a menor nas tops e nessa faixa de preço
  • Preço muito alto

Galaxy S6 Edge 

Lançado no início do ano para ser a principal arma da empresa sul-coreana contra os aparelhos da Apple, o Samsung Galaxy s6 Edge dá conta do recado e entrega um excelente aparelho em todos os quesitos. Sua principal marca é o design que conta com uma tela curvada totalmente funcional e sensível ao toque que se estende até as laterais do aparelho e apresentam algumas interações exclusivas de interação com o usuário.

Sua segurança estará totalmente garantida, pois o S6 Edge vem com o sistema de unlock via digital mais avançado do mercado. O Android Lollipop (sistema com o qual ele sai de fábrica) chega trazendo muitos apps nativos e super-úteis, como o S Health, seu personal trainer particular. Outro quesito muito importante são os testes de benchmarks, e aqui o Edge arrasou, ficando entre as posições de topo do nosso ranking. Confira tudo que pudemos falar sobre ele após os testes.

Quanto às especificações de hardware temos: Tela de 5.1 polegadas protegida com o Gorilla Glass mais potente da atualidade (versão 4), 577 ppi, processador Exynos 7420 octa-Core  (4 núcleos de 1,5 GHZ e 4 núcleos de 2,1 GHZ), gpu Mali T760, 3 GB de memória RAM, até 64 GB de armazenamento interno, câmera frontal de 5 MP e traseira de 16 (faz vídeos de resolução 4k a uma taxa de 30 quadros por segundo. No conjunto de câmera temos uma traseira de 16 MP e frontal de 1,2. A diversão é garantida por horas através de uma bateria de 3600 mAh.

Para você ter esse smartphone em mãos precisará desembolsar a quantia aproximada de 2 mil reais.

Pontos positivos

  • Design e usabilidade das Edges
  • Ótimas funcionalidades e apps
  • Desempenho impecável
  • Setup de câmeras incríveis

Pontos negativos

  • Sem espaço para cartão de memória
  • Bateria poderia durar mais
  • Android ainda precisa otimizar a TouchWiz

Galaxy Note 5

E pra quem achava que o burburinho causado pelo S6 Edge já estava de bom tamanho para a empresa sul-coreana em 2015, eis que surge o Galaxy Note 5. De longe o maior lançamento e o melhor hardware da empresa, comprovado pelos nossos testes chancelado pelo aplicativo de benchmark, AnTuTu. O Note 5 marcou incríveis 68784 pontos.

Lindo, com vidro protegido tanto na frente, como na traseira, o Note 5 consegue ser bom e bonito, maaaas, infelizmente não é barato =( O preço é de, aproximadamente, R$ 2.700. Se você puder pagar esse valor e quer um aparelho de qualidade, essa é a melhor opção que o Oficina pode te dar. Confira o hardware do seu próximo aparelho:

Ele também vem rodando o Android Lollipop, mas com atualização garantida para Marshmallow, em breve. A tela é a incrível Quad HD (1440 x 2560) Super AMOLED de 5,7 polegadas. O processamento fica por conta do Exynos 7420, fabricado pela própria Samsung e considerado o melhor Octa-core do mundo. E pelo que mexi, posso dizer, que o título não está errado. A velocidade do processador é dividida em um quad-core de 1.5 GHz e outro de quad-core de 2.1. Os gráficos ficam por conta de uma Mali T760MP8. O armazenamento é de até 64GB e a memória RAM é de 4 GB. E ainda tem a caneta S Pen Stylus que permite umas coisinhas bem bacanas com ela.

Confira nosso vídeo review e saiba mais sobre esse incrível aparelho.

Pontos positivos

  • Design lindo
  • Display com definição incrível
  • Câmeras de muita qualidade
  • S-Pen

Pontos Negativos

  • Apenas 32GB de armazenamento Interno;
  • Sem slot para cartão SD;
  • Alto preço.

Lg Flex 2

Se você acompanha nossos lançamentos de reviews aqui no Oficina, sabe que uma das principais características dos aparelhos da LG é que a tela deles tem uma leve curvatura que dão mais nitidez e qualidade de imagem. Bom, leve curvatura dos demais aparelhos da marca, pois no Flex 2 essa é a principal característica dele.

Ele é o smartphone com maior curvatura de tela do país, além disso ele tem uma outra qualidade bem legal: Riscos e arranhões se regeneram com o tempo. Por causa disso sua traseira não é em metal (o único entre os tops de linha ainda em plástico). Sua qualidade de hardware é indiscutível e se você pagar o seu preço (a partir de R$ 1.600) vai ter em mãos:

Um aparelho de 5.5 polegadas com resolução Full HD (qualidade melhorada pela curva da tela), processador Qualcomm Snapdragon 810 octa-core (4 núcleos a 1.5 GHz e 4 núcleos rodando a 2 GHz). A GPU também é poderosa: uma Adreno 430. Sua memória RAM é de 3 GB e a memória interna do aparelho fica em 32 GB (sendo expansível até 128GB). As câmeras são 13 MP para a traseira e 2.1 para a frontal. Esse kit permite uma gravação em até 4K. E pra rodar tudo isso por mais tempo, uma bateria de 3000 mAh.

Pontos positivos

  • Incrível tela e qualidade
  • Design bacana
  • Preço baixo em relação ao demais tops
  • Até 128 GB de expansão através do Micro SD

Pontos negativos

  • Estranheza da curva nos primeiros usos
  • Câmera frontal de apenas 2 MP
  • A menor memória RAM desta lista, juntamente com o iPhone

Lg G4

Trata-se do aparelho mais poderoso da marca sul-coreana e que trazia um pesado fardo e carregava altas expectativas sobre si. E após nosso review podemos dizer que ele cumpre o esperado.

E por falar em reviews, se você tem/teve ou leu nosso review do G3 vai notar muitas semelhanças com o seu predecessor, principalmente no que diz respeito à estética. A principal característica são os botões na traseira do aparelho e a traseira levemente curvada presente cada vez mais nos últimos lançamentos da marca. Aliás, se você gosta da parte visual do aparelho vai se identificar com o LG G4. São dezenas de traseiras disponíveis, desde capinhas de plástico com diamantes até aquelas com detalhes em couro.

O hardware também acompanha a grandeza do aparelho. São 32 GB de memória interna (expansível até 128 GB), 3 GB de memória RAM, câmera traseira de 16 e frontal de 8 MP, processador Hexa-core (4 núcleos de 1.44 GHz e outros 2 núcleos de 1.82 GHz). Este hardware, juntamente a uma GPU Adreno 418, irá gerar excelentes gráficos 4k de 2560 x 1440 a serem exibidos em uma tela de 5.5 polegadas protegida com Corning Gorilla Glass 3, e a bateria tem 2900 mAh de capacidade. Top, hein? Os preços são a partir de R$ 1.700.

Pontos positivos

  • Vídeos 4k a 60 FPS
  • Resolução 4k - melhor entre os tops
  • Melhor câmera frontal dentre os tops
  • Aceita cartões de memória com até 128GB de capacidade

Pontos negativos

  • Poderia ter Gorilla Glass 4
  • Botões na traseira (ponto negativo extremamente pessoal)

Vídeo incorporado do YouTube

Motorola Moto X Force

Sucessor do poderoso Moto Maxx, este é o primeiro smartphone do mundo a ser INDESTRUTÍVEL. Sim, segundo a Motorola e os vídeos divulgados, ele não estilhaça, nem trinca a tela. Entre outros pontos positivos que acompanham esse e outros aparelhos da Motorola é a melhor experiência com Android puro e a possibilidade de personalizar totalmente o smartphone com o Moto Maker.

E além disso tudo e, claro, do display indestrutível de 5’4 polegadas com resolução 4K, o Moto X Force esbanja outras qualidades, afinal, para suceder o Moto Maxx, só um celular muito poderoso, e o Force tem essa alcunha.

São 3 GB de memória RAM, equipado com um Snapdragon 810 octa-core (4 núcleos 1.5 GHz e 4 núcleos 2 GHz) e o processamento do vídeo é por conta da Adreno 430. A memória interna é de até 64 GB e o cartão de memória chega a 128 GB. Para fazer vídeos em 4K e belas imagens o Force vai com câmera traseira de 21 MP e frontal de 5 MP. A bateria mantém a mesma excelência que havia no Moto Maxx, e agora tem 3760 mAh.

O preço mais barato que você encontrará para este smartphone é a partir de R$ 2.900.

Pontos positivos

  • Personalizável pelo Moto Maker
  • Revestimento contra água
  • Tela que aguenta qualquer tranco

Pontos negativos

  • Preço ainda muito alto
  • Estamos procurando um segundo motivo. Quem souber, favor informar

Vídeo incorporado do YouTube

Moto X Style

Esse é mais uma das apostas da Motorola para ganhar terreno no campo dos smartphones. Seguindo os moldes de aparelhos como a 3ª geração do Moto G, Moto X 2 e alguns outros. Falando em design, nota-se que essa é uma aposta em todos os novos aparelhos da marca. Esse, por exemplo está disponível nas versões madeira, couro, etc.

O aparelho não é o top da marca, e por isso não tem as melhores características de hardware. Mesmo assim, ele se sai bem com jogos pesados, reprodução de conteúdo, etc. A câmera foi a grande aposta da Motorola para este aparelho (parece que finalmente eles viram que suas câmeras não tinham nada de especial) e agora tem 21 MP. Claro que isso não significa qualidade na fotografia, mas já é um ótimo indício. Outro ponto positivo que a Motorola trouxe de volta (tinha removido no Moto G 3), foi o áudio estéreo.

As configurações completas incluem uma câmera frontal de 5 MP (com flash), um display de 5’7 polegadas com resolução quad HD, processador Qualcomm Snapdragon 808 hexa-core (dual-core 1.8 GHz + quad-core 1.44 GHz), GPU Adreno 418, memória RAM de 3 GB e memória interna de 32 GB, expansível até 128 GB através do Micro SD. A bateria é de 3000 mAh.

Os valores para ter esse aparelho em mãos começam em 2 mil reais.

Pontos positivos

  • Novo e promissor set de câmera
  • Android puro
  • Bumper incluso e gratuito
  • Personalize com o seu com o Moto Maker

Pontos negativos

  • Cabo USB não incluso no kit
  • Pelo preço dá pra investir em algo mais potente e melhor custo benefício

Nokia Lumia 950

O mais potente aparelho da parceria Nokia-Microsoft é, até o momento, o Lumia 950 que já vem com a última versão do sistema operacional mobile da Microsoft, o Windows 10. Ainda não testei a nova versão, infelizmente, mas espero, do fundo do meu coração, que ela corrija as limitações impostas pelo W 8.1, que eu, particularmente, tinha uma relação e amor e ódio (sem a parte do amor). Particularidades como o "Windows Hello" que permite desbloquear o aparelho com a irís já é uma das funções mais bacanas e que logo logo quero testar.

Quem já colocou a mão neste aparelho garante que finalmente a Microsoft acertou a mão em um aparelho que alinha performance e potência. O modelo mantém a beleza minimalista dos smartphones anteriores e, também, a potências das câmeras e das lentes carl Zeiss. O tamanho de tela é de 5’2 polegadas, mas se você quiser ver todas as belas fotos tiradas com ele em sua potência máxima, o Lumia 950 possui a versão XL, que tem meia polegada extra, totalizando 5’7.

O restante do hardware conta com um processador Qualcomm Snapdragon 808 hexa-core (quad-core 1.44 GHz + dual-core 1.8 GHz), GPU Adreno 418, 3 GB de memória RAM e 32 GB de memória interna + 200 GB de Micro SD (na versão americana). A câmera frontal é de 5 MP e a bateria 3000 mAh.

A versão nacional sai em breve, então por isso apareceu na nossa lista. O preço ainda não foi definido, mas nos EUA ele sai por cerca de US$ 650. Assim que lançado teremos que atualizar o post ao lado.

Pontos positivos

  • Design sofistificado e muito bonito com cantos levemente arredondados
  • Integração com o desktop e alguns recursos exclusivos da Microsoft
  • Lentes Carl Zeiss

Pontos negativos

  • Sistema Windows Phone não se integra aos outros dispositivos
  • Pelo preço dá pra investir em algo mais potente e melhor custo benefício
  • Loja de aplicativos limitadíssima
  • Podia ter Gorilla Glass 4 (é o 3)

Sony Xperia Z5 Premium

A Sony também entrou sério na briga pra ver quem tem o melhor smartphone do mercado. E eles não vieram fracos não. Evolução do Z3+ (que deveria se chamar Z4, mas por algum motivo, aqui no ocidente, não foi). É bem verdade que o Z3+ plus não deixou uma boa impressão nos testes aqui do Oficina. Não quanto à hardware, é claro, mas por conta do superaquecimento do aparelho. 

E se você viu nosso megapost sobre comparativo entre câmeras, saber que o Z3+ tem a melhor câmera entre os 6 que testamos. Por falar em qualidade de câmera, não é de hoje os aparelhos da família Xperia tem a melhor qualidade (dizemos isso com propriedade, pois já resenhamos todos os 4 anteriores) e com o Z5, e consequentemente o Z5 Premium não será diferente, com certeza.

Falando diretamente do hardware, a versão melhorada do Z5 tem no set de câmera 23 MP na câmera traseira e 5.1 na câmera da frente. Para exibi-las você terá uma tela de 5.5 polegadas com resolução 4K. Um processador Snapdragon 810 (quad-core 1.5 GHz + quad-core 2 GHz) e uma Adreno 430 também integram a obra, assim como a memória Ram de 3GB e memória interna de 32 GB. A bateria disso tudo é 3430 mAh. A versão Premium ainda não pode ser encontrada no brasil, mas a versão Xperia Z5 (com tela de 5'2 e resolução Full HD) pode ser sua a partir de R$ 3.200.

Esperamos com ansiedade mais esse modelo da família Xperia aqui nos reviews do Oficina.

Pontos positivos

  • Melhores câmeras potentes entre os smartphones
  • Design lindo
  • Display dos Xperia são sempre surpreendentes

Pontos negativos

  • Caríssimo por enquanto, o que deixa o custo-benefício muito baixo
  • Possivelmente terá o mesmo problema de esquentamento que teve o Z3+

Zenfone 2 

Um dos grandes lançamentos deste ano e, na minha opinião, o melhor custo benefício para o comprador. Aproveitando a boa onda do Zenfone 5, lançado em 2014, o primeiro smartphone da Asus no Brasil, a marca veio com tudo no meio deste ano. Lançou o Zenfone 2, o Zenfone Selfie (primeiro do Brasil com 13 MP de câmera frontal), o Zenfone Laser, além de anunciar o Zenfonre Deluxe (próximo item da lista).

Com um preço muito convidativo, o aparelho já pode ser encontrado a partir de 1 mil reais em sua versão mais simples e a partir de R$ 1.200 na versão top. E olha só o que vem nessa versão completa: 4 GB de RAM (o primeiro smartphone do mundo com esse "detalhe"), 32 GB de armazenamento interno (expansível até 64 GB), câmera traseira de 13 MP e frontal de 5 MP. O processamento é um Intel Atom Z3580 quad-core de 2.3 MHz, GPU PowerVR G6430, display de 5’5 com resolução Full HD e bateria de 3000 mAh.

Além disso ele tem recursos exclusivos, como a própria Zen UI, versão do Android da Asus que tem facilidades como recurso nativo de limpar a memória RAM, e um incrível modo manual da câmera, que só perde para o modo manual do LG G4.

Sou suspeito para falar do Zenfone 2, pois adorei o aparelho e como já disse, o considero o melhor custo benefício. Diferentemente da Xiaomi, que chegou com medo no Brasil, lançando 1 aparelho por semestre, a Asus veio com tudo, lançando 4 smartphones somente no meio deste ano. Ponto para os taiwaneses. Abaixo você confere o vídeo onde eu explico por que o Zenfone 2 é minha escolha entre os smartphones "acessíveis".

Vídeo incorporado do YouTube

Zenfone Deluxe Special Edition

E se o Zenfone 2 foi o primeiro do mundo a ter 4 GB de memória RAM, o Zenfone Zelfie foi o primeiro do Brasil a ter 13 MP de câmera frontal, o Deluxe Special Edition vai ser o primeiro do mundo a ter 256 GB de armazenamento interno!! Além disso o aparelho vem com as qualidades superiores que já existem no Zenfone 2, como os 4GB de memória RAM e um processador quad-core ainda melhor de 2.5 GHz. Sim, pois este aparelho já vem com material premium do Asphalt Urban 8 gratuito.

Mais informações ainda estão um tanto quanto nebulosas, pois o aparelho sairá em 2016. Mas, como ele será um dos melhores aparelhos do ano, e foi anunciado em 2015, achei justo que entrasse na nossa lista.

Concorda com a lista? Discorda? Faltou algum smartphone? Deixe nos nossos comentários logo abaixo =)