Uber pode ser proibido no Rio de Janeiro

Os políticos do município carioca já tentaram barrar o uso do aplicativo no município.

Por | @RafaelaPozzebon Aplicativos

Na tarde da quarta-feira (16), em uma votação, a câmara municipal do Rio de Janeiro decidiu aceitar o pedido dos taxistas e proibir o uso do aplicativo Uber na cidade. A decisão final será do prefeito Eduardo Paes. Agora, ele terá 15 dias para aprovar ou rejeitar a medida.

Uber pode ser proibido no Rio de Janeiro
Uber do Rio de Janeiro poderá ser proibido na cidade. Câmara dos vereadores já aprovou a suspensão. Veto final fica por conta do prefeito Eduardo Paes.

Leia também:

A vereadora Vera Lin, do PP, é responsável pela PL 1362, e pede a proibição do uso de carros particulares que estejam cadastrados em aplicativos e sites para o transporte remunerado de passageiros. Para a votação estavam presentes 41 parlamentares, destes, 32 votaram a favor da proposta e o restante não se manifestou.

Os políticos do município carioca já tentaram barrar o uso do aplicativo no município. A câmara, em 2015, já havia votado pelo fim do uso do Uber. A decisão, na época, foi apoiada por Paes. De acordo com ele, não voltaria atrás da sua decisão após sancionar a lei que proibia o aplicativo na cidade.

“Agora é olhar para o futuro e buscar uma melhor qualificação dos táxis da cidade”, disse  Eduardo Paes no dia 30 de setembro quando realizou a inauguração da Clínica da Família no Quitungo.

Porém, após isso, a justiça do Rio de janeiro, através de uma liminar, autorizou os motoristas credenciados a continuarem trabalhando normalmente até que a medida fosse regulamentada pelo Poder Público.

Mais sobre: uber, justica, aplicativo
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.