Incêndio em uma das fábricas da Samsung foi causado por baterias defeituosas

Baterias retiradas do Galaxy Note 7 estavam em um depósito e foram as responsáveis pelo sinistro.

Por | @oficinadanet Smartphones

Nesta quarta-feira, dia 8, uma das unidades da Samsung na China pegou fogo. As instalações da Samsung SDI eram responsáveis pela fabricação das baterias que provocaram o superaquecimento nos smartphones Galaxy Note 7 no ano passado. Diversos dispositivos sofreram explosões, situação que levou a sul-coreana a retirar o produto do mercado.

Incêndio em uma das fábricas da Samsung foi causado por baterias defeituosas
Imagens do incêndio foram divulgadas no Twitter

Foram justamente as baterias defeituosas do Galaxy Note 7, descartadas em um depósito, que causaram o sinistro. O incêndio ficou restrito à área de descarte e processamento de resíduos, onde ficavam as baterias removidas dos smartphones recolhidos. Conforme peritos do corpo de bombeiros que atendeu a ocorrência, “o material que pegou fogo foram baterias de lítio”, além de produtos inacabados. No total, o acidente mobilizou 110 bombeiros e 10 caminhões especializados para conter as chamas.

Felizmente, ninguém ficou ferido. De acordo com a Samsung, o incêndio não afetou a capacidade produtiva de sua subsidiária, que ainda opera outras quatro instalações na China para a fabricação de baterias para a companhia sul-coreana.

A Samsung SDI é a encarregada de fornecer as baterias que serão utilizadas no Galaxy Note 8, próximo lançamento top de linha da marca. A empresa afirma ter investido quase US$ 130 milhões para garantir a segurança dos componentes.

Veja também: 

Mais sobre: Samsung incêndio baterias
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo