10 recursos que o iOS roubou do Android

Bons artistas copiam, grandes artistas roubam. PICASSO, Pablo.

Por | @Evilmaax Smartphones

Desde que derrubaram o Muro de Berlim, em 1989, o mundo buscava uma nova disputa pela qual brigar e desfazer amizades sem pensar 2 vezes. Por anos ficamos carentes e sem saber no que tretar. Tudo mudou quando o smartphone surgiu, e com ele, a disputa entre quem é melhor: Apple ou Google? iOS ou Android?

Se falarmos em números de cópias distribuídas o Android ganha disparado, já que está ser liberado para qualquer empresa que queira utilizá-lo, seja a Samsung ou aquela empresa chinesa de fundo de quintal que faz smartphones de 10 dólares.

História diferente na Apple. Aqui você irá terá de pagar (e muito) se quiser usar um iOS. E justamente por este motivo é que o iOS é considerado por muitos como o melhor para o usuário final, sendo o mais seguro, mais estável, etc.

O fim dessa discussão está longe e, na verdade, acho que nunca terá um fim. Mas nem por isso é que vamos parar de discutir, né? E mais, enquanto isso podemos colocar mais lenha na fogueira =)

Portanto, se você está atrás de argumentos para comprovar que o Android é melhor do que o iOS, este é o seu post. Confira a partir de agora, 10 recursos lançados no sistema do Google que a Apple “roubou” na cara dura para você surpreender o Fanboy na próxima discussão de mesa de bar.

P.S. Você é do time contrário e quer saber coisas roubadas pelo Android? Então clique aqui.

Notificações e widgets

Com a recente atualização do iOS, as notificações do sistema ficaram mais bonitas e intuitivas do que nunca. Agora temos, por exemplo, o botão “Limpar todas” (se você usa iOS há mais tempo deve lembrar que antes precisava excluir as notificações uma por uma). Só que esse botãozinho já estava no Android há bastante tempo, praticamente desde que o uso das notificações foi introduzido no sistema.

E por falar em notificações, aquela tela bonita e funcional com o resumo do seu calendário e atividades agendadas, previsão do tempo, destinos frequentes e condições de trânsito no Maps e qualquer outro widget instalado que você desejar, que pode ser acessada na tela de bloqueio a partir da versão 10 do iOS, já estava no Android há anos também.

10 recursos que o iOS roubou do Android

Outra coisa que os usuários dos produtos Apple ficaram felizes ao ver que, finalmente, poderiam usar nos seus aparelhos são os “avisos proativos”. Foi somente a partir do iOS 9 foi que o seu iPhone passou a enviar notificações avisando para sair de casa um pouco mais cedo por causa do trânsito, ou então para levar um guarda-chuva, pois poderia chover até o final do dia.

Levantar e ligar

Mais um recurso quentinho do iOS 10 que já é novidade do Android faz tempo. Pegar o aparelho na mão e ele magicamente ligar a tela parece futurístico.

Eu até lembro que fiquei feliz quando vi que isso seria possível a partir de outubro de 2016 nos iPhones, mas lembro também que no quando fizemos o review do Moto Maxx (lançado em 2014), o aparelho da Motorola já fazia isso.

Abertura para desenvolvedores

Aqui um banho do Android, já que a Apple, digamos... não é a empresa mais aberta a alterações externas no seu código. A culpa disso era o preciosismo e atenção aos mínimos detalhes que Steve Jobs tinha com seus produtos e que, claro, não poderia ser mantido caso incontáveis programadores começassem a mexer nos códigos.

A Siri – assistente pessoal de voz da Apple – só abriu seu código este ano para que aplicativos de terceiros pudessem interagir com ela. Lembra que uma das principais novidades do iOS 10 foi que a partir dele, agora, podíamos pedir à Siri uma ligação pelo WhatsApp ou chamar um Uber? Pois é, o Google Now – assistente do Android – já estava aberto aos desenvolvedores há mais de ano. (E por falar em Siri, foi só a partir do iOS 9 que ela passou a executar comandos mais “complexos” como atender a pedidos de “mostrar fotos de gatos”, coisa que o Android e seu Google Now executam faz tempo).

E não foi só com a Siri. Até mesmo recursos “menos importantes e perigosos” foram extremamente protegidos. O ato de deixar o usuário instalar apps que dão novas funções ao teclado, por exemplo, chegou somente com o iOS 9, em 2015, quando o pessoal do Android já estava cansado de personalizar os seus. (E por falar em teclado, aquela tentativa de “adivinhar” o que vamos escrever e sugerir em uma barrinha superior, recurso chamado “quicktype” chegou faz tempo no SO do Google).

Fotos

Não dá pra negar que o gerenciamento de fotos no iOS está cada vez melhor e evoluindo significante ao longo de suas versões, especialmente no iOS 10. Com criação de álbuns para situações específicas que ele “descobre”, como fotos de uma viagem no final de semana que são agrupadas por local, por data, etc. em um recurso que ele chama de "Memórias". Maaas, o Google Photos já vinha fazendo isso faz tempo, viu?

A própria busca que agora reconhece objetos nas fotos, ou os rostos das pessoas fotografadas já não são novidades (P.S. A identificação de rostos ainda está uma droga no iOS).

Ainda no ramo das fotos, os produtos Android podem automaticamente armazenar suas fotos no Google+ Photos desde quando a Apple não sonhava com esse vai e vem de devices. Aah, e diferentemente do iOS, no concorrente não há limite de espaço. Nessa daqui fica difícil defender a empresa do falecido Steve Jobs.

10 recursos que o iOS roubou do Android

Notas

As Notas do iOS receberam atualizações generosas nas suas últimas 2 versões. Atualizações generosas, mas não inéditas. Uma delas foi o compartilhamento e criação e edição de notas veio como novidade no iOS 10, mas você se lembra desde quando que isso é possível no Android? Faz tempo pra caramba. Isso que nem citamos o Google Docs que já existe desde 2006 (e que migrou para os smartphones com apps próprios em 2014).

O mais bizarro é que se antes você quisesse trabalhar em conjunto com algum com algum colega em seu iOS a forma mais fácil de fazer isso era instalando o próprio Google Docs no iPhone...

Outra “novidade” da Apple, essa do iOS 9, foi a possibilidade de criar notas com voz, colocar imagens anexadas e criar notas que mais se parecem com pequenas apresentações. E como você já deve estar imaginando: Sim. O Google já tinha.

Dividir a tela, multitasking e demais funções “mão na roda”

No iOS 9 uma das principais novidades era o novíssimo recurso que dava a possibilidade de trabalhar com 2 apps abertos ao mesmo tempo na tela, por exemplo: ler um e-mail num canto e com o navegador aberto simultaneamente checar algumas informações trocadas nas mensagens.

Novidade no iOS, coisa batida no Android, que, pelo menos desde 2014, já tinha a função. E mais: Se você utilizasse um tablet com Android nessa época poderia ter até 4 coisas diferentes rodando na tela.... De que adianta o iPad PRO ser aquela maravilha toda se não faz coisas que um tablet Android que custa 1 décimo do valor já faz há tempos?

Já o multitasking (o ato de abrir diversos apps simultaneamente) recebeu um grande incremento a partir do iOS 7: ao invés de vermos somente os ícones daqueles que estão abertos, passou-se a mostrar miniaturas em tempo real do que acontecia no aplicativo. Coisa velha do Android.

10 recursos que o iOS roubou do Android

Outra coisa bacana que demorou para aparecer foi o acesso rápido a opções como Bluetooth e Wi-FI. Lembro que até o iOS 6 quando queríamos conectar ou desconectar a Wi-Fi rapidamente não conseguíamos, pois era IMPOSSÍVEL fazer isso rapidamente. Você tinha que entrar nas configurações gerais do aparelho, ir até as configurações de Wi-Fi e daí sim fazer o que queria.

Maps

Além de ter virado piada por causa de seus mapas bizarros quando a Apple terminou a parceria com o Google Maps e começou a usar sua própria fonte de dados, demorou para introduzir recursos dispníveis que para o Android já era trivial.

Exemplos: Informações básicas para um sistema de mapeamento digital em tempo real, como o fluxo de trânsito, chegaram somente com o iOS 9. Outros pontos tão importantes quanto, também mdemoraram para ser introduzidos. Entre eles o suporte a paradas adicionais no trajeto, localizações de restaurantes, bares, lojas, entre outros locais, informações sobre transporte público, integração com demais aplicativos (como aqueles que fazem reviews de locais e estabelecimentos), entre outras.

Só para deixar bem claro que o Google mostrou quem manda no ramo de mapas para smartphone: As direções de trânsito, por exemplo, foram introduzidas em 2011. 5 anos de diferença.

E aqui uma previsão para o futuro: Em breve o download de áreas do Maps para uso off-line. Coisa que foi notícia em 2015 aqui no Oficina, quando o Android lançou e que a Apple está devendo.

Picture in Picture

O recurso acima é aquele que permite que você diminua a tela de um vídeo que esteja vendo e com o restante da tela siga fazendo outra coisa qualquer sem perder sua diversão.

No iOS chegou só em 2015, com a versão 9 do sistema operacional. No Android a Samsung já tinha introduzido o Pop-Up Play no seu S3. Você lembra de quando é o Samsung S3? Ele é de 2012....

10 recursos que o iOS roubou do Android

App Store

A Apple achou que estava arrasando quando em seu recente iOS 8 introduziu pequenos vídeos aos apps para convencer os usuários que estavam na dúvida sobre uma compra. O detalhe é que no Android o recurso existe desde sempre. ¯/_(ツ)_/¯

Low Battery Mode

Bateria é um dos pontos mais importantes a ser levado em consideração quando um novo smartphone é comprado. Ainda mais em tempos em que usamos tantos aplicativos e a bateria parece escorrer por nossos dedos.

Assim sendo, uma função no smartphone que limita o consumo e poupa a bateria para aquilo que realmente importa em um momento de aperto (ligações e gifs de gatinhos) é altamente recomendada. A Apple percebeu isso e em 2015, com a versão 9 do iOS lançou o modo de economia de energia.

Muito legal. Legal mesmo. Bem legal. Quem usa Android tem isso desde 2014, com o Android Lollipop.

10 recursos que o iOS roubou do Android

E os “roubos” não são somente estes. Faltou algum na lista que você considera mais importante? Conte pra gente nos comentários.

Mais sobre: MaximilianoMeyer ios Android
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo