A Microsoft anunciou nesta quarta-feira (21) a chegada do Windows 10 build 21364 para insiders, um canal para inscritos receberem as novidades de atualização do sistema operacional antes mesmo de ser distribuída de forma oficial para todos os usuários. As principais novidades desta versão do sistema incluem melhorias, correções de bugs, funcionalidades novas no Gerenciador de Tarefas e a chegada do suporte para aplicativos do Linux com interface gráfica.

Todas as novidades ganharam uma descrição de seu uso, além de demonstrações e outras informações na página oficial do Windows no blog da Microsoft. Vamos conhecer melhor esses recursos!

Leia também:

Aplicativos Linux rodando no Windows 10

O Subsistema do Windows para Linux ganhou o suporte para instalar e executar aplicativos com interface gráfica. O objetivo da Microsoft com a chegada desta novidade, é atribuir mais recursos ao sistema para quem é desenvolvedor, por exemplo, que podem agora compilar seus aplicativos editores para Linux de forma nativa pelo sistema.

Tal suporte integra as funções para áudio e microfone, assim como também à GPU que possibilita a execução dos aplicativos com aceleração 3D. Para demonstração do recurso em funcionamento, um vídeo foi publicado pela empresa em sua página oficial;

Gerenciador de tarefas

Duas grandes novidades também foram inseridas no Gerenciador de Tarefas do sistema, funções estas que ajudam a classificar os processos em execução, capaz de "domar" essas atividades de forma mais precisa. Uma nova "classificação de processos" do Microsoft Edge foi inserida no Gerenciador do sistema, com objetivo de esclarecer quais recursos estão sendo consumidos pelo navegador.

O Microsoft Edge detalha os recursos consumidos de forma mais precisa. (Imagem: Reprodução / Microsoft)
O Microsoft Edge detalha os recursos consumidos de forma mais precisa. (Imagem: Reprodução / Microsoft)

Além de ícones que facilitam a identificação de forma visual, a nova classificação é dividida em Guias, Processos do Navegador, Plugins utilitários e mais. Vale lembrar que o recurso está disponível apenas para a versão do Microsoft Edge disponível nos canais Dev e Canary.

A outra novidade se chama "Modo Eco" e ainda está em fase experimental para ser implementada no Windows 10 de forma oficial. A sua proposta é oferecer aos usuários uma maneira mais objetiva para limitar o consumo de recursos de um determinado processo. Quando ativo, é possível identificar as tarefas que estão sendo executadas na coluna Status.

Modo Eco está sendo testado para enfim chegar a versão oficial. (Imagem: Reprodução / Microsoft)
Modo Eco está sendo testado para enfim chegar a versão oficial. (Imagem: Reprodução / Microsoft)

Para modelos de computadores e principalmente de notebooks, o recurso promete ajudar especialmente aqueles que possuem uma configuração de hardware mais modesta, onde facilmente pode ter seu desempenho comprometido, se um programa mais pesado estiver em execução.

Teclado japonês e mais

O layout de teclado japonês 50-on permite escrever em japonês mesmo sem saber. (Imagem: Reprodução / Microsoft)
O layout de teclado japonês 50-on permite escrever em japonês mesmo sem saber. (Imagem: Reprodução / Microsoft)

O Windows 10 build 21364 também agrega um novo layout para o teclado virtual no idioma japonês com 50 teclas (50-on). Esse novo layout é muito popular em quiosques e outros tipos de dispositivos japoneses, e basicamente permite a digitação de textos em japonês sem sequer saber escrever utilizando o método Hiragana, um dos silabários do idioma no Japão.

Por fim, a empresa destacou as novidades em correções de bugs e melhorias do sistema, que incluem a compatibilidades de impressoras conectadas via USB, correção na informação de HDDs como SSDs na página de Configurações, correções de problemas com o Firewall do Windows, erros durante a execução de certos jogos com HDR habilitado e assim por diante.

Para conferir a lista completa de correções, clique neste link para ser redirecionado a o blog oficial do Windows.