PC-G: Escolhendo o Processador

Como abordamos anteriormente, o processador é um hardware que merece atenção na montagem de um PC-Gamer. Existem diversos modelos, com diferentes especificações que podem suprir ou até mesmo prejudicar o desempenho de um computador. Vejamos o que devemos avaliar antes de comprar um processador!

Por Hardware Pular para comentários

Antes de mais nada, peço que você dê uma passada no primeiro artigo desta série, ele está aqui. Alí damos a primeira impressão dos artigos que vamos desenvolver pra lhe ajudar a formar o seu PC Gamer. Depois de ler, volte aqui, ok?

O que eu Preciso?

Para os mais leigos, a escolha parece super simples. Existem dois fabricantes, então você opta por Intel ou AMD.

Já os amadores, dizem que se você olhar as siglas com os números maiores, já é o suficiente, por exemplo: Intel I3, I5 e I7 / Amd FX-8320, FX-8350 ou algo mirabolante sobre as APU's. Entenda como funciona um processador.

A escolha de um processador, deve estar alinhada à necessidade do usuário. Obviamente existem pessoas que não se preocupam com o quanto vão gastar, mas devemos concordar que é besteira comprar uma placa de vídeo de R$ 600,00 para jogar "CandyCrush".

O primeiro passo para identificar a sua necessidade, é perguntar-se para quais jogos você pretende utilizar este computador. Nas informações dos jogos, é facil de encontrar uma aba chamada "requisitos recomendados", nesta aba a produtora informa o harware aproximado para obter-se uma boa experiência na jogabilidade. Existem também os requisitos mínimos e os ideais, mas devemos evitar que eles tornem-se parâmetros, pois o mínimo pode trazer arrependimento, enquanto o Ideal costuma ser exagerado (na maioria das vezes).

Perfil do Gamer Desorientado

"Não procuro um jogo em específico, quero jogar todos os atuais" - Se não quiser se iludir, prepare o seu bolso. (Por volta de R$ 2.700,00)

"Quero jogar de tudo, e o que ainda está por vir" - Você quer o melhor, precisa pagar pelo melhor. (Mínimo de R$ 3.000,00)

"Quero um computador para começar a jogar, mas não queria gastar um absurdo" - Existem configurações para o seu perfil, mas serão limitadas à certas atividades. (O preço pode variar de R$ 2.000,00 até R$ 2.500,00)

"Quero gastar pouco e ter um computador com estilo gammer" - É bobagem, mas é possível. (O preço pode sofrer muita variação).

PC-G: Escolhendo o Processador

Processador Barato e Robusto.

Estes opostos não se atraem! A verdade é que um processador têm o valor agregado principalmente por sua robustez, ou seja, quanto mais potente, mais caro. Logicamente que a marca também será um fator influênciável, pois investe em propaganda para fisgar os consumidores.

No Brasil, o preço para aquisição de tecnologia é alto. Percebe-se que o que há de mais acessível, certamente seria considerado lixo eletrônico em países desenvolvidos ou não passa de tecnologia ultrapassada.

Pode-se dizer que temos acesso à processadores bons por preços acima do mercado. Se o processo de importação fosse fácil e barato, dificilmente algum gammer compraria as peças no Brasil. O valor final é no mínimo 30% superior ao dos EUA por exemplo.

Sem opção, o que nos restará é extrair o melhor dentro do possível.

Escolhendo um Processador

Assim que o comprador definir a faixa de preço, deverá começar a busca por opções. Para um PC Gammer, deve-se considerar principalmente os seguintes itens:

  • A frequência em que o mesmo trabalha (GHz);
  • O Cache (MB);
  • A Quantidade de Núcleos;
  • Tecnologias embarcadas;
  • TDP/ACP (que representa os Watts de consumo, que pode influenciar na escolha da placa mãe).

Compare estas informações entre os processadores e veja qual será o mais completo, analise a diferença de preço e tome a decisão!

Escolhendo entre as Marcas

As marcas disponíveis no mercado são a AMD e a Intel, ambas conceituadas no mercado e preocupadas com os avanços tecnológicos. Falar sobre qual delas é melhor, seria como discutir "Flamengo x Vasco" ou "São Paulo x Santos". Existem momentos em que uma destaca-se mais que a outra, no entanto, a sua necessidade que definirá a escolha.

Se você já utilizou uma marca e confia nela, recomendo que continue utilizando a mesma. Se você não gostou dos resultados que obteve com uma marca, porque não arriscar a outra?

Outras dicas

Lembre-se que após escolher o processador, você terá que escolher a placa mãe. Se você ficou em dúvida entre dois processadores de marcas diferentes ou não (isso é muito comum), considere montar duas configurações de computador e deixe para decidir no final qual será a sua escolha!

Para o próximo artigo da série, conversaremos sobre a escolha da Placa Mãe e quais as tecnologias que a mesma precisará contemplar para que você não compre uma placa "fim de feira"...

Compartilhe com seus amigos:
André Prior
André Prior Analista de Sistemas da Empresa Positivo Informática, atuando em Tecnologia Educacional no município de Sorocaba-SP. MBA em Gestão de Projetos, Tecnólogo em Analise e Desenvolvimento de Sistemas, Técnico em Webdesign, WebDeveloper e Hardware.
FACEBOOK // TWITTER: @priorandre
Quer conversar com o(a) André, comente:
Carregar comentários
O que é mais importante em um smartphone?
Bateria(28,29%)
Câmera(12,10%)
Performance(54,27%)
Aparência(2,49%)
Tela(2,85%)