O que é SSD?

A tecnologia vai avançando e hoje o líder de armazenamento para PCs, notebooks e smatphones e tablets é o SSD. Vamos abordar neste artigo o que é o Solid State Disks e o seu funcionamento.

Por | @oficinadanet Hardware

Além da popularização dos pendrives e cartões, a queda no preço da memória Flash possibilitou o surgimento dos primeiros SSDs ou "Solid State Disks" (discos de estado sólido) de grande capacidade. Um SSD é um "HD" que utiliza chips de memória Flash no lugar de discos magnéticos. Eles são projetados para substituírem diretamente o HD, sendo conectados a uma porta SATA ou IDE.

Esta característica também faz com que "discos SSD" (não se trata de um disco, portanto, o uso desta denominação não é correto, mesmo assim, é um termo relativamente comum) utilizem menos espaço físico, já que os dados são armazenados em chips especiais, de tamanho reduzido. Graças a isso, a tecnologia SSD começou a ser empregada de forma ampla em dispositivos portáteis, tais como notebooks ultrafinos (ultrabooks) e tablets.

O que é SSD?
Visão interna e externa de uma unidade SSD de 32 GB da SanDisk.

Vantagens de um SSD

O tempo de acesso à memória RAM é muito menor do que o tempo de acesso a meios magnéticos ou ópticos. Outros meios de armazenamento sólido podem ter características diferentes, dependendo do hardware ou software utilizado. Vejamos outros pontos:

  • Eliminação de partes móveis eletromecânicas, reduzindo vibrações, tornado-os completamente silenciosos;
  • Por não possuírem partes móveis, são muito mais resistentes que os HDs comuns contra choques físicos, o que é extremamente importante quando falamos em computadores portáteis;
  • Menor peso em relação aos discos rígidos convencionais, mesmo os mais portáteis;
  • Consumo reduzido de energia;
  • Possibilidade de trabalhar em temperaturas maiores que os HDs comuns (cerca de 70° C);
  • Largura de banda muito superior aos demais dispositivos, apresentando até 250 MB/s na gravação e até 700 MB/s nas operações de leitura.

Desvantagens de um SSD

  • Custo mais elevado;
  • Capacidade de armazenamento inferior aos discos rígidos IDE e SATA.

As taxas de leitura e escrita, na maioria dos modelos, gira em torno dos 500 MB/s, aproximadamente 5x a velocidade das taxas de leitura e escrita num HD convencional. Em sistemas de alto desempenho, a alta velocidade no acesso é o mais importante, além de reduzir bastante o tempo de boot, mas no caso de dispositivos de baixo consumo de energia, ou baixo custo, o critério da redução do consumo de energia é o mais importante. Para os padrões atuais de mercados e aplicações, os dispositivos SSD ainda tem um custo/gigabyte elevado, se comparado aos dispositivos magnéticos. Para resolver este problema, parte das máquinas mais modernas, hoje em dia, conta com um SSD onde é instalado o sistema operacional e programas e um HD onde são gravados os arquivos de uso e backup. Dessa maneira, os micros podem chegar a ter tempo de boot e abertura de programa até 5x menor do que nas máquinas onde só se usa HD magnéticos.

Os maiores SSD disponíveis, atualmente, têm 1TB de capacidade, encontrado na venda online. Nos Estados Unidos o custo estima, geralmente, entre os 2 e 3 mil dólares. A Toshiba anunciou o lançamento da maior memória Flash do mercado, com 256 GB de capacidade. A IBM tem um modelo com 4TB. Novas unidades são regularmente apresentadas, mostrando ser uma tecnologia em que estão sendo investidos muitos recursos. Em Outubro de 2011, a empresa OCZ, lançou o primeiro SSD de 1TB e 2,5 polegadas. Com este lançamento é cada vez mais evidente que os HDs comuns estarão com seus dias contados.

De fato, a ideia é trocar um disco rígido por memórias de estado sólido de forma natural. O conector, a interface e as características lógicas são as mesmas. Na verdade um disco de estado sólido pode ter o mesmo tamanho de um disco de 3.5, se encaixado normalmente no lugar de um disco rígido. Mas ainda estamos longe de decretar a morte dos discos rígidos. As duas tecnologias ainda vão coexistir por um longo tempo e provavelmente ganharão novos rivais.

vantagens do SSD em relação aos HDs?

Por não possuírem componentes eletromecânicos para a leitura dos arquivos, ele se torna completamente silencioso. Isso também facilita o acesso aos dados, algo primordial para quem precisa de velocidade (ao contrário dos discos rígidos, no qual 'braço' mecânico de leitura precisa ir de uma ponta a outra do disco para ler alguma informação, o SSD tem tudo à mão). Ele também esquenta menos e consome menos energia. Porém, a capacidade de armazenamento é bem menor que a dos HDs usados nos desktops, e seu custo final para o usuário é bem maior.

O que é SSD?

Outra vantagem da não utilização de peças móveis está no silêncio - você não ouve uma unidade SSD trabalhar, tal como pode acontecer com um HD. O dispositivo SSD é mais resistente à quedas ou é balançado (o que não quer dizer que sejam indestrutíveis). Quando alguma batida ocorre, a agulha responsável por ler os dados do disco pode perder-se na leitura e gravação dos dados, fazendo com que o computador trave completamente. Em casos mais sérios, os HDs podem ser inutilizados, pois, além da perda de funcionalidade da agulha, ela acaba riscando o disco magnético do componente.

Além disso, dispositivos SSD pesam menos e, pelo menos na maioria dos casos, podem trabalhar com temperaturas mais elevadas que as que são suportadas pelos discos rígidos. Há ainda outra característica considerável: o tempo transferência de dados entre a memória RAM unidades SSD pode ser muito menor.

  • Deixa o computador mais rápido em operações como boot e leitura de dados;
  • Apesar do pouco armazenamento, é ideal para programas de edição de imagens e vídeo.
  • Esquenta menos, o que dá mais flexibilidade de uso e aumenta a vida útil do equipamento.

Qual é melhor?

Se você não precisa de rapidez no processamento e leitura de dados e busca um computador móvel bem simples, para aplicações como Office e acesso à internet, um HD comum oferece mais espaço por um preço que ainda é muito mais baixo.

Se você busca o que há de mais moderno em tecnologia e quer muita velocidade e segurança para armazenar dados, pode procurar modelos com SSD que você certamente não se arrependerá. Mas lembre-se de preparar o bolso. Vou deixar um pequeno vídeo demonstrativo das vantagens do SSD feito pela Samsung.

Mais sobre: SSD disco rígido HDD
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo