Já tá todo mundo careca de ouvir que o Free Fire roda em qualquer celular, e por isso nem merece ser testado por nós. Mas e se eu te dissesse que existe uma seleção específica de smartphones aqui que simplesmente apanhou pra rodar o nosso tão amado Fogo Gratuíto, você acredita? Pois é, até mesmo celulares cometem gafes, e é isso que veremos hoje. Confira agora os 5 PIORES celulares para rodar Free Fire.

Pessoal, eu realmente queria poder testar os piores celulares no Free Fire, no sentido literal de "pior celular" mesmo. Eu queria muito que o Nicolas chegasse na minha mesa com um Galaxy Pocket todo quebrado para eu testar, só que infelizmente é difícil conseguir esse tipo de relíquia nos tempos atuais. Por isso, na lista de hoje traremos apenas smartphones que em algum momento passaram pelos nossos testes aqui do Roda Liso, tá certo?

EVITE ESSES CELULARES se você joga Free Fire!

Infinix NOTE 10 Pro

Infinix Note 10 Pro
Infinix Note 10 Pro

Começando com o Infinix Note 10 Pro que, não me entenda mal, não é um aparelho ruim, de forma alguma. O que acontece com esse aparelho é que, pelo menos na época em que testamos, ele não desempenhou nem 10% do que deveria, de acordo com as suas propagandas, anúncios, preço, peças… Enfim, foi um desapontamento bem grande. Independente da opinião dos fãs e dos usuários do celular que temos aqui na comunidade, o Infinix Note 10 Pro ficou marcado no nosso canal como uma das maiores decepções em questão de performance nos games.

O nosso queridão aqui vem equipado com um processador Helio G95, 8 GB de memória RAM, 5000 mAh de bateria e uma telona IPS de 6.95" e 90Hz de taxa de atualização.

No Frifas, o Infinix mandou 60 FPS, com 100% de estabilidade, porém com uma autonomia de bateria PÉSSIMA, marcando apenas 3:25h de autonomia. Ou seja, demoraria apenas três horas e meia para você torrar toda a carga desse garotão em uma jogatina de Fogo Gratuíto.

#CelularesPontuaçãoGráficosFPSEstabilidadeAutonomiaSeloPreço
21°Infinix NOTE 10 Pro36.000MÉDIO6010003:25hR$ 1.359,00

O Infinix Note 10 Pro entra na nossa lista por conta de, não apenas o seu desempenho escabroso nos outros games e testes que fizemos, mas também pela duração de bateria baixíssima, impedindo você de jogar qualquer game por longos períodos de tempo.

Xiaomi POCO M3

POCO M3
POCO M3

O POCO M3 com certeza é um dos celulares mais comentados por nós, já que criamos conteúdo a rodo com esse grandalhão por conta da versatilidade e valor dele. Sendo sincero, o POCO M3 não possui muitos defeitos além do chip fraco. A bateria possui 6000 mAh de capacidade, a tela é um painel IPS de 6.53" e as câmeras são aceitáveis para um modelo desse nível.

O problema dele é a IDADE, O POCO M3 é Outdated. Além de ter sido atualizado para o Android 12 apenas recentemente, o M3 carece de suporte oficial e otimizações para os jogos, dificultando a vida de quem joga constantemente o Free Fire, que recebe atualizações seguidas. Diferente do Infinix, que foi lançado quase um ano depois, o POCO já vai entrando agora naquele "limbo" dos smartphones esquecidos, local que guarda também o Redmi Note 9s, que em 2021 rodava COD Mobile numa boa com os gráficos no máximo, porém pena para scrollar o Instagram atualmente.

#CelularesPontuaçãoGráficosFPSEstabilidadeAutonomiaSeloPreço
34°Xiaomi POCO M315.900BAIXO5910007:05hR$ 1.190,00
O POCO M3 possui um clássico Snapdragon 662 e em seu auge chegou a custar apenas R$ 995,00 no Brasil, com quedas de preço ainda mais impressionantes no Aliexpress.

Se você possui um POCO M3, saiba que talvez esse seja o momento de você procurar um novo smartphone, afinal, o nosso modelo do M3 foi de arrasta para cima ano passado nas mãos do Luis durante uma travada misteriosa enquanto ele navegava pelo Instagram, fica aí o aviso.

Realme 9

Realme 9
Realme 9

O Realme 9 foi um caso interessante nos nossos testes aqui no canal, pois ele foi completamente ofuscado por outros dois aparelhos que passaram por nossa bancada: o Realme 9 Pro+ e Realme 9i.

  • O Realme 9 Pro+ é uma versão tunada do Realme 9, com algumas adaptações e um processador consideravelmente superior.
  • O Realme 9i é o oposto, operando como uma versão mais leve dele, fazendo assim o uso de um processador igual, porém com um display inferior e uma menor quantidade de RAM.

O meu ponto com isso é que, se você quiser um smartphone barato, você tem o Realme 9i, e se você quer um smartphone mais "premium", você gasta mais em um Realme 9 Pro ou Pro+. Ou seja, não existe espaço para o Realme 9 normal, seja pelo valor elevado ou pela performance decepcionante dele.

Além disso, apesar do Realme 9 ter performado bem no Frifas durante os nossos testes, o resultado geral dele ficou abaixo da média com um Selo Não Roda, perdendo até mesmo para o Realme 9i, que é classificado como inferior pela marca.
#CelularesPontuaçãoGráficosFPSEstabilidadeAutonomiaSeloPreço
28°Realme 935.841MÉDIO599906:25hR$ 999,00

Ou seja, se você realmente optou por um Realme 9, vai ter que se contentar APENAS com o Frifas, pois foi o único jogo que rodou de maneira plena nele. E se for para só jogar Free Fire, é preferível jogar economizando R$ 150, R$ 200 com o Realme 9i, que possui o exato mesmo desempenho, diga-se de passagem.

Xiaomi Redmi Note 11S

Redmi Note 11S
Redmi Note 11S

Olha só, a gente não é contra MediaTek, é só que Snapdragon é Snapdragon, né, pessoal? Em uma comparação justa do Note 11S com o Note 11 normal, nós notamos que, além de uma estabilidade maior na grande parte dos games, o Note 11 esquenta menos e possui mais tempo útil de bateria durante as gameplays, coisa que o 11S pecou bastante em proporcionar.

Se o seu objetivo é jogar unicamente o Fogo Livre, saiba que é possível, porém a autonomia do smartphone é um dos pontos fracos, junto com vários outros problemas de travadas por conta da falta de otimizações do sistema. Nesse caso, levando tudo isso em consideração, é preferível você optar por um Redmi Note 11 normal que, além de possuir um processador mais confiável para jogos (Snapdragon 680), performa quase que igualmente ao Note 11S em outras tarefas cotidianas, como câmeras, navegação, telas, etc.

O Redmi Note 11S, com o seu processador Helio G96, conseguiu o Selo Roda Liso no Free Fire, porém deixou a desejar quando comparado com outros aparelhos mais baratos do nosso ranking, como o POCO M5.
#CelularesPontuaçãoGráficosFPSEstabilidadeAutonomiaSeloPreço
36°Xiaomi Redmi Note 11S15.782BAIXO599802:35hR$ 1.079,00

Por isso que esse smartphone encontra-se aqui hoje como uma das piores opções custo-benefício para você que quer jogar um Frifas.

Samsung Galaxy A53

Samsung Galaxy A53
Samsung Galaxy A53

Temos aqui o número um, o grandiosíssimo, o maioral, o Galaxy A53, o único smartphone do nosso ranking que rodou o Free Fire com MENOS DE 30 FPS. E não, não foi um bug, pois nós tentamos várias e várias vezes executar o game novamente e o resultado foi o mesmo.

Muita gente nos comentários desse Roda Liso veio reclamar que o nosso modelo estava bichado e que veio estragado, porém nós já respondemos de antemão que não estava. O nome do problema, na verdade, se chama Exynos 1280.

Os processadores da Samsung já possuem essa má fama há tempo, com muitas reclamações de instabilidade, performance abaixo da média e temperatura altíssima quando comparados com os concorrentes Snapdragon e MediaTek.

Com incríveis 29 FPS de média, a 100% de estabilidade, o Galaxy A53 levou o Selo Não Roda no Frifas, juntamente com o troféu de pior desempenho que já tivemos nesse game. Por último, vale ressaltar que esse carinha rodou porcamente quase todos os outros games da nossa lista de testes. Então fica claro o nosso registro de que essa não é nenhuma implicância com o Frifas exclusivamente, e sim que o aparelho possui zero compatibilidade com os jogos que testamos.

#CelularesPontuaçãoGráficosFPSEstabilidadeAutonomiaSeloPreço
29°Samsung Galaxy A53 5G32.900MÉDIO2910003:40hR$ 2.045,00

Apesar do Galaxy A53 possuir outras configurações de qualidade, como as câmeras e tela, elas passam despercebidas pelo elefante na sala que é a falta de constância desse processador nos jogos. Sem contar, claro, no valor de R$ 1.900,00, que acaba sendo bem alto quando consideramos os pontos negativos.

"Tá, mas, espera aí. Você fez um vídeo para falar dos piores celulares para jogar Free Fire e todos eles rodam o game a 60 FPS? Só o último que pegou menos de 30 frames, como assim?"

O Free Fire é um jogo levíssimo e, a menos que você esteja usando um celular cavernoso de 2015, vai conseguir rodar com maestria o game. O que acontece é que, por conta desses baixos requisitos, muita gente se sente tentada a optar por um aparelho leve para rodar o jogo, esquecendo que ele atualiza e consome cada vez mais processamento ao longo dos anos. Então, em algum tempo, pode ser que aquele seu POCO M3 não aguente mais o tranco de rodar o Frifas. E se você comprou o aparelho recentemente, sem checar esses detalhes antes, bem… DEU RUIM.

A dica final que damos é: não compre nenhum desses smartphones listados se o seu objetivo for apenas jogar games, especialmente se for apenas o Free Fire. Existem opções melhores e você pode encontrá-las tanto no nosso canal do Roda Liso, quanto aqui no Oficina da Net.