Review HQ 24QHQ 144hz - Tem como ser pior?

Temos em nossa frente um monitor 144Hz de 24", com resolução Full HD (1920x1080) e tecnologia FreeSync por cerca de R$1100, e ele compete diretamente com modelos de entrada da AOC e Acer.

Por Hardware 2 comentários

A HQ é uma marca bem pouco conhecida, inclusive não consegui encontrar nenhum tipo de informação online, muito menos um website ou manual, e isso já fala bastante sobre o produto.

Enfim, tirando estes fatos, temos em nossa frente um monitor 144Hz de 24", com resolução Full HD (1920x1080) e tecnologia FreeSync, custando na faixa dos R$1000 a R$1100, competindo com o AOC Hero e Acer KG241Q. Essas são algumas das especificações dele, mas não é só isso que importa. Temos que saber se ele realmente consegue atingir a taxa de 144Hz, se suas cores são, no mínimo, aceitáveis, e ver como ele se comporta em vários cenários, vamos lá.

Nós também fizemos este review em vídeo, você pode conferir aqui embaixo:

Construção Externa

Uma coisa que tenho que elogiar ele é suas bordas finíssimas na tela, isso dá um visual moderno ao monitor e ajuda também um pouco na imersão, algo muito bom de se ver em um painel 144hz. Assim como no LG34WK650, o acabamento da proteção de tela é fosco, e isso ajuda bastante na contenção de reflexos na imagem, também motivo de elogios.

HQ 24QHQ
HQ 24QHQ

Quando na parte frontal do monitor parece estar tudo indo muito bem, na parte traseira a história muda um pouco, começando pelos botões de menu. Eles não distribuídos lado a lado, como na maioria dos monitores, só que ao invés de ficarem na parte logo abaixo da tela, eles ficam na traseira, quase no meio do painel. A navegação é muito ruim, e você vai errar muito até conseguir fazer o que você quer.

Botões de navegação na parte inferior esquerda da imagem
Botões de navegação na parte inferior esquerda da imagem

Agora, vamos falar do maior problema do monitor: o seu suporte. Este é, oficialmente, o pior suporte que já vi em um monitor. E sabe o que piora a situação? É que o monitor TEM furação para utilizar VESA mount, mas os caras me colocam um pino de ferro no meio do monitor, que impossibilita 99.9% dos suportes de serem instalados. Dá pra remover? Dá, mas só desmontando o monitor pelo que me parece, e não há manual de instruções inclusos na caixa.

Não é possível utilizar suportes VESA
Não é possível utilizar suportes VESA

Cara, simplesmente não sei o que quiseram fazer aqui, mas ficou muito ruim. Além de inutilizarem o uso do VESA mount, ainda fizeram o tilt vertical do monitor tão rígido que quem comprar o monitor provavelmente vai danificá-lo enquanto estiver tentando ajustar o ângulo de inclinação. A propósito, ele só tem ajuste de inclinação vertical, nada de ajustes horizontais, de altura ou de rotação de tela.

É necessário apertar este parafuso para fixar o suporte incluso na caixa
É necessário apertar este parafuso para fixar o suporte incluso na caixa.

Quando falei que o fato de não ter um website ou manual de instruções já falava muito sobre o monitor, era disso que eu estava falando. Por mais de R$1000, é inaceitável ver coisas assim, ainda mais com opções como o AOC Hero e Acer KG241Q, ambos que já mencionei antes e se encontram no mesmo preço, e logo acima temos outras ofertas excelentes, como o LG 24GL600F-B por R$ 1400, o MSI OPTIX MAG241C que também fica na faixa dos R$1400 e o Samsung LC24FG73FQLXZD que fica nos R$1500.

Continuando com o review, vamos agora falar do painel traseiro em si. Ele é todo em plástico e tem acabamento preto fosco, com 1 porta HDMI - que aparenta ser 1.0, pois não suporta 1080p acima dos 60Hz - e DisplayPort que provavelmente é 1.1, e é a que deve ser usada. Felizmente, um cabo DisplayPort é incluso na caixa. Logo ao lado das portas de input, temos 1 porta USB que serve para carregar um celular, ou ligar um Cougar Neon RGB, que foi o que fizemos (valeu Cougar <3), e por último, a entrada do cabo de força do monitor.

Conexões são  apontadas para baixo
Cabos sempre aparecem.
Conexões são apontadas para baixo

E como falei antes, não há como esconder os cabos embaixo do monitor, pois eles saem na vertical do monitor, e bem na parte inferior, então o máximo que você vai conseguir fazer é deixar "organizado".

Cabos sempre aparecem

Essa é a construção externa geral do monitor, não tenho mais muito do que falar. Ele vem com todos os cabos necessários para operar em suas especificações máximas, assim como os cabos de força e suporte (horrível).

Qualidade de Imagem

Um dos pontos, se não o mais importante, é o painel do monitor. Não adianta ele ter a melhor base do mundo, 300 portas HDMI 2.1 e 200 portas DP 1.4 se seu painel não tem boa qualidade.

Cores

A boa notícia que posso deixar é que o painel tem ajustes de cores, mesmo que limitado, mas tem, então você pode ajustar ele até certo ponto. Já quando você o liga, o padrão de cores é bem puxado para um azul/roxo, deixando a imagem bem lavada e nada agradável, e é um dos primeiros monitores que me senti na obrigação total de calibrar logo de cara.

Acima, vocês conseguem ver as diferenças do original na direita e da enorme calibração que fizemos na esquerda. A diferença de cores é notável, e o padrão do monitor out-of-the-box é simplesmente horrível, parece que colocamos um pedaço bem fino de papel roxo na frente do monitor.

O Monitor conta com controles de contraste e sharpness, se bem que o nível de sharpness original de fábrica vem bom, e não precisamos mexer nele. Já o contraste foi necessário mexer bastante, assim como o brilho.

Mesmo com mais de meia hora mexendo nos menus, usando telas excelentes como a do Z2 Force e do iPhone XR para comparação, além de softwares como o Cabrilize, ainda não conseguimos cores excelentes, ou perdemos detalhes ou cores, e a batalha entre qual ficava menos pior era intensa, e de jeito nenhum ficou em um tom agradável.

Talvez você esteja se perguntando:
- "Mas este monitor não é focado em jogos?"

E você está certíssimo, ele é focado em jogos, porém há alguns pontos importantes a serem feitos:

  • Há outros monitores 144Hz pelo mesmo preço? Sim.
  • Eles tem FreeSync? Sim.
  • Eles incluem todos os cabos necessários? Sim.
  • Eles tem manual, site, garantia? Sim.
  • Eles tem melhores cores? SIM.

Então se olharmos para ele, e somente para ele, não há tanto problema das cores serem horríveis não muito boas, mas há vários outros competidores no mercado na exata mesma faixa de preço, e temos que comparar ele com sua competição.

Eu não consigo pensar em um cenário onde o HQ se encaixaria com uma boa opção aqui no país, sabendo que temos uma competição cada vez mais acirrada neste segmento e que produtos que não tem qualidade não tem mais espaço no mercado. O HQ 24QHQ Curvo 144Hz FreeSync é só um nome bonito que serve para fins de marketing, e a descrição dele que encontro em vários sites, onde a "HQ levou a sério o desenvolvimento deste modelo, trazendo ao público mais exigente um produto completo e de alto nível" é simplesmente papo furado, e ele não tem nada de bom a não ser as bordas finas.

Eu realmente não sou a pessoa mais exigente do mundo com telas, mas a fabricante deste modelo se puxou em trazer algo de baixa qualidade, com preço pouco competitivo, e não gosto de ver descrições que simplesmente tentam enganar o cliente, que é com quem vocês deveriam ser mais honestos.

Acho que depois de tudo que falei acima, vocês já devem saber qual será o veredito do review, mas vamos continuar com os testes.

Ghosting

Vamos para o ghosting, que está relacionado com a habilidade dos pixels do monitor conseguirem trocar de cor rápido o suficiente. Para realizar este teste, utilizamos um P30 Pro gravando em Slow Motion para o vídeo review, enquanto que para o post utilizamos uma Canon T5 com o shutterspeed em 1/160sec em conjunto com o site UFO Test. Vamos então verificar como ele se comporta:

Analisando a imagem, podemos ver que o monitor conta com ghosting considerável, mesmo com um shutterspeed um pouco acima da frequência de operação do monitor, ainda pegamos bastante. Testei em shutters de até 1/500sec e ainda assim se fazia aparente em 144hz, enquanto que nas outras frequências (60 e 72) ficam impecáveis.

Input Lag

Pessoal, infelizmente não temos um método totalmente seguro e que seja digno de uma completa avaliação, pois não temos o hardware pra isso. O máximo que podemos fazer é gravar em 240FPS com uma câmera e reproduzir em 8% da velocidade normal.

Então, como puderam ver no vídeo, ele apresenta um tipo de delay, mas este delay também estará visível em basicamente qualquer monitor. Não há o que fazer, pois sempre haverá um tempo entre o mouse enviar o sinal, o computador receber, analisar o dado, enviar para a Engine do jogo, a Engine processar e executar a informação, mandar a informação para a placa de vídeo, a placa de vídeo receber e enviar para o monitor e só aí teríamos o tempo de resposta correto, mas como falei, não temos o equipamento para isso.

Gaming

Mas e pra jogos, ele é melhor que um monitor 60Hz ou por causa dos problemas citados acima ele se torna um produto ruim neste aspecto?

Pra jogos competitivos, ele é bom sim, e não tenho nenhuma dúvida que sua experiência ao jogar nele será melhor que a de um monitor comum de 60Hz FHD, mas isso, quando se trata de um jogo competitivo, onde o FPS está sempre nas alturas e o que importante é quem ganha, e não muito a experiência durante a partida.

Em CSGO não há problemas
Far Cry New Dawn é um jogo que tira proveito de boas cores.
Em CSGO não há problemas.

Se você quer jogar algo mais casual que conta com visuais lindíssimos, como um Battlefield V multiplayer ou a campanha de Metro Exodus, aí você verá onde ele realmente perde para seus competidores. É neste aspecto que um LG 29UM69G por exemplo, que é UltraWide 75Hz e custa o mesmo preço, se sai espetacularmente melhor, por contar com cores muito mais vivas - ele tem um painel IPS - e os 15Hz a mais, que ajudam na fluidez.

Far Cry New Dawn é um jogo que tira proveito de boas cores

Se eu comparar o HQ24QHQ com seus competidores diretos no aspecto citado acima, como o KQ241Q, ele perde por bastante também, afinal o Acer tem cores muito boas para um painel TN.

Conclusão

Se caso já tenham lido a review completo - o que recomendo fazer - já saberá o que direi por aqui, mas caso você só queira ver o resumo, aí vai:

O HQ 24QHQ é um monitor com aparência moderna por causa de suas bordas finas, curvatura e funcionalidades tais como FreeSync, mas as modernidades param aí mesmo. O painel parece ser das primeiras gerações de monitores 144Hz, onde limitações tecnológicas interferiam com o resultado final do produto, que apresentavam vários problemas na imagem por causa disso.

Suas cores são muito ruins, pra não dizer horríveis, e a localização das entradas de vídeo/força/USB me lembra de produtos de testes, fora o mecanismo de ajustes de tilt que pode danificar a tela, e isso não é nada bom em um momento extremamente competitivo no mercado de periféricos, ainda mais quando se trata de produtos de entrada onde grandes marcas participam ativamente.

HQ 24QHQ

Ele serve para jogar? Claro que sim, não é o pior monitor do mundo, mas não tem um ponto em que o monitor seja bom, pois em todos os aspectos testados, há competidores que fazem melhor e no exato mesmo preço, fazendo com que eu tenha somente uma escolha: Não Indico.

O HQ 24QHQ é um monitor bonito e curvo, e só. Ele não tem qualidades melhores que as de seus concorrentes, e acaba por ser um produto defasado nos tempos atuais. Se você quer adquirir um monitor 144Hz entre R$1000 a R$1100, recomendo fortemente procurar por modelos da Acer, LG e AOC. Eles vão lhe custar a mesma coisa - claro que há variação de preço entre eles, então fiquem de olho - mas a experiência de uso e qualidade do produto serão muito melhores, fora a garantia que não sei se existe com o HQ.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários