Review headset gamer HyperX Cloud

Conheça o HyperX Cloud, uma das melhores opções do mercado para quem procura um headset “gamer”.

Comentários Grasiel Felipe Grasel
Seguir
  -

Se você já deu uma conferida no nosso review do Corsair VOID Wireless, sabe que a minha opinião é um tanto “complicada” a respeito de headsets gamers, afinal, depois de finalmente resolver pesquisar e aprender sobre qualidade de áudio, vi que meu antigo Tritton AX Pro+, que havia me custado bastante caro, sequer chega perto do desempenho de um headphone de estúdio como o Superlux HD681 de duzentos reais, portanto, você dificilmente verá opiniões minhas muito positivas sobre fones que se dizem gamers.

R.I.P. Tritton AX PRO+
R.I.P. Tritton AX PRO+

A HyperX, marca pertencente à Kingston, é bastante conhecida por ser amplamente utilizada por jogadores profissionais, no entanto, se engana quem acha que isto é apenas por questões de patrocínio, se fosse, tais jogadores utilizariam produtos de marcas que provavelmente pagam mais, como a Razer por exemplo. No caso da HyperX, ela é realmente capaz de pagar as melhores equipes pelo uso de seus equipamentos, no entanto, suas qualidades em si já são o suficiente para convencer um profissional de que ela é uma boa escolha.

A linha Cloud possui alguns produtos variantes, começando pelo Cloud “1”, que é o que testamos neste review; o Cloud Core, que é basicamente uma versão do primeiro sem os extras e um controlador de volume; o Cloud MAV, que apenas recebe alguns decalques de estilização para deixa-lo “mais bonito”; e por último, mas não menos importante, o Cloud X, uma versão com o nome do Xbox em sua caixa e um controlador de volume menor. Digamos que, a partir deste review, você pode tomar qualquer informação técnica para qualquer uma destas versões, pois eles são praticamente o mesmo produto em questão de construção e desempenho.

Não citamos o Cloud II e o Cloud Revolver na linha Cloud pois, provavelmente, vamos testá-los em breve. ;)

HyperX Cloud MAV
HyperX Cloud MAV

Design

Antes de falarmos especificamente sobre o Cloud, devemos comentar algo bastante interessante: a sua origem.

Os headsets da linha Cloud da HyperX são totalmente baseados em um headphone profissional da Takstar, o Takstar Pro 80, que foi desenvolvido inicialmente sem microfone e posteriormente foi adaptado por outras marcas para receber um, tornando-se um headset voltado ao público gamer com construção e componentes de um produto profissional (sim, considere isto como uma “alfinetada”).

O HyperX Cloud tem um design simples e é construído basicamente em plástico, alumínio e aço, o que o torna bastante resistente e é o suficiente para quebrar a opinião de quem possa considera-lo de nível baixo por simplesmente não ter um design muito diferenciado. Além de garantir uma maior resistência, sua estrutura muito bem-feita garante ao Cloud uma durabilidade maior do que a esmagadora maioria de seus concorrentes, um ponto fortíssimo para ele.

Uma característica um pouco chata que você poderá encontrar ao utilizar os Clouds é o clamping, pois este tipo de estrutura costuma apertar a cabeça de usuários um pouco mais “cabeçudos”, não o suficiente para machucar ou atrapalhar a sua jogatina, mas pode ser um pouco desconfortável. É claro que, provavelmente, a maioria dos clientes não sinta esta pressão, mas é interessante citarmos para quem possa interessar.

As almofadas dos headsets da linha são feitas em couro sintético (courino) aparentemente bem feito, no entanto, o Cloud “1” vem com earpadas extras feitos em veludo, que são igualmente confortáveis e, embora acabem aquecendo um pouco demais as orelhas ao serem utilizadas por um longo período de tempo, eu particularmente prefiro elas.

Os níveis de expansão do arco são bastante seguros e permitem um aumento considerável, o que não ameniza o fato de que o clamping ainda é presente para usuários com a cabeça um pouco maior, no entanto, você dificilmente vai sofrer com problemas do headset expandindo sozinho, algo comum em produtos de baixa qualidade.

Especificações

Informações fonecidas pelo fabricante

  • Adaptador 3.5mm para uso em Tablets ou Smartphones
  • Adaptador para aviões
  • Almofadas de veludo
  • Bolsa para transporte
  • Cabo extensor de 1m com Controle de Volume, Microfone e Acabamento em Nylon
  • Cabo extensor de 2m sem Acabamento em Nylon
  • Comprimento do fio: 1 m + 2 m extensão
  • Drivers de 53mm
  • Peso: 350 g
  • Resposta de frequência de 15-25 Hz
  • Microfone removível (conexão/desconexão rápida e fácil para ouvir música)

HyperX Cloud e todos os seus "extras"
HyperX Cloud e todos os seus extras

Embora a Kingston não divulgue essa informação, o HyperX Cloud também é compatível com o PlayStation 4 e o Xbox One.

A Kingston não disponibiliza nenhum software de controle ou equalização nativo para o HyperX Cloud.

Desempenho

O HyperX Cloud é um headset gamer surpreendente, afinal, não costumamos esperar os melhores desempenhos da categoria se comparados a produtos que tem como público alvo os profissionais de áudio, no entanto, como este fone é baseado no já citado Takstar Pro 80, que é um fone de monitoramento de estúdio, ele entrega frequências de áudio muito fieis a sua gravação, o que facilita o reconhecimento e direcionamento de sons. Caso você queira saber o motivo da importância dessa fidelidade, no review do Corsair VOID Wireless explicamos porque a amplificação de frequências mais graves para deixar o áudio “mais bonito” não é uma boa ideia.

Por ser um fone fechado e ter um isolamento de áudio considerável, o palco sonoro do headset não é dos melhores, o que diminui um pouco o seu desempenho em jogos como o Counter Strike por dificultar esta diferenciação de sons e também a direção de onde eles estão vindo como um fone aberto seria, mas fique calmo, não vamos nos confundir com o que acabamos de falar no último parágrafo, pois, graves exorbitantes, comuns no nicho de produtos gamers, prejudicam ainda mais o seu desempenho do que o fato dele ser fechado. Utilizando o HyperX Cloud fomos mais capazes de perceber de qual direção estavam vindo os sons de um jogo do que com o VOID Wireless ou o Vengeance 1400, mas não com a vantagem competitiva que teríamos com um fone aberto como, por exemplo, um Superlux HD681.

Outro aspecto bastante interessante que podemos citar não como uma crítica, mas como uma observação, é o estilo do arco que o Cloud e a esmagadora maioria (digo isto porque não conheço nenhuma exceção) dos headsets gamers costuma adotar, ela é consideravelmente desconfortável aos jogadores com cabeças maiores, sendo muito mais recomendável um design como o Superlux da foto acima, o qual é uma base flexível e anatômica, que “abraça” a cabeça e evita dores causadas por utilização em um longo período de tempo.

Durante os nossos testes a já citada fidelidade de áudio do headset só melhoraram nossas experiências, principalmente em jogos que não necessitam de um palco sonoro tão alto, como os gêneros RPG, MOBA, TPS, portanto, não há o que reclamar do mesmo neste sentido.

Como já dissemos nas especificações do HyperX Cloud, atualmente a Kingston não disponibiliza nenhum software de controle para produtos da HyperX, no entanto, ainda é possível fazer algumas modificações de equalização pelo próprio driver do headset ou por alguns softwares nativos em placas-mãe, o que é um tanto ou quanto chato em vista de que até mesmo marcas concorrentes de qualidade inferior disponibilizam uma central de modificações de seus periféricos.

O microfone do Cloud é um condensador direcional bastante modesto, afinal, ele não tem objetivo algum de oferecer qualidade profissional, mas sim de apenas ser um meio de comunicação com os seus amigos em jogos online. Caso você queira gravar algum tipo de conteúdo audiovisual, este microfone talvez não seja a melhor das opções, pois, como você pode perceber nos testes abaixo, um ruído um tanto quanto alto é bastante perceptível, e a utilização de efeitos de remoção podem distorcer a sua voz.

Veredito

O HyperX Cloud é um dos melhores headsets pertencentes à categoria “gamer” que você poderá encontrar no mercado, no entanto, devemos deixar bem claro que, em questão de custo x benefício, ele e praticamente todos os seus concorrentes de mercado estão longe de alcançar combinações como o já citado Superlux HD681 em conjunto de um microfone de lapela decente como o Zalman Zm, um combo que provavelmente vai custar menos de R$300,00.

Uma característica muito interessante do Zalman ZM é a possibilidade de prende-lo ao cabo do Headphone
Uma característica muito interessante do Zalman ZM é a possibilidade de prendê-lo ao cabo do Headphone

Assim como muitos jogadores, você também pode preferir não utilizar fones abertos, pois este tipo de produto pode acabar atrapalhando outras pessoas que estejam ao seu redor enquanto você joga, pois seu vazamento de áudio pode ser um tanto irritante para pessoas ao seu redor, portanto, com um isolamento muito bem feito, um conforto considerável para seu estilo e um preço justíssimo em relação aos seus concorrentes de mercado, podemos garantir que o Cloud é um dos que melhor cumprem com estas exigências.

Caso você prefira evitar mais cabos e precisa de fato escolher um headset (e não um headphone em conjunto de um microfone) para jogar, uma das melhores escolhas que você poderá tomar é investir em um HyperX Cloud Core, que é praticamente uma versão do Cloud “1” sem seus extras e por aproximadamente R$380,00, o que resulta em uma média de cem reais a menos dessa versão com os diferenciais que, convenhamos, são um tanto ou quanto desnecessários.

Novamente agradeço ao Wellington Diesel, o Augusto Schweickardt e o Guilherme da Silva pelas dicas e ensinamentos. :)

Mande para o Facebook

Tweet para os seus seguidores

 
COMENTÁRIOS
NOSSOS VÍDEOS NO YOUTUBE

carregando...
Últimas publicações
TOPO