Há algumas semanas, a Huawei realizou uma conferência para anunciar oficialmente o HarmonyOS como seu novo sistema operacional, além de apresentar os primeiros dispositivos que virão integrados com a plataforma. Dentre os lançamentos estavam os relógios Watch 3 e 3 Pro e os tablets MatePad 11 e MatePad Pro.

Mas o principal lançamento não aconteceu. Enquanto muitos estavam aguardando o anúncio do Huawei P50, smartphone topo de linha da empresa que deveria ter sido anunciado em abril, a gigante chinesa apenas citou que ainda não existia uma data de lançamento ou sequer uma previsão para a chegada dele.

De qualquer forma, isso não significa que não temos informações sobre a data de lançamento. Rumores mais recentes apontam que o Huawei P50 será lançado até o mês de setembro. Como já estamos em junho, isso significa que ele deve finalmente ser anunciado entre julho e agosto.

Por que tanta demora?

Yu Chengdong, CEO do Huawei Consumer Business Group, disse que a próxima geração de smartphones da linha P foi um dos principais produtos que sofreram com a crise no mercado de semicondutores. Esse problema que se tornou conhecido mundialmente, impactou diversos fabricantes que foram obrigados a adotar outras estratégias.

Yu Chengdong, CEO da Huawei explicou o motivo do atraso do P50.
Yu Chengdong, CEO da Huawei explicou o motivo do atraso do P50.

Mas no caso da Huawei, além da ausência de componentes para fabricar os seus smartphones, vale lembrar que a empresa também sofreu com as duras sanções impostas pelo governo dos EUA, onde proibiu a companhia de utilizar qualquer produto ou serviço de procedência norte-americana.

Com isso, uma nova estratégia de mercado precisou ser criada, principalmente por não medir esforços para conseguir concluir o desenvolvimento do HarmonyOS, já que o Android estava fora de cogitação. Assim, o Huawei P50 que deveria ter sido anunciado originalmente em abril, e mais tarde foi adiado para maio e depois junho, ficou com o destino incerto diante deste cenário.

O que esperar do Huawei P50?

O Huawei P50 já apareceu em diversos vazamentos e renderizações aos quais inclusive foram confirmados pela Huawei durante este último evento. A empresa mostrou um pequeno teaser que revela o visual do aparelho totalmente repaginado.

O maior destaque do aparelho está na traseira que adotou um novo modo de organização para os seus sensores fotográficos. Ele exibirá um conjunto de lentes dentro de dois grandes anéis, que literalmente possuem um formato que lembra um binóculo na posição vertical.

Embora não exista nenhuma informação oficial sobre sua ficha técnica, acredita-se que o Huawei P50 vai ostentar o exclusivo sensor IMX800 personalizado da Sony como câmera principal. Este é o maior sensor da história da Sony e pode capturar imagens ainda mais poderosas. Além disso, a Leica, empresa referência no ramo de câmeras, permanecerá em parceria com a Huawei.

As demais informações apontam uma tela de 6,3 polegadas, com o processador Kirin 9000E e o 9000, dependendo do modelo, assim como as baterias que devem possuir um tanque de 4200mAh a 4300mAh, e suporte para cargas de 66W quando o carregador estiver espetado e 55W na tecnologia sem fio.