Cougar 700M Evo REVIEW - excelente em quase tudo

A Cougar apostou em designs modulares quando lançou o primeiro 700M, agora ela voltou com a segunda versão, denôminada 700M Evo, para melhorar ainda mais a qualidade de seu mouse modular.

Por Hardware Pular para comentários
Cougar 700M Evo REVIEW - excelente em quase tudo

Carinhosamente apelidado como "Mouse Transformer" aqui no estúdio, o Cougar 700M Evo trás o design modular já conhecido no 700M original mas com algumas mudanças, principalmente na parte estética onde agora opta por cores muito mais neutras e combinam com a maioria dos setups.

Seu design modular é alvo de crítica para alguns e elogios de outros, mas isso não o impede de ser um mouse bom e completo, e é exatamente isso que queremos descobrir aqui na análise da Oficina da Net, bora conferir!

Dêem uma olhadinha no nosso video review, não é todo dia que temos um mouse com bons visuais passando pelo estúdio:

Construção Externa e Design

Começando na parte externa do mouse e já digo que o apelido de Transformer realmente cai muito bem nele, não só pelo visual mas também pela qualidade de construção que aparenta ser um dos pontos fortes do mouse. Sua estrutura central é em alumínio enquanto que na parte externa são utilizados plásticos, mas com um excelente acabamento. A sensação que a pessoa tem ao pegar o mouse é de um produto de qualidade, e até o momento isso tem se demonstrado verdade.

Bunda do mouse sem o apoio de palmaBunda do mouse sem o apoio de palma

No total temos 8 botões, com os principais e o do scroll inclusos. Com exceção do botão extra superior, todos os outros estão posicionados em sua parte esquerda, 3 na parte lateral e um na parte superior-frontal. Para a minha pegada (Fingertip) e tamanho de mão, todos são de fácil acesso e não estão em posições que cliques acidentais ocorram, incluindo o superior-frontal que no caso do Logitech G502 incomodava bastante.

Os 5 botões extras lateraisOs 5 botões extras laterais

Agora indo para a parte de pegadas, que é onde a modularidade do mouse se mostra. O apoio para a palma da mão tem ajuste de altura, profundidade e formato (há 2 "conchas" inclusas na caixa, uma já instalada) e isso faz com que vários tipos de pegada se adaptem ao mouse tranquilamente.

Irei começar falando sobre as conchas que são inclusas na caixa do mouse, uma delas já vem "pré-instalada" no mouse enquanto que a outra fica dentro da caixa. Digo "pré-instalada" entre aspas pois para remover/colocar as conchas basta apertar o engate em sua parte superior e deslizar. Os encaixes são rígidos, então a não ser que você cuide do seu mouse como um piloto de Rally dirige durante a corrida, não terá nenhum problema com eles. Um deles tem a logo da Cougar estampada e é maior, mais confortável para quem usa a pegada Palm, já o outro que vem na caixa é um pouco menor tanto em altura quanto em largura e profundidade, sendo mais focado para a pegada Claw e Fingertip.

Também é possível retirar completamente estas conchas, mas não recomendo pois aí o mouse fica com o peso desequilibrado e como consequência, desconfortável. Ah, falando em peso, ele pesa 105g, 5 a menos do que a primeira versão, então temos um win-win com um acabamento melhor e mais leve.

Parte frontal do mouseParte frontal do mouse

O sistema de conchas é feito com pequenos degraus que servem para segurar o apoio na posição desejada, ele não foi pensado como "steps", então é necessário segurar o botão de destravar para deslizar as conchas para frente e para trás.

Concha que já vem pré-instalada no mouseConcha que já vem pré-instalada no mouse

Já a regulagem de altura é feita diretamente no mouse por uma rosca que fica posicionada na parte traseira do mouse. Se girar para a esquerda, a traseira do mouse levanta, se girar para a direita ela abaixa. Essa rosca não desencaixa, então você pode girar sem medo pois ela tem final de curso em ambas as direções. O mecanismo é simples e fácil, é liso o suficiente para você poder deixar na posição que quiser, mas também firme o suficiente para não deslizar caso deixe ele no meio do percurso.

Degrais do ajusteDegraus do ajuste

Indo agora para a sua lateral direita, encontramo o mesmo material plástico com formas de colméia, e é isso mesmo, nada de borracha. Este aqui é o novo ponto de referência para grips laterais, afinal um plástico que imita a borracha tão bem ao ponto de não só parecer ao olhar mas também ao tato, garantindo ótima durabilidade E pouco deslize dos dedos? Perfeito.

Lateral direita do mouseLateral direita do mouse

Ah, algo que eu estava quase me esquecendo de mencionar, o mouse conta com regulagem de peso e vem com 4 deles inclusos na caixa. Cada peso conta com 4 gramas, totalizando 16. O bom dos pesos do 700M Evo é que todos são centralizados, então se colocar 1 ou 3 pesos, por exemplo, não ocorre desequilíbrio na distribuição do peso do mouse.

Peça onde os pesos encaixamPeça onde os pesos encaixam

Agora na parte inferior, onde encontramos 6 pés de teflon e que são um pouco pequenos. Claro que ser pequeno não significa que o deslize seja ruim e realmente não é, o importante é o posicionamento, este que a Cougar acertou, mas infelizmente ela errou em outro aspecto que acaba tirando a sensação de um deslize completamente liso: altura. O teflon traseiro fica um pouco mais alto que o resto dos teflons do mouse, e quando você olha rente a parte inferior, é fácil de ver que esse é realmente o caso. Isso atrapalha? Na verdade não, mas é possível sentir um pouco de atrito ao mover o mouse, e nesse caso já sabemos o culpado.

O pé mais abaixo na imagem é um pouco mais alto que os outrosO pé mais abaixo na imagem é um pouco mais alto que os outros

E vamos agora ao cabo, que é de Nylon e me lembra muito o cabo do Logitech G Pro e do G403. Ele tem sido um pouco rígido, isso não posso negar, mas não atrapalha nem incomoda. O cabo não é o melhor do mercado e nem revoluciona nada, mas é decente e você provavelmente não terá nenhuma dor de cabeça com ele, assim como eu não tive e não tenho nenhuma reclamação.

Cabo do 700M EvoCabo do 700M Evo

Construção Interna

Vamos então a parte interna do Cougar 700M Evo e revisar todos os aspectos desta sessão. Primeiramente para abrir o mouse, é necessário remover 4 parafusos que estão embaixo de 4 teflons diferentes do mouse, o parafuso traseiro da regularem de altura não é necessário ser removido. Pela primeira vez estraguei um teflon, mas felizmente a Cougar inclui um na caixa e pude repor sem problemas. Após remover os parafusos, puxe gentilmente aos poucos para cima e dê aquela famosa "mexidinha" quando puxar, há alguns engates e eles estão bem presos, para não quebrar é melhor ir com calma. Para abrir o mouse demorei cerca de 5 minutos, o que ainda não é muito.

A sua carcaça superior é totalmente feita em plástico ABS, e isso está impresso diretamente na parte interna, como é possível ver nas fotos. Ela tem espessura considerável e assim como nos outros mouses aparenta ser resistênte, ainda mais em conjunto ao alumínio da parte inferior quando encaixados.

Nos componentes internos vamos direto ao sensor, que é o PMW 3389, assim como dito tanto no site da Cougar quanto na caixa do produto, então até aí tudo certo. Lembrando que os testes de rastreio estão logo abaixo, então desça a página caso queira pular esta parte.

Já nos switches encontramos 3 tipos: nos principais, temos os Omrom China D2FC-F-K(50M), um dos melhores switches disponível no mercado. No botão Sniper encontramos switches Huano Red, não são topo de linha mas ainda sim bons, e sendo o switch do botão sniper, está bem colocado. Já em todos os botões do mouse (DPI, laterais, superiores) encontramos Tactile Square Blue C&K PTS645SM43SMTR92 LFS, que não são famosos por serem duráveis ou de alta qualidade, ele ainda é aceitável mas para um mouse de quase 500 reais, esperava um pouco mais dessa parte.

O codificador do Scroll é aparentemente um mecânico da ALPS, também um dos melhores do mercado junto com os switches principais e o Sensor. Infelizmente não consegui tirar fotos do Codificador pois a posição é bem ruim de ser pega pela câmera.

As soldas estão com ótima qualidade, não temos lugares com solda faltando ou fraca, só um pouco de resíduo mas nada que irá degradar a qualidade interna do mouse ou das soldas. Nesta parte a Cougar também fez um ótimo trabalho e não há do que reclamar.

Os LEDs estão localizados na PCB superior, são no total 4 LEDs SMD, 3 para a demonstração de DPI (1 para cada estágio) e 1 para a iluminação do Scroll. Dou elogios a separação de luz para os estágios de DPI, essa espuma que limita o vazamento de luz fez seu trabalho de forma perfeita.

Em geral o 700M Evo tem uma boa qualidade interna, temos componentes de altíssima qualidade (Sensor, Codificador do Scroll, Switches principais), componentes bons (botão DPI) e componentes genéricos que podem ou não durar (botões extras laterais e superiores). Sua carcaça superior e inferior são de ótima qualidade e transmitem bons sinais de durabilidade, especialmente na parte inferior que tem muitas partes estruturais em alumínio.

Como de costume, deixo a galeria aqui com imagens de boa resolução para vocês conferirem a vontade e tirar dúvidas.

Desempenho

Começamos os testes de desempenho deixando bem claro que esperamos uma ótima performance do mouse, afinal o seu sensor é o PMW3389 e o Marketing da Cougar foca bastante nisso durante sua apresentação.

Rastreio e Aceleração

E felizmente posso confirmar que o rastreio do Cougar 700M Evo é de muito boa qualidade, com mínimo a nenhuma distorção, assim como sua aceleração se mostrou nula, com o ponto a mais sendo errinho meu. Deixo a galeria para olharem os testes a vontade, todos os testes foram realizados em 1000Hz e as respectivas DPIs estão nas próprias imagens.

MS Paint

 O teste no MS Paint só reconfirma o resultado que vimos acima onde não há nenhuma aceleração, não há nenhum deslocamento para fora da área onde o mouse registrou algum rastreio.

Cougar 700m Evo passa no teste do paint sem problemasCougar 700m Evo passa no teste do paint sem problemas

Iluminação

Sua iluminação se dá por 2 lugares no mouse: no scroll e nos estágios de DPI. Os LEDs são RGB e são controlados diretamente no software da Cougar. Ao olhar para o mouse, há a impressão de que temos 2 zonas de iluminação distintas, e isso se confirma ao instalar o programa do mouse.

O mouse tem 2 zonas de iluminaçãoO mouse tem 2 zonas de iluminação

Ele não tem a idéia de chamar muito a atenção por causa de sua iluminação, ela serve somente como um complemento ao design do mouse - como se precisasse de algo a mais nesse mini transformer.

O legal da iluminação dos estágios da DPI é que é fácil de visualizar em qual dos estágios de DPI que você está, sem precisar decorar qual cor ou qual o padrão de LEDs que representa a DPI/Estágio selecionado, é simples e prático.

Iluminação dos estágios DPIIluminação dos estágios DPI

A ressalva que eu faço na questão da iluminação é que o Scroll pudesse ser um pouco melhor iluminado, na parte central há luz o suficiente, porém na parte superior é visível o fading que tem na iluminação e isso não deixa um aspecto muito bonito. Tirando isso, não tenho muito o que falar sobre este ponto do mouse, é simples e sucinto.

Software

O 700M Evo tem suporte a Software e você pode encontrá-lo diretamente na página do mouse, deixo aqui o link:

Página do Mouse

Após baixar, é só instalar e pronto, já está tudo funcionando. A interface do programa não é muito complicada e ao abrir, você é jogado de cara na parte de performance do mouse. Vamos então ver como é o software e o que ele tem a oferecer.

Antes de mais nada, recomendo que usem o programa do 700m Evo em inglês, pois a versão em português é um desastre, assim como era nos outros programas da marca. As funcionalidades são má traduzidas e é difícil de entender o que algumas funções fazem. Por causa destes motivos, estarei usando o programa em inglês para este review.

Como falei acima, a aba de performance é a primeira que você vê na hora de abrir o programa, nela você pode alterar a DPI dos 3 estágios do mouse - não é possível aumentar o número de estágios - assim como a DPI do botão sniper, que pessoalmente não uso. 

Outras opções disponíveis no mesmo menu são as do tempo de resposta (Hz) que varia de 125Hz a 2000Hz, Angle Snapping (deixem OFF), LOD (altura em que o mouse começa a detectar os movimentos do sensor, normalmente Low é a melhor opção) e calibração de superfície.

Controle de rastreioControle de rastreio

Agora iremos para o Key Assignment, é nesta aba que controlamos o que cada botão do mouse faz. Todos os botões do mouse são reprogramáveis e há várias opções de funções para escolher. Na opção "Basic" há as funções normais de um mouse como os botões direito e esquerdo, click do scroll, dentre outras opções. Na aba "Advance" - faltou um D no final da palavra - temos uma lista drop-down para escolher, aparentemente há poucas opções, mas na verdade cada item da lista tem funções dedicadas que aparecem ao escolher um dos ítens, por exemplo: se eu escolher a opção "Media Function", irão aparecer logo abaixo várias funções de controle de mídia, como Play/ Pause, próxima música, música anterior, etc. Então há na verdade bastante opções de customização e funções já inseridas no software, elas só estão um pouco mais escondidas.

Opções de remapeamentoOpções de remapeamento

O mouse também tem suporte a macros, comparável aos mais completos do mercado como o Razer Synapse ou o Logitech G Hub. Você pode fazer qualquer combinação de teclas e clicks, além de poder rastrear o movimento do mouse caso você queira. É inclusive possível a criação de macros no-recoil, porém a Cougar não cita isso em seu marketing e nem tem intenção de citar.

MacrosMacros

Eu faço questão de mencionar isso no review do 700M Evo pois está havendo uma grande polêmica no mercado de periféricos em relação a algum mouses no mercado. Uma certa marca botou um mouse com macros de no-recoil específicos para o PUBG para a venda, usando o no-recoil como um item de marketing e que lhe daria uma vantagem - muito desonesta - sobre outros jogadores. Para combater a prática desta tal empresa, a Bluehole Studio (Produtora do PUBG) baniu este mouse de sequer conseguir logar em sua conta do PUBG, caso você tente repetidamente, você pode ser banido permanentemente dos servidores do jogo, e aí somente uma nova conta lhe permitirá jogar novamente.

E qual o problema?

O problema é que a produtora do jogo não baniu somente aquele mouse, mas sim sua OEM - a "fábrica" - do mouse, e assim qualquer mouse que foi produzido por essa OEM, inclusive de outras marcas como a Glorious, teve seus mouses proíbidos de serem usados no jogo. Claro que não acho nada certo oferecer macros de fábrica no mouse, mas banir mouses que só usam a mesma fabricante e nem tem esta função liberada no mouse é um tanto quanto extremo e não é uma atitude legal por parte da Bluehole.

Espero que o estúdio perceba este erro grotesco e ajuste este banimento, afinal mouses como o Razer DeathAdder Elite tem a possibilidade de macros no-recoil e não estão banidos, assim como é o caso do Cougar 700M Evo, que foi usado em inúmeras partidas de PUBG - tanto o lite quanto o pago - e não tivemos nenhum problema. Se caso você estava preocupado em relação a isso ao comprar o 700M Evo, podem ir sem medo.

E por último, temos a aba "Lighting Control" que controla toda a iluminação do mouse. As 2 zonas do mouse são RGB e são controladas separadamente. Isso não quer dizer que não é possível sincronizar as 2 zonas de iluminação, muito pelo contrário, se definir ambas as zonas na mesma velocidade e padrão o software automáticamente sincroniza ambas as luzes. É possível escolher o padrão de cores ao circular - até 7 cores por zona - assim como também é possível desativar qualquer uma das zonas.

ControlControl

Veredito

Começamos o veredito com um resumão do mouse:

Cougar 700M EvoFicha técnica - Cougar 700M Evo
  • Data lançamento: 10/12/2018
  • Modelo do Sensor: Pixart PMW3389
  • Switches principais: OMRON China 50M
  • Codificador do Scroll: Mecânico ALPS
  • Switch do scroll: Squared tátil ZHIJ e Tátil genérico
  • Peso: 105g
  • Taxa de atualização: 1000Hz
  • Possui software?: Sim
  • Botões extra: 5 botões extra
  • Pegada: Palm, Finger e Claw

Sendo assim, posso dizer com tranquilidade que o mouse é bom e que dificilmente terá alguma dôr de cabeça caso compre ele. A sua nota fica nos 9.3 pontos dos 10 máximos, e isso se dá por causa dos switches secundários usarem peças genéricas, algo que não é esperado no carro chefe da empresa.

Mesmo com seus pequenos defeitos, o Cougar 700M Evo recebe um indico aqui no Oficina da Net, a pontuação é alta por causa de seus vários pontos positivos e que foram aprimorados comparado a primeira versão. O acabamento externo melhorou bastante, assim como o esquema de cores, sua construção interna também teve uma melhora e isso tudo agrega para um bom produto.

Onde comprar?

A maior ressalva fica realmente no preço e que está um tanto quanto salgado. Atualmente, o menor valor que achei para comprá-lo foi de R$ 460, enquanto que o 700M original já é encontrado na faixa dos R$260-270. Se puder esperar  encontrar alguma promoção ou baixa de preços, vale mais a pena.

Mouse com os LEDs desligadosMouse com os LEDs desligados

Gostou do review? Ficou com alguma dúvida? Manda um comentário aí no post, estamos sempre de olho e respondemos todos os comentários possíveis, afinal trazemos esses reviews para ajudar você a fazer uma compra melhor.

Compartilhe com seus amigos:
Augusto Schweickardt
Augusto Schweickardt Entusiasta por periféricos, hardware e fotografia
FACEBOOK // INSTAGRAM: @augustomullerr //
Quer conversar com o(a) Augusto, comente:
Minha foto
    Últimas notícias de Hardware