Milhares de aplicativos podem ser removidos da Google Play

De acordo com uma publicação do The Next Web, a violação em questão é de certa forma simples: falta aos aplicativos uma política de privacidade.

Por | @oficinadanet Aplicativos

Recentemente, o Google começou a enviar notificações para desenvolvedores de aplicativos com a intenção de apagar ou mesmo “limitar a visibilidade” de milhões de aplicativos da Play Store até o dia 15 de março, ou seja, daqui pouco mais de um mês. A razão para isso estaria na violação de alguns termos da política sobre dados de usuários.

Milhares de aplicativos podem ser removidos da Google Play
Caso não acatem as regras do Google, milhares de aplicativos irão desaparecer da loja de apps da empresa.

Leia também:

De acordo com uma publicação do The Next Web, a violação em questão é de certa forma simples: falta aos aplicativos uma política de privacidade. O Google exige que os apps que utilizem dados dos usuários mostrem como tais dados são usados em um documento, caso não seja feito, configura uma violação.

Confira o aviso abaixo:

Milhares de aplicativos podem ser removidos da Google Play

A medida tem como objetivo principal acabar de vez com os aplicativos “zumbis” ou “clones”. Muitos desses aplicativos imitam outros apps ou mesmo jogos, porém, em versões mais modestas e, no geral, são gratuitas.

A mudança, no entanto, será muito bem vinda para aplicativos de empresas mais sérias. A criação de uma política de privacidade, caso ainda não tenha, é teoricamente simples, e deverá ser feita no prazo sem qualquer problema.

Os usuários também serão beneficiados, já que os apps potencialmente perigosos não estarão mais presentes na loja.

Mesmo assim, acredita-se que milhares de aplicativos deixem de existir da loja do Google.

Mais sobre: google aplicativos privacidade
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo