O notebook mais poderoso que já testamos // REVIEW Avell A70 Hyb

Performance, performance e mais performance. Quando dinheiro não é problema, ele vira solução. O quão bom é utilizar diariamente um notebook topo de linha?

Faz um mês que o A70 Hyb chegou aqui, desde então não parou. Testamos ele a fundo, jogando, trabalhando com várias coisas, já vou dizer logo de cara que esse é um dos melhores notebooks que já testamos - tanto em especificações técnicas, quanto em usabilidade, e nessa review eu vou relatar a fundo como foi a minha experiência de usá-lo diariamente para trabalhar e jogar por mais de um mês.

Para quem não sabe, a Avell é uma marca 100% brasileira de notebooks de alta performance. Em relação aos outros modelos da marca, o Avell A70 Hyb está situado entre de entrada e intermediário: Está longe de ser o mais barato, mas nem chega perto dos mais caros - como o modelo que possui um módulo acoplado de refrigeração a agua, Storm Two. Um notebook intermediário da Avell é como dizer uma "ferrari" intermediária. Então bora ver a fundo tudo que esse note tem a oferecer.

  • Sistema operacional: Não Informado
  • Processador: Intel Core i7-12700H
  • Placa de vídeo: Nvidia Geforce 3060 Mobile
  • Tela: 165 Hz e 15.6 Polegadas 2K (2560x1440) WVA
  • Memória RAM: 2x8GB ADATA 4800 MHz DDR5
  • Armazenamento: 512 GB (NvMe M.2 SSD) PCIe
  • Rede Wifi: Rede Wi-Fi 6 802.11ax
  • Rede: 10/100/1000 Mbps
  • Bluetooth: Sim
  • Bateria: 47Wh
  • Peso: 2290g
  • Portas de comunicação: 1x HDMI 2.0, 1x USB-C (Thunderbolt), 2x USB 3.1, 1x Entrada Microfone, 1x USB 2.0, 1x Saída Fone de Ouvido e 1x Leitor de Cartão SD

Avell A70 HYB - Veja aqui a ficha técnica completa

Tela

O tamanho dela é 15.6 polegadas, na resolução QUAD HD (2560 x 1440p), do tipo WVA (Wide View Angle), taxa de atualização de 165 Hz e 300 nits de brilho. Só pelas especificações já sabemos que essa é uma tela excelente. Mas será que é bem implementada?

Avell A70 Hyb
Avell A70 Hyb

A resolução alta numa tela de tamanho médio resulta numa experiência de visualização extremamente nítida, independente da tarefa que você esteja executando no notebook. O mesmo vale para a alta taxa de atualização - 165 Hz. Não importa o que você esteja fazendo, vai estar sempre aproveitando da nitidez e fluidez dessa tela.

O WVA, traduzido para "Ângulo de visão amplo", faz com que você enxergue bem a tela, sem distorções, independente do ângulo que esteja utilizando o notebook. Isso é especialmente útil para mostrar conteúdos para pessoas que não estejam usando diretamente o notebook, como clientes, amigos ou colegas de trabalho.

Mas a melhor parte, na minha opinião, é a ausência de ghosting. Sério, eu estou exausto de testar telas extremamente "ghostadas" aqui. Para quem não sabe, "ghosting" é um fenômeno visual que geralmente acontece nas telas com altas taxas de atualização, como 120 Hz, 165 Hz, e superiores. Tem esse nome pois as imagens em movimento ficam com um rastro, como um fantasma. É similar ao "motion blur" - a diferença é que não é possível desativá-lo. Quando um monitor apresenta ghosting, não a nada de possamos fazer. (As empresas até lançam funções que prometem amenizar esse fenômeno, mas nunca temos sucesso em reduzi-lo nos testes).

Apesar da alta taxa de atualização da tela, o A70 Hyb não possui ghosting
Apesar da alta taxa de atualização da tela, o A70 Hyb não possui ghosting

A tela do A70 HYB praticamente gabaritou o teste no site UFO. É um dos melhores resultados desse teste que já tivemos aqui no site.

A Avell está de parabéns, a tela do A70 Hyb é perfeita em todos os aspectos!

Teclado e touchpad

Tenho pouco a dizer sobre o teclado, que possui um design bem similar ao notebook Predator Helios 3000 da Acer e de outros notebooks da Avell. Nessa parte, a marca preferiu seguir com o quê já estava funcionando antes, ao invés de inovar.

As teclas são em padrão ABNT (para minha felicidade), temos setinhas do tamanho normal e também numpad. Estou escrevendo a review no notebook nesse exato momento (como sempre faço com os modelos testados) e posso dizer que estou tendo uma ótima experiência de digitação.

Avell A70 Hyb
Avell A70 Hyb

Temos dois botões físicos separados do teclado e touchpad. O primeiro cicla entre os modos de energia, Escritório, Gaming e Turbo.

Admito que utilizei pouco o touchpad. Nem o melhor touchpad do mundo substituira a usabilidade de um mouse, na minha opinião, mas se você está acostumado com um, não encontrará problemas no A70 Hyb. Os dois botões são embutidos no interior da estrutura do notebook e a sensação ao toque é ótima.

Usabilidade diária

Essa é a parte que eu relato como foi a experiência de utilizá-lo diariamente durante algumas semanas. São três categorias: jogando, trabalhando/estudando e assistindo filmes na cama.

Jogando

Apesar de não ser um notebook marketado como "gamer", o Avell A70 Hyb possui componentes internos de última geração que proporcionam uma ótima experiência nos jogos. Aqui dentro tem um processador Intel Core i7 de décima segunda geração, uma placa de vídeo intermediária Nvidia RTX 3060 Mobile de 140 Wats (e realmente chega a isso), 16 GB de memória RAM DDR5 (lançamento) rodando em dual-channel e um SSD NVME de 500 GB em PCIe Gen 4.

Avell A70 Hyb
Avell A70 Hyb

Isso tudo resulta em uma performance absurda, rodando todos os lançamentos com gráficos no alto e ultra. Se quiser ver como ele se sai em diversos games, dá uma conferida no nosso Roda Liso que fizemos desse notebook:

Mas toda essa performance tem um preço: calor. Meus amigos, que notebook esquentadinho! Sinto que a Avell fez o possível com o sistema de arrefecimento sem deixar o notebook grosso ou pesado demais - mas não temos como contrariar as leis da termodinâmica: Se você for jogar, compre um bom par de headphones que isolam o ruído, pois essas ventoinhas gritam.

Avell A70 Hyb
Temperatura do teclado do Avell A70 Hyb durante uma partida de Warzone

Para jogar, esse esse notebook precisa perder boa parte de sua portabilidade.:

  • Obviamente, você precisará estar conectado na energia durante todo o tempo, mas também precisamos elevar o notebook da mesa para que ele possa puxar ar fresco e não fique apenas circulando o ar quente que sai da traseira e laterais de volta para dentro do notebook;
  • O teclado do notebook esquenta horrores, principalmente na parte das teclas mais utilizadas para jogar, "W,A,S,D". Logo no nosso unboxing e primeiras impressões eu medi a temperatura e registramos 50 °C nessa região enquanto jogavamos COD: Warzone. E olha que estamos no inverno, numa temperatura ambiente consideravelmente baixa. Quero nem pensar como será a experiência de jogar com o A70 Hyb no verão;
  • Outro fator é o ruído. Como eu disse antes, as ventoinhas giram muito rápido, então você precisa de headphones.

Então temos a fonte, base refrigerada/elevada, teclado separado, mouse (quem joga no touchpad?) e headphones. Para jogar, o fator "portabilidade" deixa de existir. O que é normal em notebooks gamers de alta performance, e o A70 Hyb não se salva disso.

Trabalhando e Estudando

É um notebook que dá conta de trabalhos pesados, rodando liso programas como Autocad, Adobe Premiere Pro, Blender, dentre outros. Editando vídeos no Premiere, eu consigo adicionar transições, rodar o playback em full-res, trocar as cores do vídeo - tudo isso sem travamentos. Esse desempenho já era de se esperar, afinal estamos falando de um processador de última geração, com 14 cores e 20 threads.

Abaixo, deixo a pontuação dele em benchmarks sintéticos. Os testes foram feitos com o notebook em cima da mesa, conectado na fonte, sem bases refrigeradas ou elevações, numa temperatura ambiente de 22 Cº com o aparelho em Modo Turbo, mas sem ativar o boost manual das ventoinhas.

Tempo de renderização Blender BMW CPU render: 3 minutos

Blender BMW CPU Render
Blender BMW CPU Render

Cinebench R23:

  • Multicore: 13300 pontos
  • Singlecore: 1802 pontos
Unigine 2 Superposition em 1080p Extremo - 5197 pontos
Avell A70 Hyb: Unigine 2 Superposition em 1080p Extremo - 5197 pontos

Assistindo filmes na cama

Um teste que eu gosto de fazer com os notebooks que testamos é o de assistir filmes deitado na cama. É uma desculpa para trabalhar em casa sem minha esposa perceber. Afinal, estamos apenas assistindo um filminho, certo? Não é trabalho!

Na escuridão completa, essa tela do Avell A70 Hyb é o mais próximo de uma OLED que eu já vi - sem ser OLED. Os tons escuros são realmente bem escuros - longe do cinza que encontramos na maioria dos notebooks. O WVA faz com que, independente de quem esteja segurando o notebook, nenhuma das pessoas assistindo seja prejudicada com os ângulos de visão.

A tela é realmente muito boa para assistir séries e filmes no escuro
A tela é realmente muito boa para assistir séries e filmes no escuro

Assistimos o filme no "modo escritório", onde o notebook limita o consumo de energia e a rotação das ventoinhas. Estamos no inverno, e o sopro de ar quente não chegou a incomodar.

Outro ponto positivo foi o áudio. Os falantes do notebook não prejudicaram a experiência e estão entre os melhores que já testei.

O que incomodou foi o peso e tamanho dele. Para a performance que entrega, eu o considero um notebook leve. Mas mesmo assim, no conforto da cama, é difícil manuseá-lo. Na metade do filme tive que levantar e conectá-lo na energia - já que a bateria não aguentou a sessão de cinema.

Conexões

Nesse notebook temos as seguintes conexões:

  • 2x USB 3.2 Ger 1x1 Type A 5Gb/s1;
  • 1x USB tipo C com Thunderbolt 41;
  • 1x USB 3.2 Ger 2x1 Type A 10Gb/s1;
  • 1x Conexão P2 para Headphones;
  • 1x Conexão P2 para Microfone;
  • 1x Saída HDMI 2.1 (atinge 4K em 120 Hz);
  • 1x Rede RJ-45
  • 1x Leitor de cartão SD

Uma ótima notícia para os gamers - apesar do design fino, a Avell incluiu uma entrada de rede RJ-45, localizada na parte traseira do notebook. Já para os criadores de conteúdo, a empresa manteve o leitor de cartão SD presente em modelos anteriores.

Os maiores cabos ficam na parte traseira
Os maiores cabos ficam na parte traseira, o que é bom!

Gostei do fato da conexão de microfone e headphone serem separadas, e da inclusão de uma porta USB tipo C thunderbolt. Nas conexões, nada está faltando.

Construção interna

Não sou especialista nessa parte, mas gostei do que ví aqui dentro. As ventoinhas puxam ar pela parte inferior do notebook e exaustam pelas laterais e traseira. As células de bateria encontram-se no lado oposto das partes quentes do notebook, o que é bom. Notei também que a Avell populou praticamente 100% do espaço do PCB. Realmente, não há espaço para mais nada aqui dentro.

Interior do Avell A70 Hyb
Interior do Avell A70 Hyb

Abaixo, disponibilizo uma galeria de fotos em alta resolução que tirei do projeto interno do notebook. Não deixe de conferir.

Bateria

Temos 4 células de 47Wh carregada por uma fonte de 180W. Como já era de se esperar, a bateria não consegue segurar esse monstro por muito tempo. O que me surpreendeu foi que, mesmo executando tarefas leves como assistir filmes, navegando normalmente pelas redes sociais, digitando textos - ela dura, no máximo 2 horas. Isso no modo economia de energia.

Células de bateria do Avell A70 Hyb
Células de bateria do Avell A70 Hyb

Assim como em outros notebooks gamers ou de alta performance, você terá de utilizá-lo sempre grudado na tomada. Recomendo ativar o modo "inerte" no software da Avell, dessa forma a bateria não é utilizada pelo Notebook quando conectado na fonte.

Temos três modos de energia que podem ser ciclados por um botão fisico que fica ao lado do botão power ou através do software da Avell, são eles:

  • Modo escritório: é um modo economia de energia - limita a performance do notebook e diminui a rotação das ventoinhas. Mesmo nesse modo, a performance do notebook navegando pela internet (realizando tarefas de escritório) é extremamente rápida, mas nos jogos o FPS fica limitado em 30;
  • Modo gaming: Já o modo gaming é o que eu utilizo normalmente para jogar, aqui não temos limites de energia, mas o notebook evita usar as ventoinhas no máximo;
  • Modo turbo: Se você realmente não ligar para o ruído, utilize o modo turbo. Aqui as ventoinhas funcionam ao máximo para tentar manter a temperatura do Hyb sob controle.

Software

Temos o software Avell Custom Control e nele podemos customizar o nosso notebook. É aqui que podemos trocar as cores do teclado, configurar curvas de ventoinha customizadas, alterar a forma como o notebook usa a bateria, monitoração do sistema, dentre outras. A review já está muito extensa, e os menus são auto-explicativos, então deixarei uma galeria de fotos navegando no software. No geral, é um bom programa que não deixa a desejar.

Câmera

Temos uma webcam embutida na parte superior do notebook. É simples, fotos em 1280x720p e vídeos em 720p, 30 fps. É uma câmera relativamente boa - quebra um galho legal, mas não impressiona.

Foto tirada com a Webcam @batatabonito, @luisfjahn
Foto tirada com a Webcam @batatabonito, @luisfjahn

Conclusão

A Avell encontra-se na liderança em lançamentos de notebooks de alta performance aqui no Brasil. Enquanto escrevo isso, é a única que lançou notebooks com décima segunda geração de processadores Intel, Alder Lake. Também é uma das poucas que já disponibiliza padrão de memória DDR5 aqui no Brasil. Se pensar em comprar o A70 Hyb, considere antes notebooks levemente inferiores, mas que encontram-se também num preço menor aqui no Brasil:

Alienware M15 R6

Não tive o privilégio de testar esse modelo, mas ao que pesquisei, perde para o A70 Hyb em aspectos como tela e peso, mas possui uma performance parecida. É uma opção interessante pelo preço, atualmente, podemos comprá-lo por R$ 9.575 reais.

Lenovo Legion 5i

Similar ao modelo da Dell (Alienware), o Legion da Lenovo conta com um processador da geração passada da Intel (11ª) e memórias DDR4. Mas novamente, vence o HYB no preço.

Rog Strix G15

Mas a Avell não reina sozinha: A Asus também oferece um notebook lançamento e extremamente potente, o Rog Strix G15 2022, RTX 3060. (Não confundir com o notebook Dell G15 que testamos). Também não tive a oportunidade de testar esse monstro, mas me parece ser melhor ou tão bom quanto o nosso Avell A70 Hyb. Entretanto, custa mais.

É difícil avaliar preço nesses notebooks de alta performance, já que uma boa promoção pode facilmente eliminar uns R$ 2.000 dos modelos. Então eu nem preciso falar, né? Pesquise bem antes de comprar!

Quanto custaria para montar um Desktop parecido com o Avell A70 Hyb? Julho/2022

Mesmo diante de um notebook brabo esses, eu não consigo abandonar os desktops. Então decidi calcular aqui o quanto custaria, aproximadamente, para montar um computador com especificações técnicas equivalentes/similares ao Avell A70 Hyb:

  • Placa de vídeo: RTX 3060 - R$ 2.719
  • Processador: i7-12700 - R$ 2.481
  • Placa mãe: MSI PRO Z690-A - R$ 1999
  • Memória RAM: 2x8GB DDR5 4800MHz Gloway - R$ 624,45
  • Monitor: Asus TUF 27' IPS, 165 Hz, 2K QHD - R$ 2624
  • Fonte: XPG, Pylon, 650W, 80 Plus Bronze - R$ 350
  • Gabinete e ventoinhas: Gabinete genérico frente mesh + 3 ventoinhas 120mm - R$ 600

Custo total aproximado: R$ 11.397

Não leve essa lista muito a sério, já que é um custo aproximado, e tem muitos poréns: A placa mãe, por exemplo, está fora de estoque - não consegui encontrar uma LGA 1700 com suporte a memória DDR5 aqui no Brasil. Outro item fora de estoque são as memórias, só temos sticks de 16 GB ou 32 GB. Nada de 2x8GB como o Hyb. Então teriamos que nos contentar ou com single-channel, ou importando memórias do Aliexpress.

Temos dois desses
Memória do A70 Hyb

O monitor também é difícil de calcular o equivalente, então optei por um monitor "realista" para o nosso setup. A principal diferença dele para o Hyb é o tamanho.

Agora, você precisa de 11 mil reais para montar um desktop excelente, que suprirá todas as suas necessidades? Lógico que não. Podemos continuar em memórias DDR4 e utilizarmos processadores e placa mãe custo benefício da AMD, por exemplo.

Concluindo, o A70 Hyb foi construído para pessoas que aceitam pagar extra para estarem na linha de frente da inovação. Existem notebooks com melhor custo benefício, mas nenhum notebook ou desktop nessa faixa de preço oferece tanta performance quanto o Avell A70 Hyb.

Avell A70 HYB

9.0
Prós
  • Processador topo de linha
  • Placa de vídeo excelente
  • Memória RAM DDR5
  • Teclado padrão ABNT retroiluminado em RGB
  • Design bonito e elegante
  • Excelente construção interna
  • Tela perfeita
  • Botão power separado do teclado
Contras
  • Ventoinhas barulhentas
  • Teclado fica muito quente jogando
  • Bateria dura pouco tempo, mesmo em modo economia de energia
  • Preço alto

OBSERVAÇÃO: Esses pontos negativos não são exclusivos do Avell A70 Hyb, mas também de todos notebooks gamers de alta performance. Mesmo assim, acho válido citá-los, já que são adversidades que foram enfrentadas por mim durante o uso cotidiano do produto.

Perguntas frequentes

A Avell é uma marca confiável?

Ela possui uma pontuação "boa" no site ReclameAqui. Eu pessoalmente nunca tive problemas com a marca - os notebooks são muito bem construídos e os preços condizem com a realidade. A empresa também mantém uma presença ativa nas redes sociais, o que gera confiança.

Quando foi lançado o Avell A70 Hyb?

Foi lançado em maio de 2022 como uma opção intermediária da linha Hyb.

Vale a pena comprar o notebook Avell A70 Hyb?

Dependendo das suas necessidades, talvez seja mais interessante comprar um desktop. Mas o Hyb é sim um notebook excelente, em especial sua tela QUAD HD de 165 Hz.

Quanto custa Avell A70 Hyb?

O modelo que testamos, com a gpu RTX 3060, está custando 11 mil reais na loja oficial da Avell.

Redmi Note 11: O baratinho que você precisa ver 👇

Comentários
Minha foto
Insira um comentário