REVIEW Galaxy A9 - O smartphone Samsung com 4 câmeras

Testamos o Galaxy A9 por completo, e aqui está a nossa análise do smartphone com 4 câmeras traseiras da Samsung. Será que vale a pena comprar o versátil A9? Leia/assista o review.

Por Reviews de smartphones Pular para comentários

O Galaxy A9, primeiro smartphone da Samsung, e por que não, o primeiro smartphone no Brasil a chegar com conjunto de 4 câmeras traseiras foi enviado pela Samsung para analisarmos aqui no Oficina da Net. A versatilidade de câmeras você já viu por aqui também no review do Huawei P30 Pro. Apesar da mesma condição de câmeras, os dois telefones não concorrem entre si.

Com Snadragon 660, aquele utilizado no melhor Zenfone 4 em 2017 e no Xiaomi Mi A2, com 6GB de memória RAM e 128GB de armazenamento interno são bons recursos para um smartphone considerado ainda intermediário, premium, mas intermediário. Será que esses requisitos todos tornam ele uma boa pedida agora para 2019, ou não? é o que vamos descobrir agora no review do Galaxy A9 aqui no Oficina da Net. 

Review em vídeo: 

Design

Vamos começar falando sobre o design do aparelho. Sinceramente, esse é senão o ponto mais forte, um dos mais. O design dele é muito bonito. Todo revestido em vidro, a cor rosa, que nos foi enviada encaixa bem para uma menina que curte a cor, aliás a cor é um degradê brilhante, que curti bastante. A construção externa dos aparelhos da Samsung é algo que ninguém pode por defeito. Eles são muito bem feitos. 

Na parte de trás dele temos o conjunto quádruplo de câmeras, um flash em LED único, o sensor de impressões digitais, centralizado, o logo da Samsung e nada mais. Simples, objetivo e aderindo aquele menos é mais. 

Galaxy A9 2018 - traseiraGalaxy A9 2018 - traseira

Na frente temos bordas, sim, bordas. Sem notch, sem gota, bordas mesmo, tanto na parte de cima, quanto na de baixo. Como ele é um aparelho grande, as bordas não incomodam tanto assim, até achei melhor do que o famigerado entalhe. Mas será que é esse o conceito que as pessoas buscam em um smartphone em 2019? Lembrando que apesar dele ser um smartphone de 2018, no Brasil foi lançado em janeiro deste ano. 

Galaxy A9 2018 - frenteGalaxy A9 2018 - frente

No lado direito temos os botões de volume e o botão de desligar. Já no lado esquerdo conta com o botão para a Bixby. Na parte de baixo estão de forma correta, posicionadas a entrada USB, do tipo C e a entrada para fones de ouvido, além do microfone de chamadas e a saída de som multimídia. 

Galaxy A9 2018 - fundoGalaxy A9 2018 - fundo

Como já falei, eu gostei muito do design do aparelho. Apesar de ser um pouco grande, são 16.2cm de altura - aí entra as pessoas que não gostam de aparelhos grandes e certamente não vão gostar - ele é bom para consumir conteúdos, a tela de 6.3 polegadas é eficiente nesse sentido. De design você estará bem servido. 

Hardware e performance

Agora vamos ao hardware, com o Snapdragon 660, um processador que tem fama de consumir bastante energia, porém tem potência suficiente para tocar bastante coisas. Ele conta com 6GB de memória RAM, um número que hoje é ideal, com essa quantidade você não precisa ficar fechando os aplicativos. Ainda contamos com armazenamento interno de 128GB, esse valor também considero ideal, principalmente quando falamos de um telefone que preza pelas câmeras. A produção de fotos e vídeos exige que tenhamos um espaço considerável, os 128GB são mais que suficientes.

Esse conjunto de processador e memórias é ideal, certo? Com ele você vai poder jogar, navegar por redes sociais sem travamentos? Não e sim. Não pelos jogos. Se você assistiu o programa Roda Liso aqui do Oficina da Net, viu que o A9 não conseguiu rodar bem todos os games, apesar de contar com um bom hardware. De fato foi meio frustrante ele não rodar games que são considerados leves, mas não é de todo ruim. Ajustando os gráficos, fazendo algumas configurações você poderá praticar os jogos também. Em se tratando de navegação e redes sociais, certamente você pode ficar tranquilo que funcionará bem, aí entra o SIM da primeira pergunta. 

Como ele se saiu nos testes de benchmark?

Veja a nossa tabela que corrobora com a constatação anterior. Ele equipara e perde em alguns casos para o Zenfone 4, de 2017, versão que conta com o mesmo processador e também com 6GB de memória RAM. 

Os valores em si não são ruins, mas o que me preocupa é o custo benefício. Atualmente o smartphone tem um preço mais em conta, porém em seu lançamento ficou evidenciado que não era o mercado atual que ele queria atingir. Hoje, o principal concorrente mais recente que encontro aqui no Brasil é o Motorola One Vision, que já saiu review aqui no Oficina da Net, inclusive fizemos o primeiro episódio do Batalhe de câmeras, onde comparamos a qualidade e diversos outros fatores das câmeras.

Tela

A tela dele é destaque positivo, e quando que a Samsung não faz uma tela que seja destaque no aparelho? Ein? Ein? Com resolução FULLHD+, ela é Super AMOLED, tem, 6,3 polegadas, em termos de medidas são 14 centímetros de altura por 7 de largura. Tem frequência de 60Hz. Aquele Super AMOLED tradicional da Samsung. As cores, principalmente mais notados com contraste, como os tons de cinza, são bem diferenciados, então, para navegar por páginas, você vai achar incrível. 

Câmeras

Vamos falar do que interessa? O conjunto quádruplo de câmeras já não é novidade, porém, foi a Samsung com o A9 a primeira a trazer essa, podemos chamar de tecnologia?, para o Brasil. É necessário ter 4 sensores em um smartphone? Eu diria que não, mas como eles não fazem a mesma coisa, há um sentido aí. Pense em uma câmera, aquelas profissionais. Quando o fotógrafo quer mudar a perspectiva, ele vai lá e troca a lente, seja para tirar uma foto mais distante ou mesmo para fazer uma macro. É nesse sentido que o conjunto de 4 câmeras entra. 

Galaxy A9 2018 - as 4 lentesGalaxy A9 2018 - as 4 lentes

A primeira lente, a de cima, é uma Wide Angle, aquelas que capturam mais informações, abrem a visão da foto, por muitas vezes confundida com olho de peixe. Ela tem apenas 5MP, faz essa foto grandona abaixo. Conta com abertura f/2.2, em dias mais escuros a foto não vai ficar tão boa assim, por contar também só com esses 5MP, de fato ela vai servir para você capturar mais e ponto. 

A segunda lente é uma telephoto, com zoom óptico de 2x. Ao contrário da Wide angle, ela vai aproximar a imagem para capturar melhor uma informação mais longe. Mas são lá 8MP com abertura f/2.4. 

A terceira lente sim, a melhor, com 24MP abertura f/1.7 é usada como a lente principal. Ela faz boas fotos. Senti falta do modo noturno, aquele que você clica, espera 10 minutos e a foto tá pronta, sabe. Sério mesmo, 4 sensores e não tem modo noturno. Ela tem um negócio chamado Bright Photo, que é um modo automático de detecção, mas longe de ser realmente bom como mesmo o modo noturno no Motorola One Vision. 

Por fim, o quarto sensor. Ele é um sensor de profundidade de campo, não pode ser escolhido para fotografar, mas serve para você fazer as fotos em modo retrato, melhores. 

A diferença de ângulos das três câmerasA diferença de ângulos das três câmeras

O celular tem quatro câmeras traseiras, dito isso, penso eu que ele foi designado para fotografar, certo? E por que ele não faz isso bem então? Ele tem foto wide angle, que não fica muito nítida. Faz foto com 2x de zoom óptico, tem a lente melhor que não faz modo noturno, hoje tão necessário, mas faz sim boas fotos e vídeos durante o dia, bons mesmo. Falando em vídeo, nossa a estabilidade de imagem dessa câmera é muito boa, mas muito boa. O sensor principal é o melhor, de fato, não deveria ser diferente né? Mas esses outros sensores, na minha concepção estão ali só para fazer número e encarecer o projeto. Já falo mais sobre os valores dele. 

A câmera frontal, também um sensor de 24MP com abertura f/2.0. É uma câmera bem legal para frontal. Faz boas selfies, não conta com modo retrato, nem aquele emulado por software. Mas a qualidade da imagem sai boa, com pouco ruído. Mesmo com o modo Beleza desativado, parece que ele ainda tenta tornar sua pele mais clara e lisinha. Mas isso é um problema recorrente das fabricantes orientais, não é só a Samsung. 

Galeria de fotos feitas com o celular: 

Bateria

Bem, aqui é um ponto forte do aparelho. Como já mencionamos o processador é um cara que consome, para garantir aquele dia precioso de bateria, a Samsung colocou 3800mAh. Certamente você terá um dia de bateria, chegando a noite, por volta de 21 horas ainda com 20%. Não é aquela bateria para durar dois dias de uso intenso, mas é um ponto legal no smartphone. 

Preço de lançamento R$ 3.199,00
Menor preço histórico R$ 1.510,22
Processador Qualcomm Snapdragon 660
GPU Adreno 512
Memória RAM 6 GB
Armazenamento Interno 128 GB
Armazenamento Extra 512 GB
Câmera Frontal 24 MP
Câmera Frontal - Abertura F/2.0
Câmera Traseira 5 MP, 8 MP, 24 MP e 10 MP
Câmera Traseira - Abertura F/2.4
Vídeo 4K - 30 fps
Display - Tamanho 6,3
Display - Tecnologia Super AMOLED
Display - Resolução 2220 x 1080
Sistema operacional Android 8.0 Oreo
Bateria 3800 mAh
Proteção IP68 Não tem
Peso 183g
Som Mono
Câmera - HDR
Câmera - estabilização ótica
3G
4G
5G
Bluetooth
GPS
NFC
Wi-Fi
DLNA
Rádio FM
TV Digital
Acelerômetro
Bússola
Flash
Giroscópio
Sensor de proximidade
Vibração
Viva Voz
Sensor de impressão digital
3.5mm jack
Detecção facial
Barômetro

Software

O software é Android, na versão Pie, rodando a versão mais recente da Samsung One UI na versão 1.1. Não é aquele Android mais limpo como smartphones do tipo One, ou mesmo os Motorolas, mas para quem está habituado com interface Samsung, estará em casa. A Samsung traz alguns aplicativos próprios instalados, como um app de email, gerenciador de arquivos, gravador de voz, o navegador, o app de atividades e condicionamento físico e uma galeria de apps que a fabricante indica. 

A Samsung tem aprimorado a One UI com algumas funcionalidades que estão meio escondidas, mas se você futricar por lá vai encontrar e, quem sabe gostar de usar. A exemplo, os Movimentos e gestos, que você pode configurar algumas coisas, como abrir e fechar o painel de notificações arrastando o dedo sobre o sensor de impressões digitais. Ou por exemplo, deslizar a lateral da mão da direita para a esquerda para tirar um print da tela. São opções como estas que geralmente encontram-se lá escondidas e o usuário que mexer um pouco no sistema encontra. Bem verdade que algumas delas podem não ser boas opções, mas quem sabe algumas auxiliam no seu dia-a-dia.

Veredicto

O veredicto do Galaxy A9 na análise do Oficina da Net é um smartphone que sinceramente não indicamos para compra. Ele foi concebido para ser um produto voltado para fotos, mas a soma de todos os sensores só tornou o projeto caro, os benefícios dos demais sensores são praticamente nulos, afinal, quase não há diferença entre uma lente normal para uma 2x, lente wide angle até é bem vinda, mas também é outra que pouco utilizamos. Tudo isso, encarece. Em termos de performance, há especificações boas, que não relatam todo esse desempenho nos jogos, então, para uso cotidiano, tudo bem, ele será agradável. 

Review Samsung Galaxy A9Review Samsung Galaxy A9

A Samsung lançou ele no Brasil em janeiro custando R$ 3.199, agora em julho, é possível encontrar o produto por R$ 1600, em SEIS meses o smartphone caiu pela metade o valor. Isso reflete a nossa análise negativa com relação ao produto, com queda brusca de preço, mostra que o valor inicial era inflado e não remetia a qualidade final do produto. O seu valor ideal e R$ 1499, quando ele chegar a esse preço, é um valor que considero justo. 

Infelizmente eu esperava mais dele, um smartphone bonito por fora, com algumas características legais, como a tela, bateria e memórias. Minha nota final para ele é um 7, para R$ 3200 uma nota 7 é ruim. 

Bem, e você o que achou do Galaxy A9, deixe nos comentários.

Compartilhe com seus amigos:
Nicolas Muller
Nicolas Muller Fundador do Oficina da Net, trabalha com internet desde 2004. Entusiasta de tecnologia, hoje coordena a redação do site, responsável pela análises de smartphones. Foi programador por 10 anos e agora jornalista por profissão.
FACEBOOK // INSTAGRAM: @nmuller99 // TWITTER: @nmuller99
Quer conversar com o(a) Nicolas, comente:
Minha foto
    O que é mais importante em um smartphone?
    Bateria(26,95%)
    Câmera(14,54%)
    Performance(50,35%)
    Aparência(3,55%)
    Tela(4,61%)