WhatsApp poderá ser novamente bloqueado caso não haja colaboração com a Justiça

O Juiz já apelou para todos os tipos de sanções possíveis para que o WhatsApp colabore com as investigações ligadas ao caso.

Por | @oficinadanet Aplicativos

Na última segunda-feira (2), quando o WhatsApp foi bloqueado, milhares de brasileiros ficaram incomodados e insatisfeitos com a decisão. Muitos, além de usar o aplicativo para conversas pessoais, utilizam como importante meio de trabalho. Por fim, a decisão judicial foi derrubada e o aplicativo não ficou as 72 horas fora do ar.

Porém, para quem pensa que agora está tudo normalizado, que o aplicativo não será suspenso novamente, ficará surpreso. O WhatsApp poderá sim deixar de funcionar novamente, mesmo com toda repercussão negativa gerada nos últimos dias. Assim, caso o Facebook, que é detentor do aplicativo, não colabore com as exigências da Justiça, o WhatsApp poderá ser suspenso novamente em todo o território nacional.

WhatsApp poderá ser novamente bloqueado caso não haja colaboração com a Justiça

Leia também:

De acordo com especialistas da área, o modo em que será conduzido o caso será determinante para o futuro do WhatsApp. Alguns juristas acreditam que o caso deverá ser levado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e assim, conforme o que for decidido, novos bloqueios podem surgir.

O caso irá depender de como o Juiz Marcel Montalvão, de Lagarto (SE), irá elaborar o texto e quais propostas irá apresentar. Caso ele julgue necessária a suspensão do aplicativo e o STJ aceitar, o WhatsApp poderá novamente sair do ar.

A possibilidade de isso acontecer é grande, já que o Juiz já apelou para todos os tipos de sanções possíveis para que o WhatsApp colabore com as investigações ligadas ao caso. Entre as consequências da falta de colaboração aparecem multas, bloqueio do aplicativo e até a prisão do vice-presidente do Facebook para América Latina, Diego Dzodan, que aconteceu no início do ano.

Aos usuários, o melhor é ficar preparado, já que uma nova suspensão poderá acontecer. Vale notar que a CPI dos Crimes Cibernéticos inseriu um parágrafo no projeto de lei que impede o bloqueio de aplicativos de mensagens, porém, o texto ainda não foi aprovado, e assim, por enquanto, ele não pode ser aplicativo.

Mais sobre: whatsapp aplicativo brasil
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Destaquesver tudo