Após o rumor de que a Apple anunciaria o plano Hi-fi para o seu serviço de streaming Apple Hi-fi no final do mês passado, também surgiram pistas que confirmavam que esta informação poderia virar realidade, mas também sobre a vinda do suporte ao Dolby Atmos para o iOS. Hoje tudo foi confirmado com o anúncio da Apple, onde é dito em seu site que todo o catálogo de seu serviço de streaming será com arquivos de áudio lossless (sem perdas) e que função spatial áudio terá suporte ao Dolby Atmos.

De acordo com o vice-presidente da Apple Music e Beats, Oliver Schusser:

"A Apple Music está fazendo seu maior avanço em qualidade de som. Ouvir uma música em Dolby Atmos é como mágica. A música vem de tudo ao seu redor e soa incrível. Agora estamos trazendo esta experiência verdadeiramente inovadora e envolvente para nossos ouvintes com músicas de seus artistas favoritos como J Balvin, Gustavo Dudamel, Ariana Grande, Maroon 5, Kacey Musgraves, The Weeknd e muitos mais. Os assinantes também poderão ouvir suas músicas na mais alta qualidade de áudio com Lossless Audio. A Apple Music como a conhecemos está prestes a mudar para sempre."

Como será o áudio sem perdas no Apple Music

De acordo com a publicação em seu site, a Apple diz que todo o seu catálogo de músicas (75 milhões de faixas) será transmitido em formato de áudio lossless (sem perdas). O codec de áudio utilizado será o ALAC (Apple Lossless Audio Codec), formato proprietário criado pela Apple que é equivalente ao FLAC. Segundo a empresa, será oferecido não só áudio em qualidade de CD (16 bits/44,1Khz), mas também em 24 bits/48Khz, podendo ir até 24bits/192Khz.

Artigos recomendados para leitura:

Serviços de streaming com áudio lossless no Brasil

No Brasil e no mundo, o primeiro serviço a oferecer áudio lossless foi o Tidal. No território brasileiro temos hoje os seguintes serviços que são capazes de transmitir áudio lossless (sem perdas):

O Spotify anunciou que até o final deste ano também irá oferecer áudio lossless em sua plataforma, porém com qualidade de CD (16 bits/44,1Khz) no máximo.

Artigos recomendados para leitura:

Spatial Audio (Áudio Espacial) com Dolby Atmos

Outra novidade que a Apple está trazendo junto com o áudio lossless para a sua plataforma de stremaing Apple Music é o suporte do Dolby Atmos para o Spatial Áudio (Áudio Espacial). Segundo a empresa, o Dolby Atmos é reproduzido automaticamente em faixas compatíveis quando o usuário utiliza os fones de ouvido AirPods ou algum da Beats com chip H1 ou W1 em um iPhone, iPad ou Mac.

A Apple afirma que irá adicionar constantemente mais músicas com Dolby Atmos ao seu serviço de streaming. Além disso, é dito que todos os álbuns com suporte ao Dolby Atmos irão possuir uma identificação na página de detalhes para facilitar a descoberta.

O que é o Dolby Atmos

O Dolby Atmos é uma tecnologia de som surroud desenvolvida pela empresa Dolby Laboratories. Ela faz com que os sistemas de som multicanal existentes tenham canais de altura, fazendo com que os sons produzidos sejam interpretados como objetos tridimensionais.

Para trazer a tecnologia Dolby Atmos para os usuários de fones de ouvido (confira a nossa série sobre fones aqui), foi lançado o Dolby Atmos Music, que nada mais é do que a utilização dos mesmos princípios do Dolby Atmos, mas levando em conta os serviços de streaming de música e os meios pelo qual o usuário irá ouvir, como os fones de ouvido ou soundbars. Ou seja, é uma tecnologia voltada para sistemas de som que não se utilizam do multicanal, virtualizando o som surround para que seja reproduzido por dois canais (som estéreo).

Não haverá custo adicional para ter acesso ao áudio lossless ou Áudio Espacial Dolby Atmos no Apple Music

Segundo a Apple, tanto o Dolby Atmos com áudio espacial quanto as músicas em formato que não há perdas de qualidade (lossless) estarão disponíveis para assinantes sem custo adicional. Caso queira experimentar o serviço de streaming Apple Music, o período de testes é de 3 meses atualmente, após isso será cobrado mensalmente o valor de R$16,90.

Vale a pena comparado aos outros serviços de streaming?

Levando em conta que o Apple Music oferecerá agora áudio lossless de até 24bits/192Khz e não irá alterar o valor da assinatura cobrado atualmente, o serviço de streaming torna-se vantajoso para aqueles que buscam a alta fidelidade. Com esta jogada da Apple, é provável que o Tidal, plataforma voltada para a transmissão de músicas sem perdas, perca uma porcentagem de assinantes mensais. Embora o Deezer ofereça áudio sem perdas, a transmissão entregue é na qualidade de CD, que equivale a 16 bits/44,1Khz, o que faz com que o serviço fique atrás dos anteriormente citados.

Serviço de streaming Versão grátis Plano básico Plano Premium Plano Hi-fi Plano família Plano de estudante Plano de operadora
Spotify Sim Grátis c/ propagandas R$ 19,90 Não existe R$ 34,90 R$ 9,90 Vivo (grátis)
Apple Music Sim Radio grátis R$ 16,90 Não existe R$ 24,90 R$ 8,50 Não tem
Tidal Não Não existe R$ 16,90 R$ 33,80 R$25,35/R$ 50,80(Hi-fi) R$8,45/R$ 16,90(Hi-Fi) Vivo (desconto)
Deezer Sim Grátis c/ propagandas R$ 16,90 R$ 33,80 R$ 26,90 R$ 8,45 Tim (grátis)

Lançamento e disponibilidade

De acordo com a Apple, os novos recursos serão implementados para todos os assinantes do Apple Music em junho de 2021. Ainda não se sabe se o lançamento das novidades será a nível mundial ou será implementada aos poucos.

O que achou da novidade? Comente abaixo e compartilhe conosco a sua opinião!