Samsung Galaxy S10 5G é o primeiro smartphone 5G dos EUA

Samsung e Verizon estão introduzindo o primeiro smartphone 5G nos EUA, o Samsung Galaxy S10 5G. Além do smartphhone da Samsung, temos o Moto Z3, lançado antes mas que necessita de snap para conseguir aproveitar a nova rede e suas altas velocidades.

Por | @bgssilva Smartphones Pular para comentários

Hoje, o Samsung Galaxy S10 5G é exclusivo da Verizon e pode ser adquirido a partir de US$1.300.

O preço é bem salgado, mas já sabemos que a versão 5G do Galaxy S10 não traz somente a nova tecnologia de conexão, traz várias outras melhorias em relação a sua versão 4G.

Como o primeiro telefone 5G, o Samsung Galaxy S10 5G nos permite colocar em prática nossas suposições sobre hardware 5G de primeira geração.

No ano passado, quando a Qualcomm anunciou seus chips 5G, esperávamos que o primeiro hardware 5G fosse ter problemas relacionados ao consumo de energia e, o S10 5G, parece infelizmente estar mostrando que isso é um fato.

Para começar, o Samsung Galaxy S10 5G não é um Galaxy S10 normal com um modem extra de 5G, na escala de lançamentos da marca ele é superior ao S10 Plus. Então temos o S10e, S10, S10 Plus e o S10 5G. 

Família Galaxy S10Família Galaxy S10

Essa "escala" se reflete também em suas dimensões, visto que seu tamanho maior seja necessário para encaixar todo o hardware extra necessário para fazer o trabalho com a conexão 5G, que consiste em um chip 5G separado e em torno de quatro módulos extras de antena 5G.

Com o tamanho extra, a Samsung também adicionou um pouco mais de bateria quando comparamos o S10 5G com o S10 Plus, temos uma bateria de 4500mAh, uma quarta câmera traseira (este é um sensor de profundidade) e um sensor 3D frontal.

O Galaxy S10 5G parece ser feito com muito menos metal que o Galaxy S10 normal. A faixa de metal que envolve o S10 é tão fina na versão 5G, que as laterais tem partes estreitas e mais espessas para acomodar os botões de volume e power.

Agora, em vez de lados totalmente em metal, a versão 5G tem principalmente lados de vidro, permitindo uma melhor recepção de 5G.

Os sinais 5G mmWave têm uma penetração muito fraca, a ponto de até a sua mão poder bloquear o sinal. Para contornar essa falha, a Qualcomm recomendou a colocação de módulos mmWave nas laterais de um telefone, de modo que a parte superior, inferior, esquerda e direita abriguem chips de antena.

Um layout de antena como este explica as laterais com tão pouco metal, já que o metal bloquearia as antenas mmWave de receber um sinal.

 

A Verizon está, é claro, promovendo as maravilhas do 5G e como isso vai revolucionar tudo. O gerente de relações públicas da Verizon, George L. Koroneos, mostrou um impressionante teste de velocidade no Twitter com o S10 5G.

O telefone bateu mais de 1Gbps na rede da Verizon, com um ping de 27ms.

A demonstração de Koroneos estava usando a rede Chicago 5G da Verizon, mas tenha em mente que a cobertura 5G é extremamente limitada. Atualmente, a cobertura 5G da Verizon é apenas em Chicago e Minneapolis e, mesmo assim, é apenas em locais específicos.

Koroneos observa que o teste de velocidade foi realizado "na frente do meu hotel", então você provavelmente também precisará estar na frente do hotel de Koroneos para replicar seu teste de velocidade.

A cobertura 5G é medida com mais precisão em endereços do que em blocos ou cidades no momento e, na maioria das vezes, é difícil encontrar um sinal, mesmo se você estiver em uma "cidade 5G".

Isso ainda não interromperá o impulso publicitário para o 5G, independentemente de quão limitada seja a cobertura e o comprometimento do design e resistência do smartphone.

OFICINA DA NET NO YOUTUBE
Gosta de tecnologia, smartphones e hardware? Então inscreva-se agora!

Não, obrigado