EUA registra primeiro acidente fatal com carro semiautônomo

O acidente aconteceu ainda em maio, porém, só foi divulgado agora, após a abertura de uma investigação pela agência de segurança de transporte do país (NHTSA) e a nota da Tesla.

Por | @oficinadanet Tecnologia

Os testes com carros semiautomáticos e automáticos já iniciaram há algum tempo. Até então, apenas registros de acidentes leves, com poucos danos materiais e nenhum problema aos motoristas. Porém, desta vez, o motorista de um Tesla Model S, acabou colidindo com um caminhão na Flórida, nos Estados Unidos, e morreu.

Através de comunicado, a Tesla afirmou que este foi o primeiro acidente fatal. O veículo estava no modo semiautomático ou “Autopilot”, em que o carro trafega sozinho seguindo algumas restrições.

EUA registra primeiro acidente fatal com carro semiautônomo

Leia também:

O acidente aconteceu ainda em maio, porém, só foi divulgado agora, após a abertura de uma investigação pela agência de segurança de transporte do país (NHTSA) e a nota da Tesla. A fabricante informou que só teve conhecimento do fato na última quarta-feira (29).

De acordo com o site The Verge, o motorista Joshua Brown, que morreu no acidente, havia postado um vídeo no YouTube em que contava que o “Autopilot” havia salvado ele de uma batida em outro caminhão que tentou pegar a mesma pista em que seu carro estava.

No vídeo, é possível ver o momento em que o veículo de aproxima pela esquerda e o Tesla desvia para o lado, evitando assim uma colisão.

"Eu não estava olhando naquela direção (de onde vinha o caminhão) e a Tessy (nome que dou para o meu carro) estava no comando, com o Autopilot ativo. Percebi o perigo quando a Tessy me alertou com um alerta para 'assumir o comando imediatamente' e com o carro desviando para a direita para evitar a batida lateral", descreveu Brown.

O acidente

O acidente aconteceu em uma rodovia de in Williston. Os sensores do carro não conseguiram identificar que uma carreta fez uma curva para a esquerda à sua frente, em um cruzamento.

Brow, de 45 anos, faleceu na hora, após o Tesla entrar embaixo do caminhão e ter o teto arrancado. O carro só parou quando bateu em uma cerca.

"Foi o primeiro acidente fatal em 130 milhões de milhas percorridas com o Autopilot. Entre todos os veículos nos Estados Unidos, há, em média, um acidente fatal a cada 94 milhões de milhas. No mundo, a cada 60 milhões de milhas, aproximadamente", disse a Tesla, na nota. "É importante enfatizar que a ação da NHTSA é simplesmente uma avaliação preliminar para determinar se o sistema funcionou conforme o esperado."

Mais sobre: carro autonomo tesla
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter