Como saber se o meu smartphone está com vírus?

Anúncios indesejados? Problemas no navegador? Pouca memória no smartphone? Veja sinais que indicam que o seu aparelho pode estar com vírus.

Por | @oficinadanet Segurança digital

Assim como os computadores, celulares também estão suscetíveis aos vírus. E um aparelho infectado pode trazer muita dor de cabeça ao usuário, afinal, eles se tornaram nossos companheiros do dia a dia e guardam diversas informações pessoais importantes, inclusive dados para acesso em contas em Bancos.

Como saber se o meu smartphone está com vírus?
Smartphones também estão suscetíveis ao vírus (Imagem: Reprodução Internet)

Um smartphone com vírus pode causar diferentes problemas, desde a inconveniente exibição de anúncios indesejados até roubo de dados como senhas e número de contas correntes em Bancos. Então, é bom prestar atenção para não sofrer as consequências mais tarde. Quanto antes você descobrir que o aparelho está infectado, melhor. Para isso, fique atento aos seguintes sinais:

Problemas no navegador: Se, ao abrir o navegador e tentar fazer uma busca, você é automaticamente direcionado para outro site, este é um importante indício que o seu smartphone está com vírus. A prática é bem semelhante ao que ocorre nos computadores infectados. Isto acontece porque a praga muda a navegação do celular e configura páginas iniciais que não foram solicitadas. Mesmo que você tente, não é possível alterar a página inicial. É desta forma que os cibercriminosos ganham dinheiro, pois, com isso, aumentam a audiência de determinadas páginas. 

Pop-ups indesejados: Se enquanto você navega na internet são exibidos pop-ups com anúncios suspeitos de games, cassinos e conteúdo adulto, seu smartphone pode estar infectado por um adware. Este tipo de vírus incomoda os usuários com uma série de propagandas chatas, que muitas vezes podem causar constrangimento às pessoas. Nestes casos nem adianta clicar no “x” para fechar, pois o mesmo conteúdo é exibido mais tarde.

Como saber se o meu smartphone está com vírus?
Imagem: Reprodução Internet

Consumo de dados excessivo: Fique atento ao tráfego de dados do seu smartphone. Se, mesmo quando ele está ocioso o consumo de dados é alto, isto pode ser sinal que um vírus está utilizando sua internet para mandar ou receber informações do aparelho.

Débitos indevidos: Outra maneira de descobrir se o seu smartphone está infectado com algum tipo de vírus é doída no bolso. Caso você receba cobranças por serviços de SMS ou ligações que não realizou, um trojan (tipo de malware mais comum) deve estar instalado em seu smartphone. Ele cadastrou seu número em serviços de mensagens e desta forma consegue roubar o saldo da linha. Mantenha-se de olho na sua caixa de saída de SMS e ligações realizadas.

Telefone quente: Quando você assiste a algum vídeo ou joga um game pelo smartphone, é natural que ele esquente. Mas, o aparelho resfria pouco tempo após o fim da jogatina. Contudo, alguns vírus que exigem muito do processador também podem esquentar o smartphone. Porém, neste caso, o celular fica quente mesmo quando não é usado. Fique atento.

Como saber se o meu smartphone está com vírus?
Aquecimento do smartphone mesmo em modo ocioso pode ser sinal de vírus (Imagem: Reprodução Internet)

Aplicativos inesperados: Aplicativos mal-intencionados podem baixar outros apps em seu telefone, sem que você autorize. Fique atento a sua bandeja de aplicativos e, caso apareçam apps que você não baixou, remova-os imediatamente.

Lentidão: Neste caso, é preciso lembrar que o aquecimento do aparelho nem sempre é causado por vírus. Pequenos travamentos podem ser oriundos de problemas de memória. Porém, se o smartphone passar a ficar lento para abrir aplicativos, ligar ou tirar fotos de um dia para o outro, é provável que ele esteja com vírus. Isto ocorre porque a praga instalada ocupa muita memória do aparelho.

Pouca memória: Fique atento também se o cartão de memória do aparelho está enchendo muito rápido.

Pouca duração de bateria: Se precisar ficar toda hora carregando o smartphone, mesmo que a bateria seja nova, é um sinal que seu celular pode estar com vírus.

Mudanças nas configurações: Fique atento se as configurações do seu aparelho estiverem diferentes das que você configurou. Este também é um sinal de que algo está errado.

Aplicativos em segundo plano: Observe quais aplicativos estão abertos e veja se não tem algum app oculto rodando. Para isso utilize o Gerenciador de Tarefas.

E o que fazer quando o smartphone está com vírus?

A primeira coisa a fazer é baixar e instalar um aplicativo antivírus. Além de ele identificar que o seu aparelho, de fato, está infectado ele também fará uma limpeza no smartphone, além de proteger o dispositivo no futuro. Caso você não tenha dinheiro para um serviço do tipo ou não consiga instalar, uma dica é ligar o smartphone no computador com um cabo USB e mandar o antivírus do PC escanear o celular para você. Mas, também existem opções de antivírus gratuitos. Veja neste post os melhores antivírus para Android.

Veja também: Antivírus no smartphone: qual usar?

No geral estes programas conseguem remover com eficiência todos os vírus do aparelho. Porém, caso o resultado não seja satisfatório, você pode procurar um técnico e solicitar que ele formate o aparelho. Não se esqueça de fazer um backup dos arquivos armazenados no smartphone.

Como evitar?

Como diria o ditado “é melhor prevenir do que remediar”. Existem alguns cuidados que você pode adotar para evitar que seu smartphone seja infectado com vírus.

O primeiro deles é manter um bom antivírus instalado no aparelho (já falamos sobre isso). Outra dica é não fazer root no seu Android e nem jailbreak no iPhone. Isto pode libarar um acesso maior aos arquivos do Sistema Operacional. Ao fazer o jailbreak, muitas proteções são removidas do aparelho, o que facilita a entrada de vírus, ainda que o SO do Google seja mais propício a vírus do que o iOS.

Evite instalar aplicativos da loja de terceiros. Procure sempre por apps nas lojas oficiais como na Play Store e na App Store. No caso dos aparelhos Android existe uma liberdade para instalar apps que não sejam da Google Play. No entanto, estes aplicativos podem estar infectados e abrir uma porta para o vírus se instalar no aparelho.

Ao baixar um aplicativo, verifique sempre as permissões que ele está solicitando. Por exemplo, se você estiver baixando um app de notícias, não faz sentido que ele peça acesso a sua câmera.

Não abra links suspeitos enviados por e-mails ou outras plataformas. Evite também de acessar sites não confiáveis.

É isto aí, seguindo estas dicas seu smartphone ficará protegido e você evita uma baita dor de cabeça.

Fontes: UOL Notícias, Central Android

Mais sobre: smartphones vírus segurancadigital
Share Tweet
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo