Análise Ryzen 5 3600X - O melhor processador intermediário

A AMD chegou com tudo com a nova geração dos Ryzen 3000. Tudo aponta para que eles sejam os mais vendidos do mercado, e hoje trazemos o Ryzen 5 3600X para testes aqui no Oficina da Net.

Por Hardware Pular para comentários
Análise Ryzen 5 3600X - O melhor processador intermediário

Agradecemos a AMD por nos enviar o Ryzen 5 3600X e a AsRock pela B450M Steel Legend, estaremos fazendo um review separado da placa mãe também!

O lançamento da série Ryzen 3000 foi sem dúvidas um dos maiores do mercado de processadores nos últimos anos, e é possível que tenha superado até o lançamento original da série Ryzen, que já trouxe competição ao mercado.

Já na série 3000, a AMD não só trouxe competitividade de preços no mercado, como dessa vez também está de igual para igual com a sua Rival em questão de performance também, ou ao menos é o que todos esperam nos testes e benchmarks.

Com o dobro de Cache, a marca prometeu resolver os maiores problemas que aconteciam com os processadores em volta dos jogos, e ainda ajudando em outras tarefas diárias que necessitavam de processador, como navegação na internet e pequenas aplicações 3D.

Especificações do Processador

Antes de tudo, vamos as especificações técnicas deste processador, isso serve para termos a base do que esperamos em questão de performance e também para saber o quanto a mais podemos puxar deste chip.

  • 6 núcleos / 12 Threads;
  • Frequência base: 3.8 Ghz;
  • Frequência turbo: 4.4 Ghz;
  • Gráficos Integrados: Não;
  • TDP: 95W;
  • Processo de fabricação: 7nm;
  • Suporte nativo a PCI-E 4.0;
  • Frequência máxima da memória: 3200Mhz.

Se você quiser saber ainda mais informações técnicas sobre este processador, visite o site da AMD clicando neste link.

A maior diferença se comparado a gerações passadas dos Ryzen é o processo de fabricação, que diminuiu de 14 para apenas 7nm, metade do que a Intel usa atualmente. E quais as vantagens disso? Em tese, uma menor área para o chip significa maior eficiência energética, reduzindo o calor e aumentando a performance, ao menos em tese.

E descobrir se essa tese se traduz para uso da vida real várias aplicações é exatamente o que o nosso trabalho de reviewer se trata, ver se a performance real condiz com a teoria.

Especificações do Computador

Claro que além do processador, precisamos também de uma série de outros componentes para fazer com que ele funcione. Boa parte do computador é de nossa base de testes de placas de vídeo, então se você acompanha os nossos Roda Liso de placas de vídeo, algumas peças já devem ser familiar para você.

Claro que algumas dessas especificações - como o SSD - não vão mudar muito o desempenho geral do processador, mas gostamos de deixar claro a nossa metodologia e equipamentos de testes.

Performance

Primeiramente, vamos falar de temperaturas e clocks, e como chegamos a estes resultados. Todos os testes foram conduzidos usando a nossa base de testes que montamos, que é aberta, e a temperatura da sala estava em 23°C.

Cooler Stock foi usado durante os testes
Cooler Stock foi usado durante os testes

Durante os testes de performance em sua forma stock, o Ryzen 5 3600X atingiu a temperatura máxima de 86°C após 1h de teste de stress, sendo utilizado em 100%. Ao mesmo tempo, ele manteve o clock de 4.0Ghz em todos os núcleos do processador, enquanto que o boost separado chegava em até 4.35Ghz (não vimos em nenhum momento a velocidade de 4.4Ghz, que é divulgada pela marca como "Boost Clock").

Junto aos testes de temperatura, também observamos o consumo e ruído do processador com seu cooler stock. O pico de TDP (Watts) foi de apenas 75,44W, medido pelo HWMonitor, e o cooler stock sofreu um pouco para manter o processador frio, até trocamos a pasta térmica, mas não houve muito efeito. Vimos temperaturas de até 86°C, que é um tanto quanto alta. É possível diminuir a voltagem do processador e manter os clocks, e assim diminuindo cerca de 3 a 5°C, mas ainda assim é um pouco alta, e o cooler teve ruído médio, não muito alto mas bem audível.

Se fizemos Overclock? Mas sem dúvidas, e vamos falar agora sobre estes dados. Nosso processador infelizmente não subiu muito, e o máximo que conseguimos fazer ele chegar foi 4.15Ghz em todos os núcleos, com 1.35Vcore e temperaturas batendo os 91°C, provando que o processador sem dúvidas se beneficiaria de um Cooler mais robusto. Também tivemos consumo de 77W e o Cooler Stock teve basicamente o mesmo nível de ruído, não sendo perceptível se houve diferença.

Vamos então aos testes do Ryzen 5 3600X, que conta com os mesmos testes realizados no review do Intel Core i5 9400F. Vamos novamente começar pelos benchmarks:

Time Spy (DX12)

Padrão

3DMark Time Spy (DX12)
Dados: Resultados
Pontuação CPU Stock 7162 Pontos
Pontuação CPU OC 7337 Pontos

Temos então os nossos primeiros resultados de performance deste processador, ficando logo acima dos 7000 pontos no teste de CPU do Time Spy. Em Stock, ficamos perto do Ryzen 7 1700 e i7 5960x, enquanto que em OC, já nos aproximamos do Ryzen 7 1700X e 2700.

Cinebench R20

Cinebench R20
Dados: Resultados
Pontuação CPU Stock 3634 Pontos
Pontuação CPU OC 3767 Pontos

Nosso segundo benchmark veio com o Cinebench, um dos mais famosos testes de performance de processadores. A nossa pontuação stock ficou na mesma faixa de outros testes, que é comparável ao i7 8700K em OC. Já em em OC, o 3600X não se sai tão bem, e conseguimos aumentar apenas 130 pontos, o que o deixa na faixa de pontuação do Ryzen 7 2700X.

V-Ray Benchmark Standalone

V-Ray Standalone
Dados: Resultados
Pontuação CPU Stock 10374 Samples
Pontuação CPU OC 10625 Samples

No V-Ray tivemos grandes melhoras se comparado ao 9400F, com mais de 3000 pontos a mais. Claro que são processadores de preços bem diferentes, mas a comparação ainda é válida. Com OC, arrancamos mais 250 pontos dele, passando a faixa dos 10600 pontos.

CPU-Z

CPU-Z Benchmark
Dados: Resultados
Pontuação Single-Core Stock 521 Pontos
Pontuação Multi-Core Stock 4145 Pontos
Pontuação Single-Core OC 512 Pontos
Pontuação Multi-Core OC 4230 Pontos

O CPU-Z é normalmente usado para ver os componentes de um PC, mas poucos sabem que ele também conta com uma ferramenta de stress de CPU e de Benchmark. Há uma coisa interessante de se notar aqui, a pontuação em Single-Core caiu depois do OC, e temos a explicação disso.

A arquitetura Ryzen tem altos Boost Clock, mas eles só atingem seu mais alto pico de Ghz quando poucos núcleos estão sendo usados, que é o caso do teste de Single-Core (Núcleo Único), e por isso a pontuação caiu. Enquanto que em sua forma stock, o núcleo estava em 4.2~4.3Ghz, no OC, como fazemos para todos os núcleos, estava em 4.15Ghz, e por isso a pequena perda de performance neste teste específico.

Blender BMW/Classroom

8X8 - Path Tracing (BMW) - Branched Path Tracing (Classroom)

Blender Benchmark
Dados: Resultados
BMW 01:32;32
BMW OC 01:28;51
Classroom 11:13;00
Classroom OC 10:55;30

Nosso quinto benchmark, fizemos a renderização de duas cenas distintas. O Ryzen 5 3600X teve performance acima do que eu esperava em ambos os cenários, e quando normalmente não vemos ganhos com Overclock, ele mostrou o contrário. Quase 20 segundos a menos na segunda cena, o que pode se tornar uma boa diferença quando se trabalha com isso.

Corona Benchmark

Corona Benchmark
Dados: Resultados
Tempo para renderizar Stock 02m24s
Tempo para renderizar OC 02m21s

Em nosso último teste, fizemos a renderização de cena com o Corona Benchmark. Ele é uma ferramenta simples mas muito útil e fácil de usar, então começaremos a incluir em nossos reviews daqui pra frente. Tivemos ganho de apenas 3 segundos com o Overclock, e esperava um pouco mais se comparado com o que vimos no Blender, mas ganho é ganho.

Agora vamos checar como foi a performance do processador em alguns jogos, somente para base de referência.

Counter Strike: Global Offensive

1080P - Máximo - MSAA X4

Counter Strike: Global Offensive
Dados: Resultados
FPS Médio 299.5
FPS Mínimo 30.9
FPS Máximo 498.1

CS:GO é um jogo que favoreceu processadores Intel, até a chegada dos Ryzen 3000, de sua competidora AMD, e este teste demonstrou isso. Enquanto que o Ryzen 5 2600X sofre neste jogo se comparado a um i5 9400F, o Ryzen 5 3600X o supera, mesmo tendo basicamente o mesmo PC, com a mesma placa de vídeo, memórias e SSD.

Rainbow Six: Siege

1080P - Ultra

Rainbow Six Siege
Dados: Resultados
FPS Médio 146.4
FPS Mínimo 111.1
FPS Máximo 183.1

Nosso segundo teste fica com o Rainbow Six Siege, que é outro jogo competitivo e que em par com a nossa RX 580 8GB, teve desempenho muito bom, e nosso processador não teve nenhuma dificuldade em acompanhar a placa intermediaria, e o Ryzen acabou por ficar nos 40-50% de uso durante a jogatina.

Call Of Duty Modern Warfare

1080P - Máximo - SMAA x1

Call of Duty Modern Warfare
Dados: Resultados
FPS Médio 79.2
FPS Mínimo 58.9
FPS Máximo 127

Nosso terceiro e último jogo da lista fica com Call of Duty Modern Warfare, que é um dos últimos lançamentos do ano. Aqui, tivemos média de quase 80 FPS, mostrando a boa otimização do jogo e provando que não há problemas de se jogar em uma plataforma AMD, inclusive em jogos mais recentes.

Veredito

Os novos Ryzen têm sido extremamente bem recebidos no comércio, tanto aqui no Brasil quanto lá fora, e após podermos realizar todos estes testes, entendemos muito bem o porquê.

O desempenho em multi-tarefas é realmente excelente, e a experiência de uso também. Desde o lançamento da primeira geração dos Ryzen, houve uma grande melhora de maturidade, principalmente na questão de otimização na parte de software. A empresa tem investido pesado na arquitetura, e finalmente parece que se pagou. Inclusive, tanto a série Ryzen 3000 quanto a série RX 5000 (placas de vídeo) tem vendido muito bem, fazendo com que a empresa alcançasse sua maior receita em 14 anos, excelente notícia para os fãns da AMD.

Ryzen 5 3600X
Ryzen 5 3600X

Infelizmente, não vivemos em um país perfeito, e altos preços são o que mais vemos sendo praticados por aqui. Quando comecei meus testes, o mais barato que um 3600X se encontrava era R$1299, mas isso mudou, e neste momento já é possível encontrar por até R$1099, o que já é uma boa melhora e o coloca em uma posição muito favorável.

Mesmo com desempenho levemente inferior em jogos quando comparado aos seus competidores diretos da Intel, a sua superioridade em todos os outros quesitos acabam por deixar desvantagens em segundo plano, e assim, acreditamos que na faixa de preço entre R$900 e R$1200, o Ryzen 5 3600X seja a melhor opção de processador Custo x Benefício, garantindo quase tudo do melhor, e deixando muito pouco a desejar.

Novamente, agradecemos a AMD por nos enviar este processador para análise, e pretendemos trazer mais testes de processadores daqui pra frente.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários