Oficina da Net Logo

PC-G: Escolhendo a Placa Mãe

Já vimos algumas dicas de como escolher o processador no artigo anterior, mas o que seria dele sem uma placa mãe adequada? Vamos entender as características que uma placa mae deve contemplar para suportar o processador escolhido.

Por | @priorandre Hardware Pular para comentários

Existem muitas marcas de placa e inúmeros modelos, para encontrar qual é a placa que adequa-se ao seu processador, será necessário identificar primeiramente o Soquete que o mesmo necessita para ser encaixado. Todos os componentes de hardware relacionam-se de alguma maneira, e por isso, deve-se procurar apoio especializado em caso de dúvidas. 

O artigo desta semana faz parte de uma série de artigos que estamos desenvolvendo sobre computadores gamers. Este é o terceiro artigo da série; você precisa passar pelos dois anteriores para ficar por dentro de todo o contexto:

Outro ponto relevante à se avaliar é a questão da alimentação elétrica que o processador pode precisar no soquete. Normlamente os processadores mais "parrudos" exigem uma quantidade maior de Watts para ter completo aproveitamento, ou simplesmente para funcionar. Então, com a especificação do processador em mãos, será necessário verificar o modelo do Soquete e qual é o consumo máximo dele.

A Placa Mãe atualizada

A tecnologia não para de avançar e a placa mãe tem que acompanhar estas mudanças para não tornar-se obsoleta precocemente. Pensando nisso, as empresas que produzem estas placas estão sempre realizando pesquisas para identificar as atuais e futuras necessidades de seus usuários. Para assimilar bem este conteúdo, podemos citar a entrada USB e as saídas de vídeo, que tem sofrido constantes alterações nos ultimos anos para melhor atender as necessidade de mercado. Leia em destaque: Sua impressora não funciona? Confira as possíveis soluções para o problema.

As saídas de vídeo onboard, apesar de ter muita importância nos computadores comuns, não é um requisito fundamental para um pc gamer, que preza a utilização de placas offboard devido ao seu desempenho superiormente incontestável.

O que uma boa placa mãe precisa ter?

Compatibilidade com o processador escolhido; Chipset de qualidade; Audio onboard de qualidade; Contemple a Tecnologia USB 3.0; Conectores internos para USB 3.0 e audio frontais; Possibilite a conexão de no mínimo 6 dispositivos USB; Conectores SATA 6Gb/s; Saídas de vídeo DVI e HDMI;

O que mais uma placa mãe precisa para ser considerada gamer?

Slots de Expansão PCIe; Bios amigável, preferencialmente com interface gráfica; Suporte à Memórias RAM com maior frequência e tecnologias de desempenho; 4 SLots de memória; Conectores para Cooler de Chassi; Controle de Cooler; Controle de Temperatura; *Existem várias outras técnologias que poderiam fazer parte da lista, foram citadas as principais.

PC-G: Escolhendo a Placa Mãegamer e um placa mãe comum." />
Compare - superficialmente - os componentes de uma placa mãe gamer e um placa mãe comum.

Custo x Benefício

Existem muitas opções de placas que contemplam e suprem esta lista de requisitos, o preço pode variar de R$ 400,00 até mais de R$ 2000,00. O que influência o preço é a tecnologia embarcada na placa, mas você deve basear-se nas demais peças de hardware para calcular o seu investimento.

Exemplos do que não se deve fazer

Eu poderia falar sobre várias trapalhadas possíveis do mundo da informática, mas aí vão apenas algumas delas:

 

  • Montar um computador com um poderoso Core I7, e trabalhar com memórias DDR3 1333 que possuem desempenho baixo;
  • Comprar um processador mediano para utilizar com um SSD;
  • Comprar uma ótima placa de vídeo e não comprar uma fonte que permita ligá-la;
  • Comprar placa mãe mini para montar em gabinete gamer.

 

Espero que os artigos tenham auxiliado no compreendimento, e em breve retornarei com o próximo artigo de nossa série. Até logo!

MAIS SOBRE: #pcgamer  #PC  #Games  #gamer
Comentários
Carregar comentários