Xiaomi revela os principais desafios da tecnologia de carregamento rápido de 100W

Lu Weibing, presidente da Xiaomi, compartilhou novas informações sobre a tecnologia de carregamento de 100W que vem sendo desenvolvida pela empresa, elencando os principais desafios para torná-la oficial.

Por Xiaomi Pular para comentários
Xiaomi revela os principais desafios da tecnologia de carregamento rápido de 100W

As principais fabricantes de smartphones estão trabalhando pesado para entregar a melhor tecnologia de carregamento rápido. Atualmente, o Oppo Reno Ace é o aparelho que entrega a maior potência do mercado, somando 65W.

No entanto, sabemos que a Xiaomi vem se empenhando para ultrapassar esse valor, dado que no ano passado apresentou uma tecnologia de carregamento rápido de 100W, que de acordo com um vídeo publicado pela empresa, pode "encher" uma bateria de 4.000 mAh em apenas 17 minutos.

Agora, Lu Weibing, presidente da Xiaomi, revelou mais detalhes sobre essa tecnologia, que vem sendo chamada de "Super Charge Turbo". O executivo falou sobre os principais desafios de implementar um carregamento tão rápido como esse no mercado:

  • Perda de capacidade da bateria: Lu Weibing disse que, entrengando uma potência de 100W, a bateria se desgastará mais rapidamente. Estima-se que a perda de capacidade seja de 20% em comparação com uma tecnologia de 30W. Isso faria com que uma bateria de 5.000 mAh entregasse apenas 4.000 mAh.
  • Arquitetura da tecnologia: Não foram revelados muitos detalhes sobre esse aspecto, mas o presidente da Xiaomi disse que os 100W exige um esquema de carregamento muito sofisticado.
  • Desempenho: Trabalhando nessa tecnologia, a fabricante chinesa vem planejando torná-la não apenas acessível, mas também apta para garantir um tempo de carregamento longo e durável.
  • Segurança: O executivo disse que a Xiaomi pretende desenvolver vários recursos de segurança para impedir o superaquecimento nos componentes internos.
  • Cenários de carregamento: A Xiaomi também estuda a possibilidade de implementar a capacidade de 100W no carregamento sem fio.

Finalizando seu pronunciamento, Lu Weibing fez questão de mencionar que a empresa pode iniciar a produção em massa dessa tecnologia em um futuro próximo, mas não revelou informações detalhadas sobre o cronograma.

Via

Recomendação do editor:

Comentários:
Carregar comentários