Huawei vai montar a internet 5G na Rússia

A empresa de telecomunicações russa MTC e a chinesa Huawei assinaram um acordo sobre o lançamento e desenvolvimento de redes 5G no país, com a presença do presidente Vladimir Putin.

Por | @oficinadanet Tecnologia Pular para comentários

A MTS, maior operadora de telefonia móvel da Rússia, e a fabricante chinesa de equipamentos de telecomunicações Huawei, assinaram um acordo sobre o desenvolvimento de tecnologias 5G e lançamentos piloto de redes de comunicação de quinta geração na Rússia em 2019-2020.

A cerimônia de assinatura foi realizada no Kremlin, em nível intergovernamental, na presença do presidente russo, Vladimir Putin, e do presidente da República Popular da China, Xi Jinping, na véspera do Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo.

2

O relatório observa que, como parte do acordo, as empresas desenvolveram um plano de ação para 2019-2020, incluindo a introdução de tecnologias e soluções 5G e a Internet das Coisas (IoT) na infraestrutura da MTS, o desenvolvimento da rede LTE comercial da operadora para o nível 5G (pronto para a implementação 5G). O lançamento de zonas de teste e redes piloto 5G incluem vários casos de uso, inclusive infra-estrutura.

"Hoje, com a assinatura do acordo de desenvolvimento do 5G, nossa parceria está atingindo um novo nível - não apenas impulsionamos a cooperação estratégica das duas empresas de alta tecnologia, criando uma base para o uso comercial de redes 5G na Rússia em um futuro próximo, mas também contribuindo para o desenvolvimento de relações econômicas entre a Rússia e a China ", disse o presidente do MTS, Alexei Corney.
"O fato de o presidente da Rússia e o presidente da China estarem presentes na cerimônia prova mais uma vez o quanto essas parcerias tecnológicas são importantes para a Rússia e a China. A Huawei tem uma vasta experiência no desenvolvimento de redes de quinta geração, liderando a corrida por essa tecnologia. A empresa chinesa conta com 16 mil patentes registradas no campo de 5G. Esperamos que nossos esforços conjuntos com a MTS tragam a era 5G em breve para a Rússia ", disse o presidente da Huawei, Guo Ping.

Outras empresas envolvidas no desenvolvimento do 5G na Rússia

Há duas semanas atrás, em 22 de maio, veio a público a notícia da oferta da estatal russa Rostec, que atua nos setores de aviação, eletrônicos e armamento, para atrair estrangeiros no desenvolvimento de redes 5G na Rússia. A subsidiária da corporação, o Centro Nacional de Informatização (NCI), preparou um roteiro no qual afirmou a necessidade de cooperar nesta questão com a ZTE, Cisco e outras empresas estrangeiras para o desenvolvimento de tecnologias móveis.

A VimpelCom (Beeline) também irá desenvolver o 5G na Rússia, juntamente com a Huawei. É a segunda maior operadora de telefonia móvel e terceira maior operadora de telecomunicações da Rússia, MegaFon, havia assinado anteriormente um memorando sobre cooperação estratégica no desenvolvimento de redes 5G com a Nokia.