Oficina da Net Logo

Incêndio em uma das fábricas da Samsung foi causado por baterias defeituosas

Baterias retiradas do Galaxy Note 7 estavam em um depósito e foram as responsáveis pelo sinistro.

Por | @oficinadanet Smartphones Pular para comentários

Nesta quarta-feira, dia 8, uma das unidades da Samsung na China pegou fogo. As instalações da Samsung SDI eram responsáveis pela fabricação das baterias que provocaram o superaquecimento nos smartphones Galaxy Note 7 no ano passado. Diversos dispositivos sofreram explosões, situação que levou a sul-coreana a retirar o produto do mercado.

.
Imagens do incêndio foram divulgadas no Twitter

Foram justamente as baterias defeituosas do Galaxy Note 7, descartadas em um depósito, que causaram o sinistro. O incêndio ficou restrito à área de descarte e processamento de resíduos, onde ficavam as baterias removidas dos smartphones recolhidos. Conforme peritos do corpo de bombeiros que atendeu a ocorrência, “o material que pegou fogo foram baterias de lítio”, além de produtos inacabados. No total, o acidente mobilizou 110 bombeiros e 10 caminhões especializados para conter as chamas.

Felizmente, ninguém ficou ferido. De acordo com a Samsung, o incêndio não afetou a capacidade produtiva de sua subsidiária, que ainda opera outras quatro instalações na China para a fabricação de baterias para a companhia sul-coreana.

A Samsung SDI é a encarregada de fornecer as baterias que serão utilizadas no Galaxy Note 8, próximo lançamento top de linha da marca. A empresa afirma ter investido quase US$ 130 milhões para garantir a segurança dos componentes.

Veja também: 

Assista ao nosso último vídeo: