O IPTV tornou-se popular a partir de 2018, ano em que essa tecnologia foi descoberta pelos usuários brasileiros e começou a fazer parte do cotidiano de quem procura por alternativas simples para assistir aos programas exibidos na televisão direto no computador ou através do smartphone.

A sigla significa 'Internet Protocol Television' ("Protocolo de Televisão pela Internet", em português). Através dessa função é possível assistir aos canais televisivos utilizando a Internet, dessa forma dispensando o uso de antenas ou receptores que captam o sinal UHF (Ultra High Frequency) emitido pelos satélites das emissoras e que são convertidos em imagem na televisão.

O IPTV é ilegal?

Não, esse tipo de funcionalidade não infringe nenhum artigo do Código Penal e tampouco do Código de Defesa do Consumidor (CDC). Por meio do IPTV é possível acessar tanto o conteúdo gratuito da TV aberta (Bandeirantes, Globo, SBT, Cultura, etc.) quanto os canais pagos (Multishow, FOX, Telecine, HBO, dentre outros...) desde que haja o pagamento pelo serviço e consumo individual.

É, de forma resumida, um serviço de streaming de canais ao vivo que garante qualidade e pode ser disponibilizado pela própria operadora, desde que o cliente possua compatibilidade com o serviço incluso em seu pacote de assinatura mensal.

Como acessar o serviço

Para que você tenha acesso ao conteúdo audiovisual que é disponibilizado por meio da TV via IP, é preciso utilizar um programa que faça a decodificação da lista e permita reproduzir os canais em seu dispositivo. Por ser transmitido através da conexão com à Internet é preciso dispor de uma boa velocidade de banda larga, caso contrário a reprodução será prejudicada, causando lentidão e travamentos durante a exibição do filme, série ou programa.

A lista traz o endereço IP remoto de cada canal e pode ser instalada na Smart TV, smartphone ou computador, por exemplo. Atualmente há diversos softwares que realizam essa função. Veja:

1. Kodi

O Kodi é a versão mais completa dos reprodutores de canais via IPTV. Além de permitir que o usuário insira sua lista, o software também realiza atualizações automáticas.

Uma das principais vantagens é a possibilidade de também buscar e reproduzir mídias que estão instaladas no armazenamento interno do dispositivo, sendo compatível com formatos .MP4, .MOV, .MKV, etc.

Interface do Kodi. Foto: Reprodução.
Interface do Kodi. Foto: Reprodução.

2. VLC Media Player

Desenvolvido pela VideoLAN, VLC Media Player é um reprodutor de mídias capaz de executar vários formatos de codecs de vídeo e ler listas de IPTV. A interface do programa é um pouco complexa e pode confundir aos usuários que nunca tiveram contato com o o software.

Da mesma forma que o anterior, este é totalmente gratuito e tem vasta compatibilidade com os mais variados sistemas operacionais, tanto para PC quanto mobile.

Interface do VLC. Foto: Printscreen.
Interface do VLC. Foto: Printscreen.

Leia também:

3. MyIPTV Player

Infelizmente esse software é compatível apenas com o sistema operacional Windows 10 e o console Xbox One. O MyIPTV traz várias funcionalidades, como a atualização automática da lista de canais. Diferentemente dos anteriores, ele não permite a reprodução das mídias existentes no armazenamento do computador ou videogame. Sua principal vantagem é poder ser conectado diretamente no televisor através do Xbox One, com isso exibindo os canais a partir de uma conexão via ethernet ou Wi-Fi.
Página de download do MyIPTV Player. Foto: Printscreen.
Página de download do MyIPTV Player. Foto: Printscreen.
RRRR