Carro da Tesla não falhou em acidente fatal, conclui investigação

Veículo colidiu contra caminhão em maio do ano passado.

Por | @oficinadanet Tecnologia

O acidente que matou o motorista de um Tesla Model S, em maio do ano passado, não foi causado por falha técnica do veículo. É o que diz a investigação realizada pelo departamento de transportes dos Estados Unidos (NHTSA), concluída nesta semana.

No acidente o Model S bateu em um caminhão que fez uma curva à sua frente. O condutor do veículo morreu na hora. O NHTSA considerou que houve distração do motorista e que os sistemas de frenagem automática e Autopilot (condução semiautônoma) não contribuíram para o acidente.

Carro da Tesla não falhou em acidente fatal, conclui investigação
Tesla colidiu contra caminhão (Imagem: Divulgação/NTSB)

O Autopilot é uma espécie de piloto automático nos carros da Tesla, que permite que o veículo ande sozinho dentro de alguns limites, como de velocidade e tempo de condução. Este sistema não é exclusividade da Tesla e está presente em carros de outras marcas vendidas inclusive no Brasil. Nenhum destes veículos é 100% autônomo. Por enquanto carros autônomos foram usados apenas para testes.

Polêmica

O acidente envolvendo o Model S foi o estopim para diversas discussões em todo o mundo, levantando questionamentos sobre a segurança dos sistemas autônomos, já que foi a primeira morte em um veículo com este tipo de tecnologia.

De acordo com o NHTSA, mesmo que um carro esteja temporariamente no sistema de direção semiautônomo, é responsabilidade do motorista ficar atento às condições de tráfego e estar preparado para intervir caso seja necessário.

Segundo a investigação, o motorista se distraiu por um período de, pelo menos, sete segundos. O relatório ainda aponta que 2 minutos antes da colisão o veículo teve a velocidade aumentada pelo motorista para 119 km/h, enquanto o limite da via era de 104 km/h.

Pelas condições climáticas e da via, segundo a investigação, o motorista deveria conseguir ver o caminhão pelo menos 7 segundos antes da colisão. Mas, conforme o relatório, não houve qualquer tentativa de evitar o acidente por parte do motorista, seja acionando o freio ou retomando a direção do veículo.

Carro da Tesla não falhou em acidente fatal, conclui investigação

Imagem: Reprodução/G1Veja também:

 

 

O acidente

O acidente que vitimou Joshua Brown, 45 anos, aconteceu em uma rodovia na Flórida. No momento em que o carro colidiu no caminhão a função Autopilot estava ligada. Os sensores do carro não perceberam que uma carreta fez uma curva para a esquerda à sua frente, em um cruzamento. O Tesla acabou entrando embaixo do caminhão e o teto do veículo foi arrancado.

O Tesla Model S continuou se arrastando até sair da pista e bater em uma cerca. Brown morreu na hora, já o motorista do caminhão não se machucou.

Mais sobre: Tesla carros acidente
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar