Tudo sobre o Snapdragon 855

Se você gosta de ficar por dentro dos resursos e possibilidades de cada processador de smartphone, confira tudo de novo que chega com o Snapdragon 855, desde a suporte ao 5G até a velocidade e poder se processamento.

Por Hardware Pular para comentários

O Snapdragon 845 está presente na maioria dos smartphones top de linha de 2017 e 2018, mas recentemente enfrentou uma concorrência superior de fabricantes como o A12 Bionic da Apple e o Kirin 980 da Huawei

O Snapdragon 855 chega para equilibrar a balança a favor da Qualcomm, e também introduzir uma série de novas tecnologias, como veremos logo abaixo.

Conexão 5G

O Snapdragon 855 traz à luz da humanidade a conectividade 5G. A Qualcomm passou falando a maior parte do discurso de abertura de duas horas do Tech Summit sobre as tentativas e tribulações de construir uma infraestrutura 5G, e criar um chip móvel para se beneficiar disso, bem como as tecnologias que ajudarão o 855 a se destacar na multidão.

Embora o 5G tenha maiores implicações para aplicativos corporativos e industriais, o principal benefício para os consumidores é o aumento de velocidade. Uma vez que as operadoras implementem adequadamente as redes 5G, os usuários começarão a ter acesso as velocidades de navegação móvel de classe gigabit, e espera-se que as velocidades aumentem conforme a tecnologia amadurece.

Nos EUA, empresas como a AT & T e a Verizon já estão testando redes 5G ao vivo e prometendo fornecer hardware com capacidade ao 5G já no primeiro semestre deste ano. O mesmo vale para a EE no Reino Unido, que já confirmou o lançamento de cobertura 5G em seis grandes cidades (Londres, Cardiff, Belfast, Edimburgo, Birmingham e Manchester), com um extenso rollout cobrindo mais dez locais até o final do ano. Com isso em mente, é importante estar ciente de que você só poderá se beneficiar do 5G se estiver nesses países, pelo menos até que a tecnologia esteja disponível no Brasil.

Com essa tecnologia teremos streaming de vídeo de alta resolução, sem buffering, downloads quase instantâneos de arquivos convencionais e jogos multijogador sem lags. Vale a pena notar que apesar de emparelhar o 855 e o 5G juntos na maioria do que foi dito no palco na sua apresentação, o chip não suporta 5G nativamente. O modem X24 integrado suporta multi-gigabit Wi-Fi e 4G LTE (até 2 Gbps teóricos), mas somente quando usado em conjunto com o modem X50 da empresa ou o recém-anunciado modem X55, esses dispositivos poderão utilizar Velocidades de dados 5G.

Embora haja um prêmio associado ao comprar um smartphone 5G de primeira geração, a OnePlus já confirmou que venderá duas versões distintas de seu próximo top de linha, uma com suporte 4G e outra com suporte 5G. O CEO da empresa, Pete Lau, também indicou que os possíveis usuários devem pagar entre US$ 200 e US$ 300 (R$ 781 à R$ 1.171) pela versão 5G do próximo smartphone da empresa.

Veja também:

AI, segurança, jogos e outros detalhes

Além das velocidades de dados móveis, o 855 também lança a quarta geração do mecanismo de inteligência artificial da Qualcomm, que permeia tudo, desde a pesquisa preditiva até a visão de máquina. O novo Hexagon 690 está equipado com mais potência, incluindo o acelerador vetorial e o acelerador tensor, desenvolvido em parceria com o Google e projetado para o aprendizado de máquinas de redes neurais.

Mundialmente, a Qualcomm também está introduzindo um ISP (processador de sensor de imagem), centrado na visão de computador, chamado de hardware dedicado da Qualcomm Spectra 380, que ajudará a informar as tarefas de visão de máquina. Também está bem equipado para trabalhos de fotografia mais convencionais, com suporte para sensores duplos de até 20 megapixels cada ou um único sensor de até 32 megapixels.

Ele conta com stills de maior fidelidade graças ao suporte nativo para MFNR (redução de ruído de multi-frame) e um salto ainda maior no departamento de vídeo com rec. Suporte a gama de cores 2020, suporte a profundidade de cor de até 10 bits e capacidade de gravar e reproduzir conteúdo 4K HDR10 +, ou até mesmo vídeo VR de 8K em 360 graus.

A Qualcomm também está abraçando de maneira nativa os recipientes de vídeo e ainda HEIF e HEVC. É um movimento que já vimos nos processadores da Apple e da Huawei, mas a força motriz por trás da mudança em ambos os casos foi puramente a compressão avançada do tipo de arquivo. A Qualcomm está buscando aproveitar muito mais os benefícios de ambos os padrões, com a capacidade de conter cada quadro de uma foto de estouro ou dados de profundidade em um único arquivo.

Uma demonstração particularmente impressionante no palco também mostrou um aplicativo desenvolvido por um dos parceiros de software da Qualcomm, que permite aos usuários filmar em resolução 4K com classificação e segmentação de objetos em tempo real, permitindo que a pessoa em cena aplique um efeito bokeh no modo retrato no fundo do vídeo gravado em tempo real.

A Qualcomm também revelou o que está chamando de "sensor sonoro 3D" - um sensor ultrassônico de impressão digital que pode ler dados em profundidade na parte superior da imagem 2D da sua impressão. Confidentemente chamado de "a seleção mais segura no mercado de dispositivos móveis atualmente", o sensor 3D Sonic também será capaz de ler os sulcos e poros de sua impressão, mesmo se estiver coberto por sujeira de óleo ou água.

Com o aumento das expectativas dos usuários em relação a gráficos cinematográficos, áudio de alta fidelidade, desempenho fluido e bateria longa para jogos, a Qualcomm também mencionou o Snapdragon Elite Gaming - um conjunto completo de recursos projetados para satisfazer essas expectativas.

Os processos Open GL ES consumirão 20% menos bateria, enquanto a GPU Adreno 640 da 855 distribuirá 20% de aumento de desempenho em comparação ao Snapdragon 845. O Vulkan 1.1 estará disponível para títulos compatíveis, assim como o PBR (renderização com base física), projetado para adicionar maior fidelidade visual e realismo aos jogos.

Aliando-se a alguns dos benefícios da Spectra, os jogadores poderão apreciar visuais HDR verdadeiros, desde a renderização até a exibição, com a mesma gama de cores Rec 2020 e profundidade de cor de 10 bits, aumentando a gama de cores disponíveis de 16,7 milhões para mais de 1 bilhão de tons.

Hardware e desempenho

O 855 é um dos poucos chips construídos em um processo de 7nm, incrivelmente pequeno e eficiente. Tal como acontece com os seus principais rivais, o menor tamanho de matriz significa menos resistência e, portanto, maior eficiência de energia, resultando em maior vida útil da bateria e melhor desempenho em geral.

O CPU Kryo 485 introduz a ideia de um 'núcleo principal' com um único Core Prime de 2.84GHz, apoiado por três Núcleos de Desempenho adicionais de 2.42GHz (todos os quatro usam uma estrutura A76 como base, com as personalizações da Qualcomm no topo). Existem então quatro Núcleos de Eficiência de 1.8GHz adicionais, que lidam com processos menos exigentes.

Com toda essa engenharia, Travis Lanier da Qualcomm proclamou no palco que o 855 oferece o "maior salto de desempenho de todos os tempos, em um Snapdragon".

Quanto à potência bruta, o 855 oferece uma melhoria geral de desempenho de 3x, comparado com o 845 e uma melhoria de desempenho de 2x nas tarefas de IA em comparação com os chips concorrentes de 7nm que a Qualcomm não quis nomear. A empresa claramente apontou os dedos como o mais novo chip A12 Bionic da Apple e o recentemente lançado processador Kirin 980 da Huawei.

Segundo a Qualcomm Snapdragon 855 é 45% melhor em termos de desempenho em comparação com o Snapdragon 845.

Compartilhe com seus amigos:
Priscilla Kinast
Priscilla Kinast Estudante de Ciência e Tecnologia na UFRGS - Universidade Federal do RS, apaixonada por inovações tecnológicas, mistérios da ciência, bem como filmes e séries de ficção científica
FACEBOOK // INSTAGRAM: @priscillakinast // TWITTER: @prkinast
Quer conversar com o(a) Priscilla, comente:
Carregar comentários
O que é mais importante em um smartphone?
Bateria(27,60%)
Câmera(10,55%)
Performance(56,96%)
Aparência(2,45%)
Tela(2,45%)