Conheça o aplicativo contra a vingança pornô

A Polícia Civil do Piauí desenvolveu um aplicativo de orientação sobre vingança pornô, ou seja, para pessoas que tiveram as suas imagens íntimas publicadas na internet sem consentimento.

Por | @oficinadanet Aplicativos

A vingança pornô se tornou um crime bastante comum nos últimos tempos. Infelizmente, muitas pessoas, especialmente mulheres, acabam sendo vítimas desse tipo de vingança.

As mulheres são os principais alvos de vazamentos de fotos e vídeos íntimos. Termina o relacionamento e o parceiro, para se vingar, acaba publicando fotos e vídeos em redes sociais”, disse a delegada Eugênia Villa.

Em razão disso, a Polícia Civil do Piauí desenvolveu um aplicativo de orientação sobre vingança pornô, ou seja, para pessoas que tiveram as suas imagens íntimas publicadas na internet sem consentimento.

Conheça o aplicativo contra a vingança pornô

Leia também:

Chamado de Vazow, o aplicativo está disponível para download desde o dia 8. Após o lançamento do app, em menos de 24 horas foram registrados mais de 1.200 downloads. “O app é gratuito e além de excluir a foto ou vídeo de redes sociais, dá orientação às vítimas de como denunciar e como se proteger”, explicou a delegada Eugênia Villa, diretora de gestão interna da Secretaria de Segurança.

“Superou todas as nossas expectativas, pois estávamos esperando nesse curto período pelo menos mil, mas ultrapassamos esse número”, disse o delegado Alessandro Barreto, do Núcleo de Investigação e desenvolvedor do aplicativo.

O Vazow conta com vários procedimentos e orientações sobre o que fazer em caso de vazamento de fotos íntimas. Assim, o app possui dicas de prevenção, legislação relacionada ao tema e ainda formas de denunciar e excluir o conteúdo da web.

O aplicativo está disponível para o sistema Android e pode ser baixado através da Play Store. “Por enquanto, apenas aparelhos com sistema Android poderão baixar o “Vazow”, mas nossa equipe está trabalhando e em breve aparelhos com sistema IOS também poderão usar o aplicativo”, disse a delegada Eugênia Villa.

“No ano passado nós lançamos um aplicativo intitulado de 'GRP’, o "Vazow"  é uma versão atualizada com mais recursos. O aplicativo tem nos ajudado nas denúncias policiais. De certa forma, ajuda a minimizar os danos causados a uma pessoa que teve as imagens íntimas indevidamente publicada”, finalizou Barreto.

DEIXE SEU COMENTÁRIOComente aqui
Assine a nossa newsletter

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Comentários
Siga o nosso Instagram!

Estamos lá também: @oficinadanetoficial

Seguir o Instagram do Oficina da Net