TikTok sairá do mercado de Hong Kong em breve

Porta-voz do TikTok afirmou na última segunda-feira que a aplicativo sairá do mercado de Hong Kong em breve, por conta da nova lei de segurança nacional.

TikTok sairá do mercado de Hong Kong em breve

O TikTok sairá do mercado de Hong Kong em breve, disse um porta-voz da empresa à Reuters na última segunda-feira, enquanto outras empresas de tecnologia, incluindo o Facebook, suspenderam o processamento de dados de usuários na região.

O aplicativo de vídeos curtos, de propriedade da ByteDance, com sede na China, tomou a decisão de sair da região após o estabelecimento da China de uma nova lei de segurança nacional abrangente para a cidade semi-autônoma.

"À luz dos eventos recentes, decidimos interromper as operações do aplicativo TikTok em Hong Kong", disse um porta-voz do TikTok sobre seu compromisso com o mercado.

A empresa, agora administrada por Kevin Mayer, ex-executivo da Walt Disney, disse no passado que os dados do usuário do aplicativo não são armazenados na China.

O TikTok também disse anteriormente que não atenderia a nenhum pedido feito pelo governo chinês para censurar conteúdo ou acessar os dados do usuário do TikTok, nem nunca foi solicitado a fazê-lo.

A região de Hong Kong é um mercado pequeno e com perdas para a empresa, disse uma fonte familiarizada com o assunto. Em agosto passado, o TikTok informou que havia atraído 150.000 usuários em Hong Kong.

Globalmente, o TikTok foi baixado mais de 2 bilhões de vezes nas lojas de aplicativos da Apple e Google após o primeiro trimestre deste ano, de acordo com a empresa de análise Sensor Tower.

O TikTok foi projetado para não poder ser acessado pela China continental. Isso fazia parte de uma estratégia para atrair um público mais global. Seu equivalente no continente é chamado Douyin.

Atualmente, não há planos de introduzir Douyin no mercado de Hong Kong, disse um porta-voz da ByteDance.

Embora Douyin não esteja disponível em lojas de aplicativos no exterior, ele reuniu mais usuários que o TikTok em Hong Kong, de acordo com uma segunda fonte familiarizada com a situação. Usuários da China continental podem baixar o aplicativo enquanto estiverem no continente ou trocando de conta.

"Douyin tem muitos usuários em Hong Kong e continuará a atendê-los lá", disse Zhang Nan, CEO da ByteDance China.

Fang Kecheng, professor assistente da Universidade Chinesa de Hong Kong, disse que a decisão da TikTok destacou o dilema enfrentado pelas empresas chinesas que tentam se internacionalizar, acrescentando que era "inevitável".

"Você precisa seguir as políticas locais e tentar não ofender o governo chinês e o público. A separação do TikTok (da Douyin) pela ByteDance foi a mesma estratégia."

O melhor celular intermediário para importar?

Conteúdo relacionado

Realme GT Master: Celular Premium da marca chega ao Brasil; confira preços e ficha
Celulares

Realme GT Master: Celular Premium da marca chega ao Brasil; confira preços e ficha

Lançado dia 19 de outubro de 2021 no Brasil, o Realme GT Master Edition chega para ser o carro-chefe de tecnologias da fabricante.

ByteDance fecha acordo milionário de privacidade com usuários do TikTok nos EUA
Aplicativos

ByteDance fecha acordo milionário de privacidade com usuários do TikTok nos EUA

ByteDance, a empresa chinesa dona do TikTok, que tem mais de 100 milhões de usuários nos EUA, concordou com o acordo após mais de um ano de litígio.

TikTok se mantem no topo dos rankings de apps mais baixados e com maior receita
Aplicativos

TikTok se mantem no topo dos rankings de apps mais baixados e com maior receita

Recentemente foram divulgados os dados do terceiro trimestre de 2020 com a receita gerada e o número de downloads. Confira o ranking!