Anatel terá que prestar contas ao Ministério Público Federal

A Procuradoria da República do Distrito Federal abriu um inquérito para investigar a postura da agência em relação ao limite de consumo de dados na internet banda larga fixa

Por Internet Pular para comentários
Anatel terá que prestar contas ao Ministério Público Federal

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) proibiu por tempo indeterminado a aplicação das franquias limitadas na internet banda larga fixa. O objetivo é avaliar melhor a questão. Contudo, mesmo no comunicado feito por ela, anunciando a proibição, ela não se mostrou contrária ao limite de tráfego de dados.

Anatel terá que prestar contas ao Ministério Público Federal

Diante de indícios que a agência tenha adotado uma postura favorável à proposta das empresas, a Procuradoria da República do Distrito Federal (PRDF) - unidade do Ministério Público Federal - decidiu instaurar um inquérito para cobrar explicações da Anatel. A ação quer que a agência esclareça sobre a medida cautelar emitida por ela, que proíbe empresas de limitar o acesso de usuários da banda larga fixa sem aviso prévio e sem oferecer ferramentas que permitam acompanhar o consumo de dados. Para a PRDF esta medida mostra indícios de que a Anatel adotou um posicionamento a favor da proposta feita pelas operadoras, sem a segurança de que o consumidor será beneficiado.

Veja também:

Além disso, o Ministério Público Federal (MPF) solicitou estudos técnicos realizados pela Anatel para avaliar os impactos econômicos e concorrencial da venda de internet banda larga fixa por franquia. O pedido foi enviado por ofício ao presidente da Anatel, João Batista de Rezende, na quarta-feira, dia 20 de abril, e tem como objetivo esclarecer a postura favorável as franquias limitadas, adotada pela agência.

Além do estudo detalhado, o MPF, por meio da Câmara de Consumidor e Ordem Econômica, solicitou informações sobre a adequação do novo modelo de fornecimento do serviço à Lei 12.965/2014, conhecida como Marco Civil da Internet, e ao Código de Defesa do Consumidor, além do Regulamento Geral dos Direitos dos Consumidores.

Através do ofício, o MPF revela a sua preocupação com o apoio da Anatel ao estabelecimento de franquias de dados, assim como a possível redução de velocidade ou suspensão do serviço de internet por parte das empresas prestadoras do serviço. O órgão acredita que a adoção das medidas afeta milhões de consumidores que utilizam a internet para estudo e trabalho, e não somente para o lazer.

O documento ainda destaca que a liberação para que as operadoras imponham limite no consumo de dados poderá acarretar no aumento de práticas que descumpram o princípio da neutralidade de rede, regulamentada pelo Marco Civil da Internet, considerando as proibições explícitas aos serviços over-the-top (OTT), como Netflix, Google e iTunes, que são vendidos separadamente, mas rodam sobre banda larga.

Na última sexta-feira, dia 22, a Câmara de Consumidor e Ordem Econômica se reuniu com representantes da Superintendência de Relações com Consumidores da Anatel para esclarecer o conjunto de medidas recentes estabelecidas pela agência. O encontro ocorreu no mesmo dia em que a Anatel anunciou a proibição por tempo indeterminado da aplicação das franquias.

O inquérito instaurado pelo PRDF e o ofício encaminhado ao presidente da Anatel, pelo MPF, são ações conjuntas que visam fortalecer a atuação do Ministério Público Brasileiro na cobrança pelos direitos dos usuários, quanto à venda de internet banda larga fixa por franquia. Este trabalho conjunto deve permitir o intercâmbio de informações entre as unidades. Conforme a Procuradoria-Geral da República, a parceria é resultado da assinatura do termo de cooperação técnica para o compartilhamento de dados referentes às condutas reiteradas de prestadores de serviços públicos regulados contrárias aos direitos dos consumidores. O objetivo do acordo é corrigir falhas identificadas na regulação e/ou em omissões por parte de agência reguladora ou de outro órgão público federal, que tenham causado danos a consumidores de serviços públicos regulados.

Confira o ofício completo aqui.

Leia nosso especial completo: Tudo o que você precisa saber sobre a polêmica franquia  de banda larga

Fonte: Secretaria de Comunicação Social, Procuradoria-Geral da República.

Compartilhe com seus amigos:
Quer conversar com o(a) Debora, comente:
Carregar comentários
Últimas notícias de Internet
  • Emoticons no teclado

    Emoticons no teclado

    Aprenda como fazer emoticons para Facebook e Twitter. Aprenda como usar os emoticons dos principais sites de relacionamento e alguns outros genéricos usando a tecla Alt

  • Correios anunciam fim da greve

    Correios anunciam fim da greve

    Ontem foi decidido, cumprindo a determinação do Tribunal Superior do Trabalho (TST), através de assembleias realizadas por todo o país, que os Correios encerraram a paralização a partir das 22h. Confira os detalhes!

  • Os 10 maiores canais do YouTube no mundo e no Brasil

    Os 10 maiores canais do YouTube no mundo e no Brasil

    Organizamos algumas listas com os 10 maiores canais do YouTube por diferentes perspectivas. Atualizado dia 29 de agosto de 2019. São quatro listas, duas a nível mundo, duas a nível Brasil.

  • As melhores ferramentas para encontrar passagens aéreas baratas em 2019

    As melhores ferramentas para encontrar passagens aéreas baratas em 2019

    Existem certamente mais de 100 mecanismos de busca de voos, mas qual é capaz de trazer os melhores para preços e voos flexíveis? Se você está programando sua próxima viagem, aqui você terá as melhores dicas e as melhores ferramentas para isso.

  • Internet 4G da Oi é medíocre quando comparada a Tim, Claro e Vivo

    Internet 4G da Oi é medíocre quando comparada a Tim, Claro e Vivo

    A internet 4G está crescendo no Brasil, mas ainda é um problema nas zonas rurais do país. Nas zonas urbanas, é possível ter uma boa conexão estável oferecida pela Claro, Tim e Vivo. A Oi ainda é um problema.

  • O que é um roteador ou acess point (AP) dual band?

    O que é um roteador ou acess point (AP) dual band?

    Está cada vez mais comum planos de internet fixa com velocidades acima de 100MB com tecnologia de fibra ótica. Ao mesmo tempo, conteúdos veiculados por streaming estão ficando cada vez mais comuns. Para isso é necessário o dual band, conheça!

  • Saiba a diferença entre internet ADSL, HFC e GPON (fibra)

    Saiba a diferença entre internet ADSL, HFC e GPON (fibra)

    No intuito de esclarecer as dúvidas quanto a tecnologia de internet fixa utilizada pelas operadoras de telecomunicações, iremos abordar neste artigo sobre as principais diferenças entre a tecnologia ADSL, HFC e fibra.

  • Claro Flex é "barato" por apenas três meses?

    Claro Flex é "barato" por apenas três meses?

    O novo plano controle Claro Flex, que é uma promoção muito interessante da operadora, disponibilizando até 10GB de internet por mês a baixo custo, teve seu regulamento reformulado.