PC-G: Escolhendo o Processador

Como abordamos anteriormente, o processador é um hardware que merece atenção na montagem de um PC-Gamer. Existem diversos modelos, com diferentes especificações que podem suprir ou até mesmo prejudicar o desempenho de um computador. Vejamos o que devemos avaliar antes de comprar um processador!

Por | @priorandre Hardware

Antes de mais nada, peço que você dê uma passada no primeiro artigo desta série, ele está aqui. Alí damos a primeira impressão dos artigos que vamos desenvolver pra lhe ajudar a formar o seu PC Gamer. Depois de ler, volte aqui, ok?

O que eu Preciso?

Para os mais leigos, a escolha parece super simples. Existem dois fabricantes, então você opta por Intel ou AMD.

Já os amadores, dizem que se você olhar as siglas com os números maiores, já é o suficiente, por exemplo: Intel I3, I5 e I7 / Amd FX-8320, FX-8350 ou algo mirabolante sobre as APU's. Entenda como funciona um processador.

A escolha de um processador, deve estar alinhada à necessidade do usuário. Obviamente existem pessoas que não se preocupam com o quanto vão gastar, mas devemos concordar que é besteira comprar uma placa de vídeo de R$ 600,00 para jogar "CandyCrush".

O primeiro passo para identificar a sua necessidade, é perguntar-se para quais jogos você pretende utilizar este computador. Nas informações dos jogos, é facil de encontrar uma aba chamada "requisitos recomendados", nesta aba a produtora informa o harware aproximado para obter-se uma boa experiência na jogabilidade. Existem também os requisitos mínimos e os ideais, mas devemos evitar que eles tornem-se parâmetros, pois o mínimo pode trazer arrependimento, enquanto o Ideal costuma ser exagerado (na maioria das vezes).

Leia também:

Perfil do Gamer Desorientado

"Não procuro um jogo em específico, quero jogar todos os atuais" - Se não quiser se iludir, prepare o seu bolso. (Por volta de R$ 2.700,00)

"Quero jogar de tudo, e o que ainda está por vir" - Você quer o melhor, precisa pagar pelo melhor. (Mínimo de R$ 3.000,00)

"Quero um computador para começar a jogar, mas não queria gastar um absurdo" - Existem configurações para o seu perfil, mas serão limitadas à certas atividades. (O preço pode variar de R$ 2.000,00 até R$ 2.500,00)

"Quero gastar pouco e ter um computador com estilo gammer" - É bobagem, mas é possível. (O preço pode sofrer muita variação).

PC-G: Escolhendo o Processador

Processador Barato e Robusto.

Estes opostos não se atraem! A verdade é que um processador têm o valor agregado principalmente por sua robustez, ou seja, quanto mais potente, mais caro. Logicamente que a marca também será um fator influênciável, pois investe em propaganda para fisgar os consumidores.

No Brasil, o preço para aquisição de tecnologia é alto. Percebe-se que o que há de mais acessível, certamente seria considerado lixo eletrônico em países desenvolvidos ou não passa de tecnologia ultrapassada.

Pode-se dizer que temos acesso à processadores bons por preços acima do mercado. Se o processo de importação fosse fácil e barato, dificilmente algum gammer compraria as peças no Brasil. O valor final é no mínimo 30% superior ao dos EUA por exemplo.

Sem opção, o que nos restará é extrair o melhor dentro do possível.

Escolhendo um Processador

Assim que o comprador definir a faixa de preço, deverá começar a busca por opções. Para um PC Gammer, deve-se considerar principalmente os seguintes itens:

  • A frequência em que o mesmo trabalha (GHz);
  • O Cache (MB);
  • A Quantidade de Núcleos;
  • Tecnologias embarcadas;
  • TDP/ACP (que representa os Watts de consumo, que pode influenciar na escolha da placa mãe).

Compare estas informações entre os processadores e veja qual será o mais completo, analise a diferença de preço e tome a decisão!

Escolhendo entre as Marcas

As marcas disponíveis no mercado são a AMD e a Intel, ambas conceituadas no mercado e preocupadas com os avanços tecnológicos. Falar sobre qual delas é melhor, seria como discutir "Flamengo x Vasco" ou "São Paulo x Santos". Existem momentos em que uma destaca-se mais que a outra, no entanto, a sua necessidade que definirá a escolha.

Se você já utilizou uma marca e confia nela, recomendo que continue utilizando a mesma. Se você não gostou dos resultados que obteve com uma marca, porque não arriscar a outra?

Outras dicas

Lembre-se que após escolher o processador, você terá que escolher a placa mãe. Se você ficou em dúvida entre dois processadores de marcas diferentes ou não (isso é muito comum), considere montar duas configurações de computador e deixe para decidir no final qual será a sua escolha!

Para o próximo artigo da série, conversaremos sobre a escolha da Placa Mãe e quais as tecnologias que a mesma precisará contemplar para que você não compre uma placa "fim de feira"...

Mais sobre: pcgamer games pc
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar