400 especialistas em segurança se reúnem para bloquear golpes que utilizam o Coronavírus

Confira a equipe o que a equipe de 400 especialistas em segurança está fazendo para evitar golpes maliciosos que envolvam o Coronavirus (COVID-19).

Imagem ilustrativa de ciberataque. Fonte: Reuters
Imagem ilustrativa de ciberataque. Fonte: Reuters

Está claro que com o grande número de surtos de Coronavírus (COVID-19) no país, a mídia vem se aproveitando cada vez mais da situação para ganhar acessos. Juntamente com isso, está havendo, infelizmente, tentativas de diversos tipos de golpes, onde se pega algo sobre a temática e altera para enganar as pessoas. Na tentativa de impedir estes criminosos, foi reunido uma equipe de especialistas em segurança.

400 especialistas em segurança lutam para combater a desinformação utilizada por golpistas

Na tentativa de impedir que o pishing e outros golpes ocorram, de acordo com o site Reuters, cerca de 400 pesquisadores em segurança, de diversas localidades do mundo (40 países), criaram um grupo chamado "COVID-19 League".

O foco da equipe que foi reunida para a causa é evitar ataques às autoridades de saúde e hospitais, mas ao mesmo tempo, se preocupam em evitar golpes financeiros relacionados com o vírus.

De acordo com o vice-presidente da empresa de segurança Okta Inc OKTA e chefe de segurança da conferência Def Con, Marc Rogers:

"Eu nunca vi esse volume de phishing. Estou literalmente vendo mensagens de phishing em todas as línguas conhecidas pelo homem."

O grupo já obteve sucesso no barramento de uma corrente que explorava uma vulnerabilidade para espalhar um código malicioso de acordo com Marc. E este é só um dos vários golpes que estão ocorrendo, onde a segurança cibernética foi afetada de maneira global. Os criminosos que enviam e-mails utilizaram o COVID-19 para convencer os leitores de baixar anexos de arquivos maliciosos. Houve também a criação de diversos sites fake relacionados a enfermidade, além de apps que invadem computadores e celulares.

É importante lembrar que a Microsoft anunciou recentemente que seus sistemas são capazes de capturar os ataques. Pensando nisso a empresa listou diversos sinais de alerta, em uma campanha recente para evitar o pishing, confira abaixo:

  • Ortografia e gramática incorreta
  • Links suspeitos
  • Anexos suspeitos
  • Ameaças
  • Spoofing
  • Endereços da web alterados
  • A saudação incorreta do seu nome
  • Incompatibilidades

É importante lembrar que estas dicas também valem para outros casos de golpes, que não relacionados ao Coronavirus (COVID-19).

O que achou desta iniciativa? Comente abaixo e compartilhe conosco a sua opinião!

🔥O POCO F4 É MUITO BOM 👇

Comentários
Minha foto
Insira um comentário