Um dos reviews mais pedidos aqui no Oficina da Net está finalmente saindo do forno, a Acer nos emprestou o seu monitor 144Hz de baixo custo, o KG241Q de 23.6" e vamos compará-lo diretamente com o Warrior Kai, monitor que pegou todos de surpresa - inclusive a gente - e foi muito bem aceito pelo público e por nós também.

Vamos tocar todos os aspectos possíveis do monitor, assim como já fazemos nos reviews atuais e vamos ver qual modelo assume o título de monitor 144Hz com o maior custo x benefício do mercado brasileiro, vamos lá.

Construção Externa e Design

Vamos começar pelos aspectos que mais chamam a atenção no monitor, que são seus pés de apoio e suas bordas laterais que são um tanto quanto grandes. O monitor realmente dá a impressão de não ser muito moderno por causa do design mais quadrado, sem curvas ou bordas finas como alguns de seus concorrentes.

Nome do monitor está no topo superior direito
Nome do monitor está no topo superior direito

Se é bonito ou não é com vocês, o importante é não atrapalhar a usabilidade do produto e felizmente não atrapalha em nada. Indo para a parte traseira do monitor encontramos dois Inputs HDMI 2.0 (suporta 144Hz) e um DisplayPort 1.2 (também suporta 144Hz). Um cabo DP veio incluso em nossa caixa, porém como nosso monitor já tem uso não temos certeza se a Acer mandou junto ou se realmente vem na caixa.

Como a imagem ilustra, há 2 portas HDMI 2.0 e 1 porta DP 1.2
Como a imagem ilustra, há 2 portas HDMI 2.0 e 1 porta DP 1.2

O stand do monitor é quase que a marca registrada da Acer em seus monitores gamers, temos as duas "garras" vermelhas saltando para a frente com o tronco principal recuado e todo em preto. Infelizmente este suporte só tem ajuste de inclinação, não oferecendo nenhuma elevação ou rotação sobre o eixo, seja ela horizontal ou lateral.

Stand é firme e bem estável, proporcionando pouca tremedeira durante a jogatina
Stand é firme e bem estável, proporcionando pouca "tremedeira" durante a jogatina

Sobre ocupar bastante espaço eu diria que depende. Na sua parte traseira há um alongamento, mas isso é feito para garantir uma maior estabilidade do monitor em cima da mesa. Eu prefiro as garras em V do KG241Q ao invés do apoio redondo do AOC Hero pois dá para colocar coisas ali sem que elas deslizem.

Mas de fato os únicos pontos bons do pé de apoio são a estabilidade e a inclinação, de resto o Hero sem dúvidas é muito mais completo - ajuste de altura, inclinação, rotação - e as outras fabricantes ficam devendo neste ponto.

Os botões de navegação e Power On/Off do monitor todos ficam posicionados na frente frontal com fácil acesso e recuados na carcaça do monitor, provavelmente por motivos de design. Uma coisa que acho que poderiam fazer é colocar pequenos relevos para definir melhor a função de cada botão pelo toque, pois muitas vezes acabei por pressionar o botão errado exatamente pela falta disso.

Não há texturas nos botões de navegação, algo que julgo fazer uma boa diferença
Não há texturas nos botões de navegação, algo que julgo fazer uma boa diferença

A Acer é sem dúvidas uma das fabricantes com o menu mais completo, e por causa disso há grandes ganhos que podem ser feitos caso você faça uma calibração de cores no monitor. Também há opções de FreeSync, DCR, dentre outras coisas que explicarei melhor na parte de cores deste review.

Ah, antes que algum de vocês pergunte, o monitor tem sim suporte para mounts VESA e as medidas do mesmo são 10cmx10cm, então basta olhar a furação do suporte para ver se bate com a do monitor e ver se suporta no mínimo 4kg.

Furação é compatível com VESA 10x10cm
Furação é compatível com VESA 10x10cm

Então por enquanto o monitor não leva nenhuma penalidade em sua nota, até porque não tiro pontos por visuais com a exceção se ele atrapalhar o uso, o que não faz. Vamos agora falar do painel em sí.

Qualidade de Imagem

Essa parte do review será separada por várias partes, é o aspecto mais importante de um monitor e por isso é o que mais merece atenção por nossa parte. Vamos começar pela fidelidade de cores.

Gaming

Este é o aspecto de maior foco do monitor, então desta vez decidi iniciar o review falando sobre isso. O primeiro jogo que rodei com este monitor com o CS:GO, fiz isso porque é o jogo que sou mais familiar no momento e conheço cada canto do mesmo.

A primeira coisa que notei foi a saturação, que acabou "saltando" as cores dos mapas muito mais. Na inferno por exemplo há vários lugares que estou acostumado a ver brancos com tons de azul - em parte por causa de meu AOC Hero em casa - e que no Acer se mostraram ser mais amareladas, e ressaltando os verdes também.

Tons verdes ficam bem salientados
Tons verdes ficam bem salientados

Claro que além disso, os 144Hz fazem toda a diferença comparado a um monitor comum e não tive problema algum em relação a isso. Após a partida no CS, decidi ir para o Metro Exodus, e a qualidade de imagem não nos decepcionou nem um pouco.

Já no Metro Exodus a história muda um pouco, há claramente um "filtro verde" nas cores do monitor e ele fica bem aparente neste jogo por conter cores frias e escurar, ressaltando essa puxada de tom. A boa notícia é que isso pode ser corrigido sem maiores dificuldades diretamente no monitor.

As cores infelizmente não ficam tão visíveis na câmera
As cores infelizmente não ficam tão visíveis na câmera

E assim, decidimos ir para o Far Cry New Dawn que tem muitas cores vivas e que faz monitores com boas reproduções brilhar ainda mais. Mais uma vez gostamos dos resultados que vimos e sem colocá-lo lado a lado com outros monitores certamente não veríamos nada de ruim.

Far Cry New Dawn tem elementos bem coloridos que o monitor acaba por ressaltar ainda mais
Far Cry New Dawn tem elementos bem coloridos que o monitor acaba por ressaltar ainda mais

Em geral, se você comprar o Acer KG241Q para jogar e seguir as poucas mudanças que fizemos diretamente nas configurações do monitor, você não deve se incomodar nem um pouco. A experiência de uso foi ótima e não tivemos nada a reclamar dentro das limitações de preço e painel que ele oferece. Para ver o que mudamos no monitor, basta ver a sessão abaixo.

Cores e Contraste

Segundo as especificações do próprio painel, ele cobre 72% do aspecto de cores NTSC, o que em tese nos dá 100% de cobertura do aspecto sRGB. Infelizmente não temos como validar esses números pois não possuímos as ferramentas de testes.

O que posso dizer é que colocamos ele contra outros monitores certificados para 99% DCI-P3, e o que posso dizer é que ele está bem longe deste nível de qualidade de imagem, o que reforça o seu baixíssimo preço que está atualmente variando entre R$900 e R$1100, dependendo do dia e loja que você acessa.

A imagem é boa para o tipo de painel e o preço, mas não é tão preciso quanto outros modelos
A imagem é boa para o tipo de painel e o preço, mas não é tão preciso quanto outros modelos

Novamente o colocamos em comparação com outros monitores e também com o seu maior concorrente, o Warrior Kai 144Hz. Se você ainda não viu o review dele, vale a pena conferir.

Colocamos os dois monitores lado a lado em duas comparações distintas: uma antes da calibração e outra depois, e os resultados foram muito interessantes, bem diferentes do que esperávamos ver.

Quando colocamos os dois monitores com as configurações padrões de fábrica, é nítida a diferença entre ambos e o Kai fica na frente por uma grande margem. As cores do KG241Q são muito puxadas para o verde e assim o monitor fica parecendo não só com uma película verde como também exagerado.

Acer KG241Q na esquerda - Warrior Kai na direita
Acer KG241Q na esquerda - Warrior Kai na direita

O contraste também é um lugar onde o Kai fica a frente quando os monitores estão originais de fábrica, algo que era totalmente esperado por conta das diferentes tecnologias utilizadas em ambos os monitores.

Mas, como já mencionei antes no review, sempre fazemos calibração de cores para chegar o mais próximo das reais cores das imagens, e é aí que o monitor da Acer vai a frente. Por causa do extensivo menu de configuração de cores que a Acer proporciona, ele tem muita flexibilidade de ajustes e acaba por ter uma reprodução de cores bem mais fiel após os ajustes internos.

A melhora de cores após a calibração é nítida
A melhora de cores após a calibração é nítida

Ajustar a imagem igualzinha a como fizemos não deve lhe tomar mais do que 5 minutos, e para ajudá-los ainda mais vou deixar abaixo uma pequena lista dos ajustes que fizemos.

  • Brilho 76
  • Contraste 30
  • Black Boost 4
  • Gamma 1.8
  • R Gain 54
  • G Gain 42
  • B Gain 50
  • R Bias 47
  • G Bias 46
  • B Bias 45
  • Blue Light, ACM, Super Sharpness, VRB e Aim Point OFF.

O resto que não foi mencionado foi mantido nos valores padrões.

Então, para encerrar esta parte, pudemos concluir que suas cores de fábrica não são muito boas, há uma grande tendência para o verde e que fica bem aparente dependendo de qual ambiente que você está usando o monitor. Mas, após ajustes corretos as cores ficam bem mais nítidas assim como o contraste melhora bastante, o tornando uma ótima opção e competição ao Warrior Kai, seu principal rival.

Ghosting / Fringing

Ghosting é o efeito causado pela mudança lenta de pixeis na tela de um computador, o ideal é que quando tiramos uma foto do monitor, precisamos ver somente a imagem que está sendo mostrada totalmente estática, sem nenhum tipo de borrado ou rastro atrás da imagem.

Como de costume, para o vídeo review utilizamos o iPhone XR com gravação em câmera lenta e para as fotos deste artigo utilizamos uma Canon T5 com 1/160sec de shutter speed, dando tempo mais que o suficiente para o monitor apresentar imagens totalmente estáticas em todas as faixas do UFO Test.

Ghosting aparece um pouco, é possível ver um rastro do alien dentro do cilindro amarelo no topo da tela.
Fringing se mostra um pouco mais aparente, mas não chega a atrapalhar a experiência de quem usar.

E felizmente o resultado é muito bom para um painel de entrada, há um pouco de fringing nas imagens, mas baixo o suficiente para não ser notado durante a jogatina, enquanto que o Ghosting é bem pouco e novamente não incomoda.

Mesmo com os bons resultados apresentados pelo monitor, ele ainda acaba por ficar minimamente atrás do Warrior Kai, mas é tão pouco que você realmente não percebe a diferença durante o uso, somente em testes. Se essa era uma preocupação com o monitor, então já saiba que não precisa mais se preocupar.

Input Lag

O "teste" de Input Lag é sempre gravado em câmera lenta para dar uma idéia do delay do monitor. Sempre utilizamos o mesmo ambiente e o mesmo jogo para garantir que não haverão diferenças brutescas entre cada monitor.

Novamente, saliento que é mais um teste visual do que científico e é um aspecto que não levo a conclusão - a não ser que seja um grande problema - pela falta de equipamento para testes. Assim que tivermos os equipamentos apropriados iremos atualizar todos os reviews possíveis.

Pelo vídeo, tudo indica que o Acer KG241Q tem delay muito próximo ao Warrior Kai, com somente uma instância sendo mais longa do que o resto, mas isso pode muito bem ser influência externa - como algum outro programa atualizando no Background, por exemplo.

Podemos então concluir que não há problemas de grandes delay por parte do monitor e que você não deve ter problemas em jogos competitivo por causa disso, afinal eu também joguei bastante com o monitor e não pude notar nenhum problema.

Conclusão

E este review termina em mais uma boa avaliação de um monitor que tem tido preços competitivos e não apresentou nenhum tipo de falha grave durante os testes, provando ser o real competidor do Warrior Kai tanto em preço quanto em qualidade.

No final, o que vai definir qual dos dois você prefere vai ser a sua preferência. Quer um design mais moderno e só ligar, conectar no PC e jogar? Warrior Kai. Quer uma imagem um pouco melhor assim como um suporte mais firme no chão e não liga muito para a aparência? Acer KG241Q.

Foto do Mustang usada no review do Warrior Kai e do HQ 24QHQ
Foto do Mustang usada no review do Warrior Kai e do HQ 24QHQ

O Acer se provou uma boa opção entre os R$800-1000, preços que são vistos quase que semanalmente em várias lojas do varejo e a parte boa é que isso também é válido para o Kai, mas as críticas ainda permanecem a mesma: painel IPS, maior cobertura de aspecto de cores (no mínimo 100% do Adobe RGB) e pé com mais ajustes já deveriam ser padrão nessa altura do campeonato.

Mas indiferente de qual você escolher dentre as opções atuais, sem dúvidas estará muito bem servido pelo preço e não deve se arrepender de sua escolha.

Prós:

  • Bastante flexibilidade de ajuste de cores e contraste, melhorando consideravelmente a qualidade de imagem
  • Pé de apoio muito estável
  • Baixo preço

Contras:

  • Não há ajustes de altura nem rotação vertical / horizontal
  • Painel ainda utiliza tecnologia TN
  • Design dá uma aparência de produto antigo
  • Cores de fábrica não são muito boas