Apple deve abandonar chips da Qualcomm nos próximos iPhones

A Apple estaria conversando com a Intel e com a MediaTek sobre um possível acordo para 2018.

Por | @fsbeling Hardware

O processo judicial movido pela Qualcomm contra a Apple pode fazer com que a companhia deixe de utilizar os chipsets da Qualcomm nos próximos iPhones, iPads e outros dispositivos. Isso porque a companhia estaria conversando com fornecedores de chipsets LTE para fechar novos acordos em 2018.

A Apple estaria buscando outros meios para conseguir realizar testes com a tecnologia LTE para os seus próximos dispositivos, pois a Qualcomm mantém certa resistência em entregar os softwares essenciais para os testes. Ou seja, mais uma maneira encontrada pela Qualcomm para penalizar a Apple em relação ao roubo de propriedade intelectual sobre as tecnologias de conectividade dos dispositivos pela qual é acusada pela companhia.

Com isso, a Apple resolveu procurar a Intel e a MediaTek para um possível acordo para o próximo ano, pois a fabricante está preocupada com um possível atraso no desenvolvimento de seus aparelhos por conta da atitude da até então parceira Qualcomm. Caso venha a ocorrer o rompimento entre as negociações entre as duas companhias, será o fim da parceria de 10 anos. A Qualcomm vinha fornecendo modens e chips para a Apple desde o lançamento do primeiro iPhone.

Apple pode deixar de utilizar chipsets da Qualcomm nos seus próximos dispositivosApple pode deixar de utilizar chipsets da Qualcomm nos seus próximos dispositivos

O processo judicial entre as duas gigantes ainda está em andamento, sendo que a Qualcomm já recorreu até mesmo ao governo dos Estados Unidos solicitando que barre a importação dos iPhones para a China e interrompa o processo de produção do iPhones até o término do processo.

Após está atitude da Qualcomm, a Apple se manifestou com um contraprocesso em que acusa a fabricante de processadores para o mercado mobile de estar abusando da sua posição privilegiada, minando a posição de companhias que não utilizam suas soluções por meio de exigências abusivas de royalties e acusações de roubo de propriedade. Além disso, a Apple passou a reter todos os pagamentos de direitos sobre as tecnologias da parceira e ainda incentivou seus parceiros de fornecimento a adotarem a mesma medida.

Tim Cook, CEO da Apple, solicitou que a justiça analise se os valores solicitados pela Qualcomm são realmente justos e informou que os valores retidos estão sendo depositados em uma conta destinada para este fim.

Já a Qualcomm comentando sobre o caso informou que a sua próxima geração de chips LTE foi testada, tanto pela Apple quanto internamente, e que já foram entregues a Apple para utilização em novos produtos.

A fabricante de chips ressalta que a atitude da Apple é uma estratégia utilizada para forçar um acordo desfavorável em relação as pretensões da companhia, uma vez que a Apple estaria também abusando da sua posição de uma das maiores compradoras globais de componentes.

Ao que tudo indica a Apple deve começar a procurar outras alternativas existentes no mercado para substituir os chipsets da Qualcomm nos próximos lançamentos, pois o impasse no processo judicial ainda deve ir longe, o que dificulta a negociação entre as empresas.

Mais sobre: smartphones dispositivos Apple
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Destaquesver tudo