Quem se arrisca? Biohacker irá implantar chip em feira de SP

Oportunidade única: Biohacker irá implantar chips em feira de São Paulo.

Por | @oficinadanet Tecnologia

Nos últimos anos, muitas notícias sobre implantes de chips em humanos surgiram. Juntamente com as informações, um termo acabou sendo adotado, o biohacking, que se refere ao uso de novas tecnologias para aprimorar as capacidades do ser humano. No Brasil, a novidade começou a ser discutida há pouco tempo, mesmo assim, já possui vários adeptos.

Quem tem a intenção de implantar um biochip terá a oportunidade de fazer isso no próximo sábado (11), em São Paulo. Na ocasião irá acontecer o Roadsec SP, um evento anual de cibersegurança e cultura hacker. Nesta edição terá a presença de Amal Graafstra, fundador da empresa Dangerous Things, pioneira na comercialização de chips para humanos. No seu catálogo há diversos modelos, todos eles com revestimento em material biocompatível e também esterilizados, para que não haja qualquer tipo de rejeição.

Implatação de chipImplatação de chip

 

Leia também:

A Dangerous Things irá disponibilizar dois tipos de chips: os de RFID, que contém um código de identificação único e não-reprogramável, e os de NFC, que possuem uma limitada memória interna. Para implantar o chip é teoricamente simples, sendo que o procedimento pode ser feito pelo próprio consumidor, já que o kit acompanha além do chip, seringa, gaze e outros complementos.

Durante a feira, Amal irá realizar o implante pessoalmente aos interessados. Na Roadsec será ofertado 100 chips que serão implantados na hora. O valor de tudo isso, R$ 490, além do ingresso para o evento, que varia entre R$ 80 e R$ 240. E então, tem coragem para um implante?

Mais sobre: chip humano biotecnologia
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Destaquesver tudo