Google Play anuncia atualização nas políticas de localização

Constantemente o Google faz ajustes em suas políticas de uso para aplicativos dentro da PlayStore. Agora tais mudanças atingem o acesso à localização e assinaturas.

Google Play anuncia atualização nas políticas de localização

O Google anunciou recente uma série de alterações nas políticas de uso para o Google Play que abrangem acesso à localização, assinaturas mensais e aplicativos maliciosos. As mudanças passarão a ser implementadas nos próximos meses.

O acesso à localização é uma das maiores preocupações dos usuários, afinal tem a ver com a privacidade do usuário. Enquanto uns aplicativos utilizam a permissão para auxiliar o usuário, outros aplicativos podem não ser tão amigáveis assim.

O Google tomou medidas para facilitar o controle de quais aplicativos têm acesso aos dados de localização. Com base nas novas opções do Android 10, o Android 11 oferece aos usuários a opção de conceder a um aplicativo acesso único à localização.

Em fevereiro, o Google anunciou que exigiria que os desenvolvedores obtivessem aprovação para acessar a localização de um dispositivo enquanto o aplicativo estivesse em segundo plano.

Tal política já está em vigor. No entanto, o Google está estendendo o cronograma para permitir que os desenvolvedores façam alterações. O prazo para a que os desenvolvedores ajustem novos aplicativos vai até agosto de 2020 e, para aplicativos já existentes, o prazo vai até novembro de 2020.

Outra questão importante, está relacionada aos aplicativos que possuem assinaturas recorrentes.

Alguns aplicativos não deixam claro como tais planos de assinatura funcionam, a nova política do Google foi alterada para garantir que os usuários entendam os termos da assinatura, avaliações gratuitas, ofertas do tipo "teste por 3 dias" e afins. Os desenvolvedores devem ser explícitos sobre os detalhes da assinatura.

Os usuários devem saber se uma assinatura é necessária para usar todo ou parte do aplicativo e, se uma assinatura não for necessária, o processo para ignorar a mesma deve ser simples. O período da assinatura e método de cobrança também deve ser claramente explicado.

Avaliações gratuitas e ofertas por período específico devem explicitar também as condições, prazo, preço, o que está incluído e como cancelar. Essa nova política deve ser implementada pelos desenvolvedores até 16 de junho de 2020.

Além disso, o Google fez algumas alterações na Play Store para aumentar a confiança do usuário sem que os desenvolvedores tenha trabalho com isso. O checkout da Google Play Store foi atualizado trazendo mais informações a respeito das transações.

Antes do término de uma avaliação gratuita ou preço de introdução e também quando as renovações de planos de 3, 6 ou 12 meses estiverem chegando ao fim, os usuários que possuírem esse tipo de planos recorrentes serão notificados que o período está para vencer e também o aviso de que a desinstalação de um aplicativo não cancela a assinatura.

🔥O POCO F4 É MUITO BOM 👇

Comentários
Minha foto
Insira um comentário