A linha Power da Motorola sempre trouxe um produto abaixo dos Plus, com mais bateria, na real, pra mim não faz muito sentido existir esse Power, mas como a Motorola "precisa" lançar dezenas de celulares todos os anos ela cria variantes praticamente idênticas as outras, renomeando o smartphone para lançar.

Enfim, estamos aqui novamente testando uma variante dos Motorolas, onde têm qualidade em alguns aspectos, porém peca bastante. Vamos aqui abordar esses pontos fortes e fracos, comparando com concorrentes próximos e, por fim, determinar quais faixas de preço que vale a pena comprar, sou Nicolas Muller e testei pelas últimas semanas o Moto G9 Power.

Moto G9 Power: ficha técnica

O Moto G9 Power chegou em novembro de 2020, custando R$ 1899. Tem processador Snapdragon 662, 4GB de memória RAM, 128 GB de armazenamento interno. Tela IPS de 6.8 polegadas, HD. Em câmeras temos 64MP como sensor principal, a secundária de 2MP para lente Macro e por fim para completar o conjunto triplo, outro sensor de 2MP para profundidade de campo. Na frontal temos sensor de 16MP.

A bateria, seu ponto forte principal, tem 6000 mAh. Ele roda Android 10 e na linha G da Motorola, teremos agora apenas um update, então se você espera Android 12, não verá nele.

  • Processador: Qualcomm Snapdragon 662
  • CPU: Octa-core (4x2.0 GHz Kryo 260 Gold e 4x1.8 GHz Kryo 260 Silver)
  • Sistema operacional: Android 10
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento Interno: 128 GB
  • Tela - Tipo: IPS
  • Tela - Tamanho: 6.8
  • Tela - Resolução: 1640 x 720
  • Tela - Densidade: 263 ppi
  • Câmera principal: 64 MP, f/1.8 e PDAF
  • 2ª câmera: 2 MP, f/2.4 (macro)
  • 3ª câmera: 2 MP, f/2.4, (profundidade)
  • Câmera Frontal: 16 MP, f/2.2, 1.0µm
  • Bateria: 6000 mAh
  • Carregador: 20W
  • 5G: Não
  • NFC: Sim
  • Som: Loudspeaker
  • Motorola Moto G9 Power - Ficha técnica completa

Pontos Fortes

Agora que vimos os principais aspectos da ficha técnica, vamos ver quais são os pontos fortes dele, e se esses pontos são ideais para equilibrar o custo com os benefícios.

Bateria

Bateria Moto G9 Power
Bateria Moto G9 Power

O ponto mais forte neste aparelho está em sua autonomia. 6000 mAh são uma das opções maiores de bateria atualmente. Se sua necessidade de manter o smartphone vivo em uso constante por mais de um dia, esse é o tamanho de bateria que precisa procurar. Em nosso teste de bateria, o G9 Power levou 12 horas para drenar toda a bateria, em uso realmente constante, com a tela sempre ligada. Portanto, é o smartphone com maior autonomia que já testei por aqui.

WiFi 5GHz

Wifi 5GHz Moto G9 Power
Wifi 5GHz Moto G9 Power

A Motorola no Moto G8 Power nem WiFi de 5GHz havia empregado, pelo menos no G9 Power temos isso. 2020/2021 não é tempo do smartphone vir sem WiFi de pelo menos 5GHz.

Câmera principal

Câmeras Moto G9 Power
Câmeras Moto G9 Power

O sensor principal do G9 Power é o único que presta, pelo menos em um smartphone intermediário. Em boa luz, temos ruído baixo, alcance dinâmico legal e detalhes na foto. Você pode escolher fazer Quad Pixel, que é minha preferência, em dois modos. 64MP se fizer 4:3 no aspecto da imagem, ou senão 48MP se fizer 16:9. Atualmente prefiro fazer fotos em formato wide, por ser mais fácil de utilizar em vídeos e na internet.

Selfies estão na faixa de ok, nada além do que um smartphone desse porte deveria fazer. Foto legal diurna, foto pixelizada e sem nitidez à noite.

Selfie
Selfie interna
Selfie retrato
Selfie com HDR estourado
Selfie a favor do sol
Selfie HDR estourado
Normal/Macro 2MP
Normal/Macro 2MP
Normal/Macro 2MP

Armazenamento

A Motorola sair dos 64GB e passar para 128GB é um alívio. O armazenamento interno é um benefício e tanto, principalmente para quem gosta de fotos e vídeos, então, 128GB estão muito bem aqui.

Pontos Fracos

Passamos agora para os pontos fracos do aparelho, onde ele peca ou não foi bem trabalhado.

Câmeras secundárias

Tirando o sensor principal, bem, de resto temos apenas sensores para dizer que tem. O Macro de 2MP é triste, ele funciona quando realmente tem muita, mas muita luz. Se for tirar uma foto dentro de um ambiente escuro vai ficar terrível. Tá na hora das fabricantes pararem de usar sensor de 2MP, a gente não está mais em 2005. Video fotos acima do comparativo da macro com a normal.

Ah, não temos uma lente para ultrawide ou de zoom óptico.

Desempenho

O desempenho deste smartphone poderia ser melhor, a Motorola usou o Snapdragon 662, ele não torna o produto bom para jogar ou mesmo quem necessita de desempenho em aplicações. Porém, para uso cotidiano, não será um problema. Se você comprar o smartphone sem pensar em jogar, vai ser bem tranquilo usar no cotidiano.

Sem NFC

A falta de NFC em smartphones de 2020 é complicado. Estamos entrando em uma era de pagamentos mais fáceis, a ausência deste recurso vai fazer falta para quem deseja utilizar pagamentos por aproximação. Pix seria a solução? Muito cedo ainda para afirmar.

Tela gigante HD?

A Motorola quis poupar na tela, colocou apenas resolução HD em uma tela de 6.8 polegadas, sério, é possível ver os pixels a olho nú.

Tela gigante mas HD
Tela gigante mas HD

Sinceramente a tela FULLHD não seria nada mal aqui, assistir vídeos nesse padrão de tela é legal, mas fica forçado demais ter que assistir em HD.

Concorrentes

Destacamos para este smartphone dois concorrentes, o M31 da Samsung e o próprio Moto G9 Plus.

Galaxy M31

Galaxy M31 - Foto: Oficina da Net
Galaxy M31 - Foto: Oficina da Net

O Galaxy M31 é seu principal concorrente, com também 6000mAh de bateria, ele entrega tela SuperAMOLED FULLHD, além de conjunto de câmeras mais útil contando com lente ultrawide e câmera macro de 5MP. Atualmente os dois estão com preços iguais, R$ 1699. Certamente vale a pena pegar o smartphone da Samsung.

  • Processador: Exynos 9611
  • CPU: Octa-core (4x2.3 GHz Cortex-A73 e 4x1.7 GHz Cortex-A53)
  • Sistema operacional: One UI 2 e Android 10
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento Interno: 128 GB e 64 GB
  • Tela - Tipo: Super AMOLED
  • Tela - Tamanho: 6.4
  • Tela - Resolução: 2340 x 1080
  • Tela - Densidade: 403 ppi
  • Tela - Proteção: Gorilla Glass 3
  • Câmera principal: PDAF e 64 MP, f/1.8, 26mm (wide), 1/1.72, 0.8µm
  • 2ª câmera: 8 MP, f/2.2, 12mm (ultrawide), 1/4.0, 1.12µm
  • 3ª câmera: 5 MP, f/2.4, (macro)
  • 4ª câmera: 5 MP, f/2.2, (depth)
  • Câmera Frontal: 32 MP, f/2.0, 26mm (wide), 1/2.8
  • Bateria: 6000 mAh
  • Carregador: 15W
  • 5G: Não
  • NFC: Não
  • Som: Loudspeaker
  • Samsung Galaxy M31 - Ficha técnica completa

Moto G9 Plus

Moto G9 Plus - Foto: Oficina da Net
Moto G9 Plus - Foto: Oficina da Net
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 730G
  • CPU: Octa-core (2x2.2 GHz Kryo 470 Gold e 6x1.8 GHz Kryo 470 Silver)
  • Sistema operacional: Android 10
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento Interno: 128 GB
  • Tela - Tipo: IPS
  • Tela - Tamanho: 6.82
  • Tela - Resolução: 2400 x 1080
  • Tela - Densidade: 386 ppi
  • Câmera principal: PDAF e 64 MP, f/1.8
  • 2ª câmera: 8 MP, f/2.2, 118˚, (ultrawide)
  • 3ª câmera: 2 MP, f/2.4, (macro)
  • 4ª câmera: 2 MP, f/2.4, (profundidade)
  • Câmera Frontal: 16 MP, f/2.0
  • Bateria: 5000 mAh
  • Carregador: 30W
  • 5G: Não
  • NFC: Sim
  • Som: Mono e Loudspeaker
  • Motorola Moto G9 Plus - Ficha técnica completa

O Moto G9 Plus foi lançado muito mais caro, hoje é possível encontrá-lo por R$ 1749, ou seja, se você gastar apenas 50 reais a mais, terá muito melhor desempenho, melhores câmeras, mas vai perder em bateria, ainda assim durando um dia de uso constante. Novamente, o concorrente está em vantagem.

Quando vale a pena comprar o Moto G9 Power?

Agora vamos passar aos preços que eu considero valer a pena comprar o Moto G9 Power.

  • Não vale a pena comprar: Os preços que considero não valer a pena comprar são acima de R$ 1600. Podemos ir atrás de produtos melhores, inclusive o próprio M31 que mencionei antes. Esse é o valor que ele encontra-se atualmente, portanto, não aconselho comprar agora.
  • Vale a pena comprar: A faixa que considero valer a pena é de R$ 1300 a R$ 1599. É esse o preço que devemos esperar chegar pelos próximos três meses, anota aí.
  • Vale muito a pena comprar: Agora abaixo dos 1300 reais vai ser um bom negócio, esse valor deve chegar apenas no final de 2021, então creio ser mais negócio procurar por outro smartphone se você quiser gastar até 1300 reais.

Onde comprar?

  • Motorola Moto G9 Power Verde Pacífico 128gb Tela 6.8 4gb Ram Câmera Tripla 64mp + 2mp + 2mp Amazon R$ 1.399,90 Ver oferta
  • Moto G9 Power Purple, com Tela de 6,8, 4G, 128GB e Câmera Tripla de 64MP & 2MP & 2MP - XT2091-4 Fast Shop R$ 1.575,81 Ver oferta
  • Motorola Moto G9 Power 128GB 4G Wi-Fi Tela 6.8 Dual Chip 4GB RAM Câmera Tripla + Selfie 16MP - Purple Shoptime R$ 1.580,07 Ver oferta

Veredicto

Prós
  • Bateria
  • Câmera principal
  • WiFi 5GHz
Contras
  • Tela gigante apenas HD
  • Sem NFC
  • Desempenho ruim para games
  • 2MP macro? Sem ultrawide
Motorola Moto G9 Power
6.9

Essa foi a nossa análise do Moto G9 Power, ele é um smartphone intermediário onde o principal trunfo é sua bateria, deixando outras coisas para trás. Sinceramente, não vejo muito sentido no Moto G9 Power, com o G9 Plus custando 50 reais a mais. Ah, mas eu só quero bateria, bem então compra o Samsung M31. A necessidade da Motorola em lançar diversos smartphones por ano só confunde a cabeça dos consumidores e ao meu ver, presta um desserviço trazendo smartphones com um aspecto ótimo e outros ruins para medíocres. Minha nota para ele é 6.8 e não indico a compra.