Carpool: serviço próprio de carona do Waze chega ainda este ano no Brasil

Para que chegue ao Brasil até o final deste ano a plataforma Carpool deve passar por ajustes, a principal preocupação é a questão da segurança.

Por | @fsbeling Aplicativos

Acontece entre os dias 8 e 9 de junho em São Paulo o Wired Festival Brasil 2017. A segunda edição do evento vai debater assuntos sobre inovação, educação e negócios.

O líder de crescimento do Waze na América Latina, Paulo Cabral, vai falar no segundo dia do evento sobre “como o Waze ajuda a melhorar a infraestrutura de grandes cidades como São Paulo” às 11 horas na sala Reverb.

Ele diz “O Wired Festival Brasil terá vários temas e um deles será cidades. Vamos participar mostrando como o Waze ajuda a melhorar a infraestrutura dessas grandes cidades como São Paulo"

O Waze possui 80 milhões de inscritos em toda plataforma que oferece dados do trânsito e mapas online. São Paulo é considerada a cidade com maior quantidade de wazers do mundo, são 3,8 milhões de motoristas cadastrados. O Carpool deve chegar ao Brasil no final de 2017, ainda não há data oficial divulgada, mas a cidade em que haverá o próximo lançamento promete ser a capital paulista.

É diferente de serviços de transporte como táxi, Uber ou Cabify. O Carpool apresenta regras globais assim como limites, por exemplo, é permitido oferecer apenas duas caronas, ida e volta, por dia.

Está disponível em São Francisco e Los Angeles, nos Estados Unidos. Assim como em Israel, porém lá existe um time de desenvolvimento que decide quais funções serão oferecidas.

Segurança no Brasil

"Estamos pensando na questão da segurança. Sabemos que no Brasil será diferente de outras partes do mundo, principalmente São Paulo. Estamos pensando em alternativas para diminuir esse risco de violência. Você pode, por exemplo, selecionar quem você vai pegar e permitir usar a sua carona" diz Cabral.

Completa ainda dizendo “Se seu carona mora na mesma região que você ou trabalha no mesmo prédio que você, isso ajuda bastante”.

Desta forma o usuário poderá escolher para quem vai dar carona e diminuir o alcance da cobertura da região em que pretende fornecer carona. Como podemos ver nos comentários de Cabral, há uma grande preocupação com a questão da segurança no Brasil.

Contribuição

A contribuição será mínima, cada corrida terá como base a distância percorrida para gerar a contribuição correta e justa. Cabral diz "Todos os cálculos são locais, mas a ideia é ter o mesmo princípio do resto do mundo, onde o preço depende da distância percorrida".

Comenta ainda que “O trabalho é o meio mais comum para utilizar o Carpool, mas podemos citar escolas, faculdades ou qualquer outro trajeto que as pessoas façam de maneira frequente".

A forma de pagamento em dinheiro é uma grande preocupação para região da capital paulista pois para o executivo está maneira facilitaria as práticas criminosas "Vamos tirar o máximo proveito do que temos hoje na plataforma. Algumas coisas, porém, vão mudar. Pagamento em dinheiro não estará disponível em São Paulo".

Limite de uma carona por carro

Para utilizar o Carpool, os motoristas precisam ser residentes do país, ter nome real e não fictício, foto no perfil, ter 18 anos se passageiro e 21 se motorista. Atualmente, nos países em que vem sendo utilizado o organizador de caronas permite levar apenas uma pessoa por vez, o que deve mudar com a sua chegada no Brasil.

WazeWaze

"Hoje o limite é de uma pessoa. Mas estamos em teste para ter mais pessoas de carona dentro do carro. Quando lançarmos no Brasil, teremos a função de mais de uma pessoa, ideal para quem vai para a universidade ou mesmo para o trabalho em grupos maiores", disse Cabral.

"Temos alguns exemplos no resto do mundo: em Israel começamos em algumas regiões específicas. Em São Francisco começamos com algumas empresas parceiras: Google, Walmart e univerisades. Não vejo a Waze abrindo direto o Carpool a todos", comenta.

A ideia é que o Waze Carpool seja disponibilizado aos poucos no Brasil assim como aconteceu com os outros países em que já opera.

Trânsito

Completou dizendo "Baseado na experiência do resto do mundo, o Carpool pode tirar metade dos carros das ruas e aumentar a velocidade média em 15% na cidade. O impacto disso são minutos a menos em um trajeto diário. Acreditamos que o Waze Carpool vai ser bem-sucedido no Brasil".

Com os ajustes que pretende fazer na plataforma para que seja utilizada no Brasil, Cabral segue confiante de que o serviço irá dar certo no Brasil.

Waze com a plataforma Carpool de caronas consegue diminuir a quantidade de carros nas ruas e aumentar a velocidade média de circulação dos veículos.

Mais sobre: aplicativos, plataformas, Waze
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar