O mês de junho é lembrado no mundo todo como mês do orgulho LGBT+. A sigla, que também tem as variações LGBTQ+ e LGBTQIA, engloba uma grande variedade de orientações sexuais e identidades de gênero, como lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis e transgênero e, inseridos no +, pessoas queer, assexuais, intersexuais e todas as demais e variadas identificações e orientações.

A origem da celebração do orgulho LGBT+ vem de 1969, especialmente do dia 28 de junho daquele ano, quando as pessoas que frequentavam o bar Stonewall Inn, em Nova York, nos Estados Unidos, até hoje um marco da comunidade, reagiram a uma série de batidas policiais que eram realizadas com frequência no estabelecimento. O enfrentamento, contra a perseguição aos frequentadores do bar, deu origem à 1° parada do orgulho LGBT. Hoje, o evento é realizado em diversos pontos do mundo e, por causa da data, 28 de junho foi instituído como Dia do Orgulho LGBT+.

Uma das grandes lutas e reivindicações da comunidade LGBT+ é, justamente, por mais representatividade no cinema e mídia, criando identificação e normalizando as relações entre pessoas da comunidade na sociedade. E para celebrar a data e o mês do orgulho, separamos séries e filmes que estão disponíveis na Netflix que tratam da temática LGBT+, seja como centro da história ou com personagens que se identificam com alguma das variações de orientação sexual e identidade de gênero representadas pela bandeira do arco-íris.

Netflix: filmes e séries LGBT+ para assistir no mês do orgulho

As obras listadas abaixo são apenas algumas dentro de uma vasta categoria, que pode ser encontrada na Netflix. Se quiser sugerir outras produções que devem estar na lista, fique à vontade para comentar conosco! Nos conte também se você assistiu às obras e o que achou de cada filme ou série. Boa maratona!

L

Elisa y Marcela

Retrato de um amor sem fronteiras, em uma época em que tal atitude era ainda mais condenada do que os dias atuais, Elisa y Marcela é um drama biográfico, ou seja, baseado em uma história real. O filme retrata o primeiro casamento gay na Espanha, em 1901, quando Elisa Sánchez Loriga assume uma identidade masculina para se casar com outra mulher, Marcela Gracia Ibeas. As duas mulheres apaixonadas enfrentam inúmeros desafios em nome do amor que as une.

» Elisa y Marcela

Elisa y Marcela
Elisa y Marcela

Carol

A obra de 2015 é mais um exemplo de um amor proibido em tempos de outrora. A trama conta a história de uma mulher rica casada e uma balconista, que embarcam em um verdadeiro carrossel de emoções ao se envolverem em um romance em plena década de 1950. Baseado no livro "The Price of Salt", o filme retrata a entrega de duas mulheres ao sentimento que as envolve e às decisões que precisam tomar.

» Carol

Carol
Carol

G

Alex Strangelove

O jovem Alex está determinado a perder a virgindade com a namorada, mas tudo muda de figura quando ele conhece Elliot: um charmoso menino gay que sem querer põe Alex em uma jornada de autodescoberta. A obra, de 2018, é um retrato divertido e inspirador da trajetória em busca de autoconhecimento. Afinal, a vida e o amor podem ser bem mais complicados do que ele imaginava.

» Alex Strangelove

Alex Strangelove
Alex Strangelove

Special

Porque ser normal, se você pode ser especial? Ryan é um jovem gay e com uma leve paralisia cerebral, que decide deixar para trás os tempos de isolamento na busca da vida que sempre quis. Conquistar o primeiro emprego, morar sozinho e longe da mãe controladora e começar um relacionamento amoroso vão fazer com que ele diga adeus aos armários, sejam eles quais forem.

» Special

Special
Special

B

Você nem imagina

Na produção mais nova desta lista, de 2020, Ellie Chu é a típica aluna deslocada que faz a lição de casa dos colegas por dinheiro, para contribuir com as contas em casa, onde mora com o pai. Secretamente, ela possui uma paixão pela bela Aster Flores que, por sua vez, tem um namorado. Quando Paul decide conquistar Aster, ele pede que Ellie escreva uma carta de amor, como se fosse um trabalho. A garota inteligente e estudiosa entra em conflito entre o que sente e a necessidade do pagamento. Amizades se formam e um elo liga os três, mesmo em meio às mentiras.

» Você nem imagina

Você nem imagina
Você nem imagina

Eu, tu e ela

A vida de casados de Jack e Emma já teve dias melhores, acabou caindo na rotina. Para apimentar a relação, eles decidem contratar uma acompanhante, Izzy que parece ser a solução para esquentar o clima, até o dia em que um deles se apaixona por ela. Ou seriam os dois? Não será fácil criar e manter um relacionamento, especialmente na comunidade tradicional em que vivem. A série, que iniciou em 2016, tem de tudo um pouco: comédia, drama e sexo.

» Eu, tu e ela

Eu, tu e ela
Eu, tu e ela

T

Laerte-se

Esta lista não estaria completa sem a presença da cartunista Laerte: ela passou quase 60 anos se expressando e sendo identificada como homem, até que decidiu revelar sua identidade de mulher transexual. Uma das artistas mais reconhecidas do Brasil, Laerte teve três filhos e passou por três casamentos. Ela foi a figura principal do primeiro documentário brasileiro da Netflix, em que reflete sobre a longa trajetória de sua autoaceitação como mulher e convida os espectadores a conhecer o seu mundo.

» Laerte-se

Laerte-se
Laerte-se

Meu nome é Ray

Ray nasceu em um corpo feminino, mas nunca se identificou com o gênero e se prepara para fazer a cirurgia de redesignação sexual. Enquanto a mãe dele, Maggie, tenta encontrar a melhor forma de lidar com a questão, a avó homossexual de Ray, Dolly, cria um conflito familiar. O jovem precisa lidar com as percepções da mãe e da avó sobre sua transição, e seu pai distante se torna parte essencial do processo. O filme é de 2016.

» Meu nome é Ray

Meu nome é Ray
Meu nome é Ray

+

Queer Eye

Prepare-se para conhecer os cinco fabulosos: Antoni Porowski, especialista em comida e vinho; Tan France, especialista em moda; Karamo Brown, especialista em cultura; Bobby Berk, especialista em design; e Jonathan Van Ness, especialista em cuidados pessoais. Eles te farão chorar, gargalhar e se apaixonar. Em grandes transformações, eles irão guiar homens e mulheres no caminho da auto aceitação, do sucesso e do autoconhecimento, levando consigo as experiências pessoais e a personalidade particular de cada um.

» Queer Eye

Queer Eye
Queer Eye

Crônicas de São Francisco

Crônicas de São Francisco marcou gerações nas primeiras exibições, que ganharam uma continuação em 2019, produzida pela Netflix. Na nova história, depois de muito tempo, Mary Ann Singleton volta a San Francisco e se reúne à comunidade dos moradores de 28 Barbary Lane, mas nem todos ficam felizes com o retorno. Entre descobertas e memórias, a comunidade terá que se unir ainda mais frente a um embate. E, de bônus, a Netflix ainda oferece as temporadas da série exibidas originalmente em 1993, 1998 e 2001.

» Crônicas de São Francisco

Crônicas de São Francisco
Crônicas de São Francisco

Sex Education

Tratando diretamente e indiretamente as questões de orientação sexual, de uma forma leve e descontraída, Sex Education foi lançada em 2019. Na história, o inseguro Otis manja tudo quando o negócio é aconselhamento sexual, graças à sua mãe sexóloga. Criando, junto com Maeve, uma clínica de terapia na escola, onde o que não faltam são dúvidas e inexperiência, Otis muda a forma como muitos veem o sexo no decorrer da trama. Todos os personagens, de uma forma ou de outra, enfrentam medos e obstáculos quando o assunto é sexualidade. E nós damos várias risadas com toda a bagunça que ele forma!

» Sex Education

Sex Education
Sex Education