O que é TIDAL? Vale a pena assinar?

O serviço de streaming de música Tidal surgiu há aproximadamente 4 anos atrás com a proposta de oferecer um áudio sem perdas, ou seja, lossless. Atualmente o serviço possui quase 60 milhões de músicas e 3 milhões de usuários pagantes.

Imagem ilustrativa do Tidal. Fonte: Tidal
Imagem ilustrativa do Tidal. Fonte: Tidal

O serviço de streaming de música Tidal surgiu há aproximadamente 6 anos atrás com a proposta de oferecer um áudio sem perdas, ou seja, lossless. Em 2019 o serviço já contava com quase 60 milhões de músicas e 3 milhões de usuários pagantes, mas hoje, segundo as propagandas da própria plataforma, já há mais de 70 milhões de faixas disponíveis. Esse número é surpreendente, levando em consideração que o Spotify já possui 12 anos e tem aproximadamente 70 milhões de faixas.

Veja também: Spotify é bom? Vale a pena assinar?

Quantidade Vs Variedade

Imagem ilustrativa do Tidal. Fonte: Tidal
Imagem ilustrativa do Tidal. Fonte: Tidal

O Tidal possui uma biblioteca impressionante de músicas. Porém, isso é vantajoso em partes e dependerá do objetivo/gosto musical do usuário.

No Tidal encontramos as principais bandas e artistas mundiais, possuindo em alguns casos até contrato de exclusividade com determinados artistas. Entretanto, o Spotify consegue ter uma variedade grande de músicos menos conhecidos e que para certos usuários pode fazer falta.

A proposta do lossless ou Hi-fi

O Tidal foi criado com a proposta de oferecer músicas sem perda de qualidade, ou seja, arquivos de áudio lossless, para usuários mais exigentes. O aplicativo de streaming de audio utiliza-se do formato FLAC para transmitir músicas tanto em 16bits (qualidade do CD) quanto em 24bits (áudio HD).

Taxa de transmissão de dados de acordo com o formato do arquivo transmitido no serviço de streaming.
Taxa de transmissão de dados de acordo com o formato do arquivo transmitido no serviço de streaming.

Enquanto o Spotify transmite (em seu plano Premium) seus arquivos em formato Vorbis com bitrate de 320kbps, o Tidal vem com uma transmissão de 1411kbps (em seu plano Hi-fi) através do formato lossless FLAC. Porém, temos que ter em mente que nem sempre isso ditará uma qualidade superior no áudio (veja o porquê aqui).

Serviço de Streaming Qualidade max no app mobile Qualidade max no app desktop Formatos utilizados
Spotify 320kbps 320kbps Ogg Vorbis
Apple Music 256kbps 256kbps AAC
Tidal 320kbps(Premium)/1411kbps(hi-fi) 1411kbps FLAC, ALAC, AAC
Deezer 320kbps 1411kbps FLAC

Suporte aos artistas

Segundo o canal DMS no YouTube, o Tidal é o serviço de streaming que paga mais por reprodução de faixa. Confira abaixo o valor em dólares que se paga por cada vez que uma música é reproduzida nas plataformas de streaming de música:

  • Tidal: US$0,01284
  • Apple Music: US$0,00783
  • Spotify: US$0,00437
  • Amazon Music: 0,00402

Masters ou MQA (Master quality audio)

O Tidal possui um plano chamado Hi-fi que oferece arquivos FLAC em 24bits que segundo a empresa, possui a qualidade de estúdio, o arquivo chamado de Master, também chamado de MQA (Master Quality Authenticated) no app.

Qualidade Master (MQA) no app Tidal. Fonte: Tidal
Qualidade Master (MQA) no app Tidal. Fonte: Tidal

Através destes arquivos você poderá conseguir de fontes confiáveis uma qualidade maior de suas músicas preferidas sem a necessidade de sair a procura de CDs ou sites de compra de faixas ou álbuns.

Artigo recomendado para leitura: Entenda por que bitrate e formatos de música não fazem um serviço de streaming melhor

Masterizações

Cada álbum possui mais de uma masterização, algumas melhores, outras piores. O Tidal costuma ter boas masterizações de seus álbuns, mas há também certas versões que são horríveis. O mesmo ocorre em outros serviços de streaming como Spotify e Deezer.

Levando em conta o que foi dito acima, não há como definir qual serviço de streaming seria melhor somente pelo bitrate ou formato do arquivo. Recomendo que leia o artigo indicado no logo acima deste subtítulo (Entenda por que bitrate e formatos de música não fazem um serviço de streaming melhor).

Dica: Geralmente uma boa masterização possui uma DR maior (dynamic range) e você pode conferir as versões de cada uma no site loudenesswar.

Versão para desktop

Tidal para desktop. Fonte: Vitor Valeri
Tidal para desktop. Fonte: Vitor Valeri

A versão do app do Tidal para desktop ou notebook apresenta um bom diferencial com relação aos seus concorrentes, oferecendo opções que favorecem quem se utiliza de DACs e amps para obter uma qualidade de áudio maior. É possível modificar o modo como a saída de som será tratada ao conectar um DAC/amp, ativando o "modo exclusivo" e o "forçar volume", para que seja utilizado todo o potencial do dispositivo de áudio. Confira como ativar estas funções neste tutorial.

Preço

O preço do Tidal, se compararmos a sua assinatura Premium com as assinaturas do Apple Music e Deezer (plano não Hi-fi), fica em pé de igualdade, onde teremos um valor R$16,90. Porém, há de se levar em conta o fato de que para manter a reprodução do Tidal em qualidade alta (bitrate de 1411kbps no plano Hi-fi), é necessário a disponibilidade de um consumo de dados móveis alto (caso o usuário utilize um smartphone).

Com relação ao plano Hi-fi do aplicativo de streaming lossless, que lhe dá acesso as versões MQA (24bits), não parece ser interessante por enquanto. Isso não é somente pela qualidade de áudio parecida com as músicas e álbuns Hi-fi (16bits), mas também pela questão de que não se tem muitos álbuns ainda nesta qualidade para chegarmos a alguma conclusão mais solida sobre o real benefício desse nível de arquivo.

Serviço de streaming Versão grátis Plano básico Plano Premium Plano Hi-fi Plano família Plano de estudante Plano de operadora
Spotify Sim Grátis c/ propagandas R$ 19,90 Não existe R$ 34,90 R$ 9,90 Vivo (grátis)
Apple Music Sim Radio grátis R$ 16,90 R$ 16,90 R$ 24,90 R$ 8,50 Não tem
Amazon Music Unlimited Sim Playlists e rádios grátis R$16,90 Não existe R$25,90 Não existe Não tem
Amazon Music Prime Não Não existe R$9,90 Não existe Não existe Não existe Não tem
Tidal Não Não existe R$ 16,90 R$ 33,80 R$25,35/R$ 50,80(Hi-fi) R$8,45/R$ 16,90(Hi-Fi) Vivo (desconto)
Deezer Sim Grátis c/ propagandas R$ 16,90 R$ 26,90 R$ 26,90 R$ 8,45 Tim (grátis)
YouTube Music Sim Grátis c/ propagandas R$16,90 Não existe R$31,90 R$12,50 Não tem

Esse artigo é feito em parceria com o Grupo Fones de Ouvido High-End:

Especial: Série de artigos sobre Fones de Ouvido

Confira a série especial de artigos, em parceria com a Fones High End (Facebook, Instagram, Twitter), onde é mostrada uma nova perspectiva descomplicando tudo sobre fones de ouvido!

Como funciona?

O Som

Tecnologias

Como escolher?

Dicas

Tutoriais

Artigos

Reviews

A História

Entrevistas

Conteúdo relacionado

Entenda por que bitrate e formatos de música não fazem um serviço de streaming melhor
Fones de Ouvido

Entenda por que bitrate e formatos de música não fazem um serviço de streaming melhor

Entenda por que o bitrate e os formatos de música não fazem um serviço de streaming melhor do que o outro. Há fatores que influenciam consideravelmente mais.

Saiba a diferença entre MP3, FLAC, Opus e AAC
Fones de Ouvido

Saiba a diferença entre MP3, FLAC, Opus e AAC

Saiba quais as diferenças entre os formatos MP3, FLAC, Opus, ACC, entre outros mais, e descubra se realmente trarão a diferença que você espera.

Tidal começa a trazer silenciosamente o bit-perfect ao Android
Fones de Ouvido

Tidal começa a trazer silenciosamente o bit-perfect ao Android

Ao que parece, o Tidal está começando a liberar uma atualização que irá trazer o tão sonhado bit-perfect aos celulares Android. Confira!