Os melhores SSDs NVMe M.2 de 2021

Confira quais são os melhores SSDs NVMe M.2 do mercado em 2021 e saiba o que os torna tão rápidos em termos de tecnologias utilizadas.

SSD M.2 NVMe Aorus NVMe Gen 4. Fonte: rockpapershotgun
SSD M.2 NVMe Aorus NVMe Gen 4. Fonte: rockpapershotgun

Os Solid State Drives, mais conhecidos como SSDs, estão cada vez mais comuns nos PCs mais atuais. Devido a sua popularização, seu preço por GB caiu consideravelmente desde os primeiros exemplares com esta tecnologia, fazendo com que hoje diversos notebooks já venham com SSD de fábrica. Entretanto, há diferença em termos de desempenho e qualidade entre eles, e por este motivo, foi criada esta lista com os melhores SSDs NVMe M.2 de 2021 para guiá-lo na busca do melhor custo-benefício!

O que são SSD?

Os Solid State Drives (unidades de estado sólido), mais conhecidos como SSDs, são dispositivos que se utilizam de circuitos integrados para armazenar dados. Normalmente, os SSDs utilizam-se de memórias flash, que dá a eles resistência a choques físicos, a capacidade de funcionar silenciosamente, serem leves e possuírem menor latência (tempo de resposta para acessar os dados).

SSD Samsung de 2,5 polegadas. Fonte: datenreise
SSD Samsung de 2,5 polegadas. Fonte: datenreise

Devido a superioridade dos SSDs em termos de velocidade de leitura e sua resistência a choques (importante fator para usuários de notebooks), este hardware acabou sendo opção cada vez predominante no mercado desde o lançamento dos primeiros Solid State Drives. Os primeiros SSDs utilizavam barramento SATA, o mesmo utilizado nos "bons e velhos" HDDs (Hard Disk Drives), e possuíam o tamanho de HDDs de 2,5 polegadas (aqueles utilizados em notebooks).

Os SSDs de tecnologia de ponta, entretanto, utilizavam o barramento PCI Express, o mesmo utilizado por placas de vídeo, por exemplo. Esta tecnologia foi utilizada antes dos SSDs NVMe e foi muito útil para empresas e supercomputadores.

O que é o NVMe?

O NVM Express ou Non-Volatile Memory Host Controller Interface Specification (NVMHCIS), mais conhecido como NVMe, é uma especificação de interface de dispositivo lógico aberto para acessar mídia de armazenamento não volátil conectada via barramento PCI Express (PCIe). Sua sigla, a NVM, significa memória não volátil, que no caso é a memória flash NAND utilizada em vários formatos como Solid State Drives (SSDs), placas de expansão PCIe (add-in cards), M.2, entre outros.

Logo NVM Express. Fonte: nvmexpress
Logo NVM Express. Fonte: nvmexpress

O NVM Express permite que o hardware e software explorem totalmente os níveis de paralelismo dos SSDs. O resultado disso é a diminuição considerável da sobrecarga do I/O trazendo diversas melhorias no desempenho comparado às interfaces de dispositivo lógico utilizadas anteriormente, implementando diversas filas de comando longas e latência baixa.

Observação: os antigos protocolos de interface foram desenvolvidos para HDDs, onde há uma lentidão enorme se comparado aos SSDs, acarretando um atraso muito grande no processamento da CPU, mais especificamente entre a solicitação e a transferência de dados.

Onde o NVMe está presente?

A tecnologia NVM Express está presente nas placas de expansão PCI Express de tamanho padrão (como uma placa de som ou de vídeo, por exemplo), nos SSDs de 2,5 polegadas, que utilizam o barramento SATA, e SSDs de forma M.2 que suportam NVMe.

A história do NVMe

As primeiras especificações do padrão NVMe surgiram durante o evento Intel Developer Forum 2007, quando o NVMHCI foi mostrado como protocolo. Então, logo no ano seguinte, em 2008, era concluída a primeira especificação NVMHCI 1.0. Após esta etapa, em 2009 começaram os trabalhos técnicos no NVMe, que foram desenvolvidos pelo NVM Express Workgroup (grupo de mais de 90 empresas), com Amber Huffman, da Intel, liderando como presidente.

A versão 1.0 da especificação do NVMe surgiu em março de 2011. Após esta etapa, houve aprimoramentos, passando por diversas versões. Então, em agosto de 2012 surgiam os primeiros chipsets NVMe, que foram desenvolvidos pela Integrated Device Technology. Após isto, o primeiro drive NVMe corporativo anunciado foi o XS1715, da Samsung, que foi lançado em 2013.

No ano de 2014, finalmente as primeiras unidades NVMe estavam disponíveis comercialmente no mercado. Em março do mesmo ano, o grupo NVM Express Workgroup foi incorporado para se tornar NVM Express, Inc., formando um conglomerado de 65 empresas do setor ao todo. A NVM Express, Inc. é dirigida por um conselho diretor de treze membros selecionados do grupo promotor que inclui a Cisco, Dell, EMC, HGST, Intel, Micron, Microsoft, NetApp, Oracle, PMC, Samsung, SanDisk e Seagate.

O que é o M.2?

O Next Generation Form Factor (NGFF), mais conhecido como M.2, é uma especificação de placas de expansão para computador. O M.2 utiliza um layout de placa física PCI Express Mini Card, dando mais flexibilidade para fabricá-lo em diferentes tamanhos. Combinado com recursos de interface mais avançados, como o NVMe, o M.2 é uma alternativa muito mais eficiente do que o mSATA para os SSDs (Solid State Drives).

SSD Samsung 980 Pro. Fonte: Samsung
SSD Samsung 980 Pro. Fonte: Samsung

Talvez você ache que a especificação de placas M.2 só está presente nos Solid State Drives (SSDs), entretanto, ela não é utilizada somente nestes dispositivos de armazenamento. O M.2 também está presente em placas Wi-fi, Bluetooth, NFC, entre outras. Veja abaixo:

Placa Wi-fi M.2. Fonte: openpr
Placa Wi-fi M.2. Fonte: openpr

Lista dos melhores SSDs NVMe M.2 de 2021

Confira abaixo a lista dos melhores SSDs com tecnologia NVMe no formato M.2 de 2021.

Samsung 970 EVO Plus 500GB

Capacidades: 250 GB, 500 GB, 1 TB ou 2 TB | Controlador: Samsung Phoenix | Memória: Samsung MLC de 3 bits | Interface: M.2 PCIe 3.0 x4 | Leitura sequencial: 3.500 MB / s | Escrita sequencial: 3.200 MB / s

É difícil superar os SSDs M.2 de alto desempenho fabricados pela Samsung, um dos motivos disto é o fato de ter sido a primeira empresa a lançar o formato. O Samsung 970 EVO Plus é um dos SSDs M.2 mais rápidos do mercado, com poucos modelos conseguindo superá-lo. Embora a versão PRO da série 970 tenha uma performance superior, na grande maioria das vezes não irá compensar o investimento devido ao alto valor cobrado por este modelo.

SSD M.2 NVMe Samsung 970 Evo Plus. Fonte: Kevin Muldoon (YouTube)
SSD M.2 NVMe Samsung 970 Evo Plus. Fonte: Kevin Muldoon (YouTube)

Assim como o 970 PRO, o 970 EVO Plus também possui uma boa capacidade de resistência a gravações. Seu modelo de 1TB possui, segundo a Samsung, uma vida útil de 600TB de gravações. Ou seja, seu PC provavelmente irá estar obsoleto quando o SSD estiver apresentando sinais do fim de sua vida util.

Addlink S70

Capacidade: 256 GB, 512 GB, 1 TB, 2 TB | Interface: M.2 PCIe 3.0 x4| Leitura sequencial: 3.400 MB / s (versão de 512GB) | Escrita sequencial: 2.000 MB / s (versão de 512GB)

A Addlink apareceu e começou a reduzir o preço de todos os SSDs NVMe concorrentes. Por utilizar um controlador Phison E12 e uma memória 3D TCL da Toshiba, o hardware e confiável.

SSD M.2 NVMe Addlink S70. Fonte: notebookspec
SSD M.2 NVMe Addlink S70. Fonte: notebookspec

Se não fosse pelo adesivo da marca, o Addlink seria quase igual ao Seagate Firecuda (mais caro). O S70 possui o mesmo desempenho do WS Black SN750. Com 512GB de armazenamento, o Addlink S70 é uma opção imbatível.

Sabrent Rocket 1TB PCIe 4.0 NVMe

Capacidade: 1 TB | Interface: M.2 PCIe 4.0 x4| Leitura sequencial: 5.000 MB / s | Escrita sequencial: 4.400 MB / s

O Sabrent Rocket é o SSD mais rápido da lista. Chegando a 5000 MB/s na leitura sequencial e 4400 MB/s na escrita sequencial, é um hardware com uma velocidade muito além dos outros SSDs daqui. Isso é possível graças a tecnologia PCIe 4.0, que possui o dobro da capacidade de transmissão de hardwares com PCIe 3.0.

SSD M.2 NVMe Sabrent Rocket 1TB PCIe 4.0. Fonte: thinkcomputers
SSD M.2 NVMe Sabrent Rocket 1TB PCIe 4.0. Fonte: thinkcomputers

Caso você deseje um excelente desempenho e possui um processador AMD Ryzen de última geração, o SSD Sabrent Rocket é uma excelente opção.

WD Black SN750 1TB

Capacidade: 1 TB | Interface: M.2 PCIe 3.0 x4 | Leitura sequencial: 3.430 MB/s | Escrita sequencial: 3.000 MB/s

A Western Digital tem sido muito elogiada quando se trata de HDDs (Hard Disk Drives). Felizmente, a empresa se mostrou competente tambem ao entrar no mercado de SSDs. O WD Black SN750 possui excelentes taxas de velocidade e possui um software de monitoramento robusto que permite ativar ou desativar o game mode (modo de jogo), que deixa ele ainda mais rápido.

SSD M.2 NVMe WD Black SN750. Fonte: knowtechie
SSD M.2 NVMe WD Black SN750. Fonte: knowtechie

Em tarefas regulares, o WD Black SN750 consegue ser quase tão rápido quanto o Samsung 970 EVO Plus. Entretanto, quando ele é muito exigido, perde performance e o Samsung vence.

WD Blue SN550

Capacidade: 250 GB, 500 GB, 1 TB | Interface: PCIe 3.1 x4 / NVMe 1.3 | Leitura sequencial: 2.400 MB/s | Escrita sequencial: 950 MB/s

O WD Blue SN550 é um SSD NVMe de baixo custo, mas com desempenho satisfatório. Ele é capaz de responder com boa velocidade aos aplicativos e em grande parte das cargas de trabalho para a grande maioria dos consumidores.

SSD M.2 NVMe WD Blue SN550. Fonte: tomshardware
SSD M.2 NVMe WD Blue SN550. Fonte: tomshardware

Se você não é um entusiasta, mas quer os benefícios dos SSDs no formato M.2 com tecnologia NVMe, o Blue SN550 será uma excelente escolha. Além disto, o SSD ainda possui 5 anos de garantia, o que mostra a confiança da Western Digital em seu produto.

Crucial MX500 1TB

Capacidade: 1 TB | Interface: SATA 6Gbpz | Leitura sequencial: 560 MB/s | Escrita sequencial: 510 MB/s

O Crucial MX500 é um SSD SATA e o único presente na lista para aqueles que ainda não possuem suporte ao formato M.2 PCIe. Ele pode servir também para aqueles casos em que os slots M.2 disponíveis na placa mãe já estão ocupados e o usuário necessita de um espaço a mais para o armazenamento de dados.

SSD SATA Crucial MX500 1TB. Fonte: Crucial
SSD SATA Crucial MX500 1TB. Fonte: Crucial

Na categoria de SSDs SATA, o Crucial MX500 é um dos melhores. Com leitura sequencial de 560 MB/s, é quase o limite da tecnologia SATA (600 MB/s).

Crucial P1

Capacidade: 1 TB | Interface: M.2 PCIe 3.0 x4 | Leitura sequencial: 2.000 MB/s | Escrita sequencial: 1.700 MB/s

O Crucial P1 é um SSD que oferece um excelente desempenho pelo o que custa e consegue ser uma ótima escolha em termos de custo-benefício. Porém, nem sempre suas velocidades se sustentam quando o hardware estiver sob alta carga, então tenha isso em mente.

SSD M.2 NVMe Crucial P1. Fonte: ocinside
SSD M.2 NVMe Crucial P1. Fonte: ocinside

Entretanto, apesar do ponto negativo citado acima, ele se mostrou melhor que os SSDs SATA mais rápidos. Ou seja, é uma alternativa para aqueles que querem algo mais rápido que um SSD comum de 2,5", mas não querem pagar "fortunas" para obter uma velocidade "extrema". O motivo para a sua compra consiste no fato de que dificilmente uma pessoa comum que realiza atividades que não exigem tanto, precisará de tamanha velocidade como a do Samsung 970 EVO Plus, por exemplo.

Poco F3, Poco X3 Pro ou Poco X3 GT: Qual tem a melhor bateria?

Conteúdo relacionado

Novos SSDs WD Black PCIe 4.0 vem com 2400 CoD points
Hardware

Novos SSDs WD Black PCIe 4.0 vem com 2400 CoD points

Western Digital anuncia uma nova linha de unidades de armazenamento tematizada com base no jogo Call of Duty Black Ops Cold War. Confira!

Os primeiros SSDs PCIe 5.0 são apresentados
Hardware

Os primeiros SSDs PCIe 5.0 são apresentados

Samsung e Adata apresentam seus primeiros SSDs PCIe 5.0 que chegam a velocidades de até 14 Gbps. Confira todos os detalhes!

Windows 11 causa lentidão em SSDs NVMe há 3 meses
Windows

Windows 11 causa lentidão em SSDs NVMe há 3 meses

Diversos usuários relatam casos de lentidão considerável em SSDs. Entenda o que está acontecendo e como o problema ocorre.