Conheça as tecnologias que auxiliam na preparação dos atletas Olímpicos

Se preparar para uma competição esportiva não é fácil, ainda mais quando o evento esportivo em questão é uma Olimpíada. Para dar uma "mãozinha" nesta tarefa, atletas estão apostando em equipamentos para lá de tecnológicos. Confira.

Por | @oficinadanet Tecnologia

O sonho de todo atleta é poder participar de uma Olimpíada e, claro, ganhar medalhas. De quatro em quatro anos surge a grande chance de realizar este desejo e ser recompensado por todo o esforço empregado durante anos de treinamento. Daqui a oito dias os esportistas poderão mostrar para o mundo, toda a sua garra e vontade de vencer, com a realização dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016.  A abertura deste grande evento está marcada para o próximo dia 5 de agosto.

Conheça as tecnologias que auxiliam na preparação dos atletas Olímpicos

E para fazer bonito, os atletas suam mesmo a camisa. Treinam dias a fio, abdicam de noites na balada, momentos com a família, não se importam com a dor, superam seus limites, tudo em nome do esporte. Mas eles não estão sozinhos nesta jornada. Além de toda uma comissão técnica, com diversos profissionais que os orientam, os esportistas ainda contam com a ajuda da tecnologia para ir ainda mais longe, quando o assunto é superação.

Equipamentos tecnológicos são utilizados para melhorar a performance dos atletas, seja levantando dados sobre o estado físico de cada esportista, seus pontos fortes e fatores a serem melhorados em suas respectivas modalidades, bem como as condições emocionais dos competidores. Softwares ajudam a controlar as emoções e o nervosismo na hora de entrar no tatame, na piscina, na pista, na quadra ou no campo. Conheça agora, alguns destes equipamentos utilizados pelos atletas na preparação para as Olimpíadas.

BioFeedback

É uma ferramenta da neurociência capaz de desenvolver nos atletas a capacidade de autorregulação. Na prática, o equipamento permite que os esportistas controlem quando quiserem suas reações emocionais e fisiológicas, algo que faz a diferença na hora de competir. O software permite pegar uma medida fisiológica do atleta, como por exemplo, seus batimentos cardíacos, e fazer um treinamento de respiração, concentração e autorregulação emocional para que ele sinta-se (e fique) melhor preparado.

Conheça as tecnologias que auxiliam na preparação dos atletas Olímpicos
Biofeedback é utilizado também em tratamentos terapêuticos

Seu uso ocorre da seguinte forma: Um medidor de frequência cardíaca é preso na ponta da orelha do atleta e então com o software a psicóloga consegue identificar como o esportista reage e interpreta diversas situações, como por exemplo, quando está exposto às vaias da torcida, ou precisa virar o jogo. Durante a avaliação, a velocidade do balão que aparece na tela, representa o nível de regulação do atleta. Quanto mais rápido, mais controlado e concentrado ele estará.

Com este feedback em tempo real de suas emoções, o atleta tem a possibilidade de avaliar e ver se seu comportamento está ideal para cada situação a qual ele possivelmente estará exposto. Além dos batimentos cardíacos, outras medidas fisiológicas podem ser usadas para retorno imediato de informação, como a respiração, tensão muscular, pressão arterial, temperatura e padrão de ondas cerebrais.

Veja também:

Halo Sport

Esta tecnologia promete estimular o cérebro do atleta para construir maior número de conexões neurais. Esta estimulação, chamada de “Neuropriming”, coloca o cérebro em um estado temporário de “hyperlearning”.

O resultado, é um atleta mais produtivo, visto que o cérebro cria um circuito neural otimizado para movimentos semelhantes. O equipamento ajuda os esportistas a se tornarem mais precisos, coordenados e com maior explosão muscular. O produto foi desenvolvido pela Halo Neuroscience e está sendo utilizado por atletas de diversos países e modalidades.

Conheça as tecnologias que auxiliam na preparação dos atletas Olímpicos
Halo Sport ajuda os esportistas a terem uma maior explosão muscular, entre outros benefícios

LAPAS

O Laboratório de Perfomance em Ambiente Simulado (Lapas) é um equipamento com tecnologia para simular diferentes condições de altitude, temperatura, vento e umidade. Ele capacita os atletas para terem condições de suportar e enfrentar as situações mais adversas, enquanto competem.

O objetivo do Lapas é proporcionar aos atletas brasileiros condições tecnológicas de treinamento similares às existentes nos países que lideram o cenário esportivo internacional, como Estados Unidos, Japão, Rússia e outros países da Europa.

O equipamento permite que sejam simulados os ambientes que os atletas encontram em determinada competição, como forma de adaptação não só do corpo, mas também para testar o desempenho de trajes, medicamentos e materiais esportivos.

Conheça as tecnologias que auxiliam na preparação dos atletas Olímpicos
Lapas capacita atletas para enfrentarem as situações mais adversas em uma competição

Aquanex

O Aquanex é um software de correção de nado desenvolvido por uma empresa americana. É considerado uma das principais inovações tecnológicas para o esporte aquático. Com ele é possível mensurar as forças no próprio tiro da prova. Por meio de câmeras, posicionadas dentro e fora da piscina, e sensores no corpo do atleta, os técnicos conseguem corrigir o posicionamento em diversos momentos da competição.

Zephyr

O Zephyr é um monitor de frequência cardíaco acoplado a acelerômetros, que são colocados estrategicamente no corpo do atleta. Ele permite que técnicos e analistas percebam em tempo real as diversas forças envolvidas nos movimentos de diversos esportes, entre eles a natação.

Dartfish e Kinovea

São softwares de imagens que permitem a reprodução quadro a quadro do movimento de esportistas. Com isto é possível realizar a checagem de variáveis temporais e angulares durante uma prova. Com os dados obtidos, consegue-se comparar o desempenho dos esportistas com base em outros atletas e calcular o que falta para o movimento ser o mais perfeito possível.

Jogos eletrônicos

Pois é, para os atletas jogos eletrônicos não são brincadeira. Isto porque estes dispositivos são usados como forma de melhorar o desempenho dos esportistas, como por exemplo os games Wii e Kinecet. Eles auxiliam por meio da simulação de práticas esportivas. Os simuladores podem ser utilizados para adaptações de altitude e ambientação de atletas aos locais das competições, isto de forma virtual, por meio de projeções idênticas a estes ambientes.

Aplicativos

Os pesquisadores do Centro de Pesquisas Global da GE, no Rio de Janeiro, desenvolveram um aplicativo exclusivo para a Canoagem Brasileira, que coleta informações dos treinos da canoagem, como a velocidade, e as avalia, tudo em tempo real, por meio de um sistema mobile inteligente.

Durante os treinos, os sensores com a tecnologia GE são acoplados às embarcações e aos atletas. Estes sensores contam com um sistema que engloba acelerômetro, giroscópio, magnetômetro e GPS, utilizados para medir a frequência e intensidade da remada, além de detectar fatores como localização, velocidade e direção da embarcação. Ao mesmo tempo, os atletas usam um monitor de frequência cardíaca que envia informações via Bluetooth para os coletores instalados na embarcação.

Conheça as tecnologias que auxiliam na preparação dos atletas Olímpicos
Canoagem brasileira conta com auxílio de aplicativo para melhorar performance

As informações coletadas por estes sensores são transmitidas para um sistema armazenado na nuvem e é aí que os dados são cruzados, fornecendo aos treinadores gráficos e uma análise completa que pode ser vista por um tablet. Com estas informações em mãos, treinadores possuem um prato cheio na hora de traçar estratégias de treinamento e melhorar o desempenho dos esportistas. Com o aplicativo, o técnico consegue determinar com precisão o tempo em que a série será concluída, ou se o atleta deve alongar ou encurtar uma remada, dosar ou aumentar o esforço em determinado momento do percurso.

Estes são alguns dos equipamentos tecnológicos utilizados por atletas para se prepararem para as Olimpíadas e demais competições esportivas. E eles realmente ajudam muito, mas o que realmente vai fazer a diferença na hora de competir é a garra e determinação de cada atleta, características estas que a gente sabe que o brasileiro tem de sobra. Por aqui, fica a torcida para que muitas medalhas de ouro sejam levantadas por nossos esportistas.

Mais sobre: Olimpíadas, tecnologia, atletas
Share Tweet
DESTAQUES
Mais compartilhados
Comentários