Restrição imposta por Whatsapp no início do mês reduz em 70% a viralidade das mensagens encaminhadas

Confira o resultado da restrição aplicada pelo Whatsapp no início deste mês. As pessoas estão sendo impedidas de compartilhar mensagens para um grande número de usuários.

Imagem ilustrativa do app WhatsApp. Fonte: independent
Imagem ilustrativa do app WhatsApp. Fonte: independent

A solução preparada pelo Whatsapp para reduzir a viralidade das mensagens que circulam em sua plataforma começou a ser utilizada no início deste mês. Hoje, a plataforma de mensagens instantâneas do Facebook informou que a propagação de mensagens encaminhadas com frequência caiu 70% após a implantação da restrição.

De acordo com o WhatsApp, foi adicionado no início deste mês uma restrição que impede que os usuários enviem mensagem para mais de uma pessoa ou grupo por vez, abaixo de cinco. Esta alteração foi feita no dia 7 de abril. O site TechCrunch chegou a entrar em contato com os desenvolvedores da plataforma e obteve a seguinte resposta de um porta-voz:

"Recentemente, introduzimos um limite para compartilhar 'mensagens altamente encaminhadas' em apenas um bate-papo. Desde a implantação desse novo limite, globalmente houve uma redução de 70% no número de mensagens altamente encaminhadas enviadas no WhatsApp."

Segundo o Wahtsapp, nas últimas semanas, diversos usuários indianos divulgaram mensagens, por vezes de boa-fé, que afirmavam que foram encontrados tratamentos para combater pessoas infectadas por Coronavírus e que havia explicações cientificas para apoiar as medidas que foram impostas em Nova Délhi como, por exemplo, pedir para as pessoas fazerem barulho por cinco minutos ou acender velas e lamparinas.

Nos últimos meses, o WhatsApp e o Facebook realizaram diversas ações para ajudar os governos de vários países na luta contra o Coronavírus como parceria com os órgãos de saúde e avisos sobre a enfermidade em seus apps.

O que está achando das ações tomadas pelo WhatsApp para evitar a disseminação de informações falsas na plataforma? Comente abaixo e compartilhe conosco a sua opinião.

Notícias e artigos recomendados para leitura:

Tech Mobile: Inscreva-se!

O nosso novo canal de smartphones surgiu, veja o que preparamos para você que gosta de celulares!

Comentários
Minha foto
Insira um comentário